Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Polícia
Enfermeiro que se dizia preocupado com humanização do Ruth foi preso por desviar remédios

Segunda, 5/3/2018 8:12.

Publicidade

A Policia Militar prendeu na sexta-feira, por peculato, o enfermeiro Luan Kuster de Souza Pessoa, acusado de desviar medicamentos do Hospital Municipal Ruth Cardoso.

Inicialmente a PM foi a um endereço na Vila Real para atender denúncia de uma briga e chegando ao local um dos envolvidos contou que o motivo era por não concordar com o desvio de medicamentos por parte do enfermeiro.

A PM encontrou os medicamentos na residência e Luan alegou que haviam sido cedidos pelo hospital.

Os policiais foram ao Ruth Cardoso, constataram que a alegação era falsa e prenderem Luan.

O enfermeiro, em 2016, fez palestra no Ruth Cardoso e na ocasião declarou ao portal da prefeitura que “Queremos passar à equipe a preocupação e o cuidado do Hospital Municipal com a família e o paciente, pois a família também adoece quando tem um ente querido enfermo. Trazer uma qualidade mais humanizada também é nosso objetivo”.

Parte dos remédios apreendidos na casa do enfermeiro podem ser usados para produzir sensação de euforia entre outras.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3

Enfermeiro que se dizia preocupado com humanização do Ruth foi preso por desviar remédios

Publicidade

Segunda, 5/3/2018 8:12.

A Policia Militar prendeu na sexta-feira, por peculato, o enfermeiro Luan Kuster de Souza Pessoa, acusado de desviar medicamentos do Hospital Municipal Ruth Cardoso.

Inicialmente a PM foi a um endereço na Vila Real para atender denúncia de uma briga e chegando ao local um dos envolvidos contou que o motivo era por não concordar com o desvio de medicamentos por parte do enfermeiro.

A PM encontrou os medicamentos na residência e Luan alegou que haviam sido cedidos pelo hospital.

Os policiais foram ao Ruth Cardoso, constataram que a alegação era falsa e prenderem Luan.

O enfermeiro, em 2016, fez palestra no Ruth Cardoso e na ocasião declarou ao portal da prefeitura que “Queremos passar à equipe a preocupação e o cuidado do Hospital Municipal com a família e o paciente, pois a família também adoece quando tem um ente querido enfermo. Trazer uma qualidade mais humanizada também é nosso objetivo”.

Parte dos remédios apreendidos na casa do enfermeiro podem ser usados para produzir sensação de euforia entre outras.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade