Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Souza, ex-São Paulo e Grêmio, é preso pela Polícia Federal
Agência PontoMKT

Sexta, 3/3/2017 8:09.

 (UOL/FOLHAPRESS) - O meia Souza, com passagens por São Paulo, PSG e Grêmio, entre outros clubes, foi preso nesta quinta-feira (2) em Brasília, segundo o Brasiliense, seu atual clube. Em nota publicada em seu site, a equipe informa que ele foi detido por "crimes contra a ordem tributária" momentos antes de uma partida do Campeonato do Distrito Federal.

"Pouco antes do jogo, dois agentes da PF chegaram ao vestiário, onde Souza e o restante do grupo se aqueciam. A situação pegou os atletas de surpresa e o meia, que estava relacionado para o duelo, não pôde entrar em campo", disse a nota oficial do Brasiliense.

Os crimes de ordem tributária teriam ocorrido no período em que Souza atuava no exterior. De acordo com o clube, o mandado pedindo a prisão de Souza foi expedido pela juíza federal substituta Silene Pinheiro Cruz Minitti, da 1ª Vara Federal, 5ª Subseção Judiciária em São Paulo.

Segundo a decisão, o jogador não pôde ser encontrado seguidas vezes nos endereços apresentados no processo e, por isso, teria tido prisão preventiva decretada em novembro passado.

Souza, que joga no Brasiliense desde o começo do ano, estava se preparando para entrar em campo contra o Paracatu, no estádio Abadião, em Ceilândia.

Segundo a nota oficial do clube, a argumentação da juíza que emitiu o mandado levou em conta que, apesar de ser "figura conhecida no meio esportivo" o meia nunca pôde ser encontrado. "Assim age de forma premeditada a fim de não ser localizado pelas autoridades", diz trecho da decisão publicado pelo clube em seu site. 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Souza, ex-São Paulo e Grêmio, é preso pela Polícia Federal

Agência PontoMKT
Sexta, 3/3/2017 8:09.

 (UOL/FOLHAPRESS) - O meia Souza, com passagens por São Paulo, PSG e Grêmio, entre outros clubes, foi preso nesta quinta-feira (2) em Brasília, segundo o Brasiliense, seu atual clube. Em nota publicada em seu site, a equipe informa que ele foi detido por "crimes contra a ordem tributária" momentos antes de uma partida do Campeonato do Distrito Federal.

"Pouco antes do jogo, dois agentes da PF chegaram ao vestiário, onde Souza e o restante do grupo se aqueciam. A situação pegou os atletas de surpresa e o meia, que estava relacionado para o duelo, não pôde entrar em campo", disse a nota oficial do Brasiliense.

Os crimes de ordem tributária teriam ocorrido no período em que Souza atuava no exterior. De acordo com o clube, o mandado pedindo a prisão de Souza foi expedido pela juíza federal substituta Silene Pinheiro Cruz Minitti, da 1ª Vara Federal, 5ª Subseção Judiciária em São Paulo.

Segundo a decisão, o jogador não pôde ser encontrado seguidas vezes nos endereços apresentados no processo e, por isso, teria tido prisão preventiva decretada em novembro passado.

Souza, que joga no Brasiliense desde o começo do ano, estava se preparando para entrar em campo contra o Paracatu, no estádio Abadião, em Ceilândia.

Segundo a nota oficial do clube, a argumentação da juíza que emitiu o mandado levou em conta que, apesar de ser "figura conhecida no meio esportivo" o meia nunca pôde ser encontrado. "Assim age de forma premeditada a fim de não ser localizado pelas autoridades", diz trecho da decisão publicado pelo clube em seu site. 

Publicidade

Publicidade