Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Polícia
FAB intercepta avião boliviano com 300 kg de pasta base de cocaína

A interceptação faz parte da Operação Ostium para coibir ilícitos transfronteiriços

Domingo, 10/6/2018 11:30.
Polícia Federal/Divulgação
FAB intercepta avião que transportava 300 kg de pasta base de cocaína

Publicidade

(FOLHAPRESS)

A Força Aérea Brasileira (FAB) interceptou, na manhã deste sábado (9), um avião boliviano carregado com cerca de 300 quilos de pasta base de cocaína.O monomotor efetuou um pouso forçado em uma área rural nas proximidades do município deTapirapuã(MT). As informações são da Agência Brasil.

Duas aeronaves de defesa aérea A-29 Super Tucano da FAB e um avião radar E-99 foram empregados para monitorar e efetuar a interceptação do monomotor PT- IDV proveniente da Bolívia.

Segundo a FAB, o piloto não respondeu às interrogações, uma das etapas das medidas de policiamento do espaço aéreo, e foi classificado como suspeito.

De acordo com o comandante de Operações Aeroespaciais, tenente-brigadeiro Carlos Vuyk de Aquino, a interceptação demonstrou que a FAB apresentou pronta-resposta à sociedade brasileira.

"A Força Aérea Brasileira cumpre com sua missão constitucional de controlar o espaço aéreo brasileiro", afirmou, em nota.

A interceptação faz parte da Operação Ostium para coibir ilícitos transfronteiriços, na qual atuam em conjunto a Força Aérea Brasileira e a Polícia Federal.

DROGAS NA FRONTEIRA

Em março,outroavião vindo da Bolívia já haviasidointerceptado pela Força Aérea, como parte da Operação Ostium. Obimotor de pequeno porte estava com mais de 500 kg de cocaína ao passar pela área rural deNova Fernandópolis, em Mato Grosso.

Ao entrar no espaço aéreo brasileiro, o piloto de um caça Super Tucano da FAB também tentou contato com o bimotor,mas não obteve resposta. Com a falta de retorno, ela se tornou suspeita.

A FAB então determinou que o piloto mudasse a rota e pousasse no aeródromo de Cuiabá, mas não foi atendida. Apenas quando os militares se preparavam para disparar o tiro de aviso é que o bimotor fez um pouso forçado em uma fazenda de Nova Fernandópolis.

A Polícia Federal no estado foi acionada para fazer a abordagem do piloto e da aeronave em solo, momento em que foi descoberta a droga. Não foi informado qual era o destino da cocaína nem qual o procedimento tomado com o piloto da aeronave.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
Polícia Federal/Divulgação
FAB intercepta avião que transportava 300 kg de pasta base de cocaína
FAB intercepta avião que transportava 300 kg de pasta base de cocaína

FAB intercepta avião boliviano com 300 kg de pasta base de cocaína

A interceptação faz parte da Operação Ostium para coibir ilícitos transfronteiriços

Domingo, 10/6/2018 11:30.

(FOLHAPRESS)

A Força Aérea Brasileira (FAB) interceptou, na manhã deste sábado (9), um avião boliviano carregado com cerca de 300 quilos de pasta base de cocaína.O monomotor efetuou um pouso forçado em uma área rural nas proximidades do município deTapirapuã(MT). As informações são da Agência Brasil.

Duas aeronaves de defesa aérea A-29 Super Tucano da FAB e um avião radar E-99 foram empregados para monitorar e efetuar a interceptação do monomotor PT- IDV proveniente da Bolívia.

Segundo a FAB, o piloto não respondeu às interrogações, uma das etapas das medidas de policiamento do espaço aéreo, e foi classificado como suspeito.

De acordo com o comandante de Operações Aeroespaciais, tenente-brigadeiro Carlos Vuyk de Aquino, a interceptação demonstrou que a FAB apresentou pronta-resposta à sociedade brasileira.

"A Força Aérea Brasileira cumpre com sua missão constitucional de controlar o espaço aéreo brasileiro", afirmou, em nota.

A interceptação faz parte da Operação Ostium para coibir ilícitos transfronteiriços, na qual atuam em conjunto a Força Aérea Brasileira e a Polícia Federal.

DROGAS NA FRONTEIRA

Em março,outroavião vindo da Bolívia já haviasidointerceptado pela Força Aérea, como parte da Operação Ostium. Obimotor de pequeno porte estava com mais de 500 kg de cocaína ao passar pela área rural deNova Fernandópolis, em Mato Grosso.

Ao entrar no espaço aéreo brasileiro, o piloto de um caça Super Tucano da FAB também tentou contato com o bimotor,mas não obteve resposta. Com a falta de retorno, ela se tornou suspeita.

A FAB então determinou que o piloto mudasse a rota e pousasse no aeródromo de Cuiabá, mas não foi atendida. Apenas quando os militares se preparavam para disparar o tiro de aviso é que o bimotor fez um pouso forçado em uma fazenda de Nova Fernandópolis.

A Polícia Federal no estado foi acionada para fazer a abordagem do piloto e da aeronave em solo, momento em que foi descoberta a droga. Não foi informado qual era o destino da cocaína nem qual o procedimento tomado com o piloto da aeronave.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade