Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Polícia
Trabalhador com 17 anos denuncia agressão por suposto guarda municipal

Governo Fabrício diz que desconhecia a agressão

Segunda, 10/9/2018 16:40.
Google

Publicidade

O Página 3 recebeu hoje de um leitor texto parcialmente reproduzido abaixo dando conta que um trabalhador foi agredido por um suposto guarda municipal.

A Polícia Militar foi chamada e registrou Boletim de Ocorrência. Várias testemunhas confirmaram que o rapaz esperava a abertura de um quiosque para trabalhar quando um suposto integrante da Guarda Municipal o agrediu.

A reportagem entrou em contato com a assessoria do prefeito e repassou horário e local do fato em busca de mais informações porque a área é coberta por um totem de segurança que filma ou deveria filmar o que ocorre no entorno.

Após esperar três horas e não receber resposta o Página 3 decidiu publicar o relato do leitor que é o seguinte:

Como todas manhãs ao sair para caminhada no domingo me deparei com uma cena das mais covardes que já presenciei!! Ao atravessar a faixa de segurança do calçadão para a Atlântica uns garotos aguardavam a abertura do ponto de milho em frente ao totem de vigilância, quando 4 policiais com camisetas da guarda municipal corriam na faixa de ciclismo. Quando um deles sem nenhum argumento partiu prá cima de um dos garotos e deu-lhe um sopapo como nunca vi. E aos berros grosseiros disse 'Vamos dispersar.... todos vazando dai vagabundagem..! Agressão física e moral gratuita num trabalhador franzino, honesto como conheço. Eu trabalho aqui senhor respondeu assustado. Nisso os outros três olharam pros lados e continuaram a correr e o policial covarde os seguiu como nada tivesse acontecido.Várias testemunhas solidárias se aproximaram para amparar o garoto. Essa é a tal da Guarda 'Armada' de total despreparo para funções sociais de proteção. Liguei para o 153 que numa gravação respondeu que o número não estaria disponível.Que totem é esse? …

Reprodução do Boletim de Ocorrência lavrado pela PM:

Governo Fabrício diz que desconhecia a agressão

Cinco horas e meia após a reportagem consultar a administração municipal sobre a agressão de um trabalhador por um suposto guarda municipal a assessoria do prefeito enviou ao Página 3 a nota reproduzida abaixo.

Ela diz que os fatos estão sendo investigados.

O Página 3 tem a informação que a denúncia é procedente e os fatos foram registrados em filme pelo totem de segurança próximo ao local.

Nota da administração municipal:

O secretário de Segurança, Antônio Gabriel Castanheira, e o comando da Guarda Municipal, não tinham conhecimemto dessa ocorrência e tomaram ciência da denúncia, após mensagem encaminhada pelo referido veículo de comunicação. Desde que tomaram conhecimento, na tarde desta segunda-feira (10), buscam apurar os fatos com a verificação de imagens próximas do local. Pelo controle que existe com as viaturas em serviço, o secretário informa que a ocorrência não envolveu nenhuma guarnição e viatura que estava em serviço. Ressalta ainda, que até o momento não chegou nenhuma denúncia sobre a ocorrência na Corregedoria da Guarda Municipal, mas as investigações preliminares já estão acontecendo para apurar os fatos.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Google

Trabalhador com 17 anos denuncia agressão por suposto guarda municipal

Governo Fabrício diz que desconhecia a agressão

Publicidade

Segunda, 10/9/2018 16:40.

O Página 3 recebeu hoje de um leitor texto parcialmente reproduzido abaixo dando conta que um trabalhador foi agredido por um suposto guarda municipal.

A Polícia Militar foi chamada e registrou Boletim de Ocorrência. Várias testemunhas confirmaram que o rapaz esperava a abertura de um quiosque para trabalhar quando um suposto integrante da Guarda Municipal o agrediu.

A reportagem entrou em contato com a assessoria do prefeito e repassou horário e local do fato em busca de mais informações porque a área é coberta por um totem de segurança que filma ou deveria filmar o que ocorre no entorno.

Após esperar três horas e não receber resposta o Página 3 decidiu publicar o relato do leitor que é o seguinte:

Como todas manhãs ao sair para caminhada no domingo me deparei com uma cena das mais covardes que já presenciei!! Ao atravessar a faixa de segurança do calçadão para a Atlântica uns garotos aguardavam a abertura do ponto de milho em frente ao totem de vigilância, quando 4 policiais com camisetas da guarda municipal corriam na faixa de ciclismo. Quando um deles sem nenhum argumento partiu prá cima de um dos garotos e deu-lhe um sopapo como nunca vi. E aos berros grosseiros disse 'Vamos dispersar.... todos vazando dai vagabundagem..! Agressão física e moral gratuita num trabalhador franzino, honesto como conheço. Eu trabalho aqui senhor respondeu assustado. Nisso os outros três olharam pros lados e continuaram a correr e o policial covarde os seguiu como nada tivesse acontecido.Várias testemunhas solidárias se aproximaram para amparar o garoto. Essa é a tal da Guarda 'Armada' de total despreparo para funções sociais de proteção. Liguei para o 153 que numa gravação respondeu que o número não estaria disponível.Que totem é esse? …

Reprodução do Boletim de Ocorrência lavrado pela PM:

Governo Fabrício diz que desconhecia a agressão

Cinco horas e meia após a reportagem consultar a administração municipal sobre a agressão de um trabalhador por um suposto guarda municipal a assessoria do prefeito enviou ao Página 3 a nota reproduzida abaixo.

Ela diz que os fatos estão sendo investigados.

O Página 3 tem a informação que a denúncia é procedente e os fatos foram registrados em filme pelo totem de segurança próximo ao local.

Nota da administração municipal:

O secretário de Segurança, Antônio Gabriel Castanheira, e o comando da Guarda Municipal, não tinham conhecimemto dessa ocorrência e tomaram ciência da denúncia, após mensagem encaminhada pelo referido veículo de comunicação. Desde que tomaram conhecimento, na tarde desta segunda-feira (10), buscam apurar os fatos com a verificação de imagens próximas do local. Pelo controle que existe com as viaturas em serviço, o secretário informa que a ocorrência não envolveu nenhuma guarnição e viatura que estava em serviço. Ressalta ainda, que até o momento não chegou nenhuma denúncia sobre a ocorrência na Corregedoria da Guarda Municipal, mas as investigações preliminares já estão acontecendo para apurar os fatos.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade