Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Polícia
Criminoso contumaz é condenado por Tribunal do Júri de BC

Ele é acusado de ser o mandante de um duplo assassinato

Sexta, 23/2/2018 9:51.

Publicidade

Foi condenado esta semana em Tribunal do Júri de Balneário Camboriú um dos criminosos que chegou a ficar entre os mais procurados da região. Rudinei Silva de Oliveira, vulgo Dudu da Corupá, foi condenado a 14 anos de reclusão por um duplo homicídio ocorrido em 2014.

Segundo as investigações da Divisão de Investigação Criminal (DIC), Tiago Tavares e Dionatan dos Reis foram mortos no dia 21/10/2014 por engano. Os verdadeiros alvos seriam os irmãos Schumacher, por causa de uma disputa de pontos de venda de droga.

Rudinei havia ordenado o assassinato, mas no dia do crime as vítimas estavam na frente à casa dos Schumacher, no Bairro dos Municípios, e uma delas ainda usava um casaco do verdadeiro alvo. O homem foi confundido e outro acabou sendo baleado por estar próximo.

A guerra entre os criminosos que integram facções rendeu na época diversas ocorrências e tentativas de homicídio, até a dupla ser morta por engano. Depois disso houve uma operação da polícia que desarticulou a célula da facção e envolvidos foram condenados.

Rudinei ficou anos foragido. Ele se escondia em uma casa na zona rural de Ilhota até que no começo de 2017 foi capturado através do trabalho da DIC.

Outras investigações realizadas foram aceitas pelo Ministério Público e aguardam os trâmites judiciais. O investigado ainda é acusado de integrar uma organização criminosa e de outros homicídios.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3

Criminoso contumaz é condenado por Tribunal do Júri de BC

Ele é acusado de ser o mandante de um duplo assassinato

Publicidade

Sexta, 23/2/2018 9:51.

Foi condenado esta semana em Tribunal do Júri de Balneário Camboriú um dos criminosos que chegou a ficar entre os mais procurados da região. Rudinei Silva de Oliveira, vulgo Dudu da Corupá, foi condenado a 14 anos de reclusão por um duplo homicídio ocorrido em 2014.

Segundo as investigações da Divisão de Investigação Criminal (DIC), Tiago Tavares e Dionatan dos Reis foram mortos no dia 21/10/2014 por engano. Os verdadeiros alvos seriam os irmãos Schumacher, por causa de uma disputa de pontos de venda de droga.

Rudinei havia ordenado o assassinato, mas no dia do crime as vítimas estavam na frente à casa dos Schumacher, no Bairro dos Municípios, e uma delas ainda usava um casaco do verdadeiro alvo. O homem foi confundido e outro acabou sendo baleado por estar próximo.

A guerra entre os criminosos que integram facções rendeu na época diversas ocorrências e tentativas de homicídio, até a dupla ser morta por engano. Depois disso houve uma operação da polícia que desarticulou a célula da facção e envolvidos foram condenados.

Rudinei ficou anos foragido. Ele se escondia em uma casa na zona rural de Ilhota até que no começo de 2017 foi capturado através do trabalho da DIC.

Outras investigações realizadas foram aceitas pelo Ministério Público e aguardam os trâmites judiciais. O investigado ainda é acusado de integrar uma organização criminosa e de outros homicídios.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade