Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Sete presos fugiram da Canhanduba
Renata Rutes

Sexta, 30/9/2016 10:46.

Sete presos fugiram do Complexo Penitenciário do Vale do Itajaí, que fica no Bairro Canhanduba, em Itajaí, na noite de quinta-feira (29). Eles serraram as grades e conseguiram escapar. Ainda não se sabe como isso aconteceu, já que o CPVI é considerado de alta segurança. Essa foi a primeira vez que o local registra uma fuga desse tipo.

Segundo informações do Departamento Estadual de Administração Prisional (Deap), os presos que fugiram foram Dhones Cruz Santos, Alexandre da Silva Vaz, Éderson Dias, Marlon Luciano Cabral, Giuliano Alves Garcete, Jonas Augustino e Rodrigo Veiga. Houve um oitavo fugitivo, Ricardo Fernando Soares dos Santos Salomão, mas ele já foi recapturado.

O Deap está investigando o caso para saber se houve algum facilitador e de que maneira os presos conseguiram escapar do local.

O Página 3 pôde conferir de perto, nesse ano, o esquema de alta segurança do CPVI, que é cercado por grades e em cada entrada possui uma guarita, além de muitos guardas que fazem a segurança do local. Também há câmeras por todos os lados, com policiais as monitorando 24h por dia.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Sete presos fugiram da Canhanduba

Renata Rutes
Sexta, 30/9/2016 10:46.

Sete presos fugiram do Complexo Penitenciário do Vale do Itajaí, que fica no Bairro Canhanduba, em Itajaí, na noite de quinta-feira (29). Eles serraram as grades e conseguiram escapar. Ainda não se sabe como isso aconteceu, já que o CPVI é considerado de alta segurança. Essa foi a primeira vez que o local registra uma fuga desse tipo.

Segundo informações do Departamento Estadual de Administração Prisional (Deap), os presos que fugiram foram Dhones Cruz Santos, Alexandre da Silva Vaz, Éderson Dias, Marlon Luciano Cabral, Giuliano Alves Garcete, Jonas Augustino e Rodrigo Veiga. Houve um oitavo fugitivo, Ricardo Fernando Soares dos Santos Salomão, mas ele já foi recapturado.

O Deap está investigando o caso para saber se houve algum facilitador e de que maneira os presos conseguiram escapar do local.

O Página 3 pôde conferir de perto, nesse ano, o esquema de alta segurança do CPVI, que é cercado por grades e em cada entrada possui uma guarita, além de muitos guardas que fazem a segurança do local. Também há câmeras por todos os lados, com policiais as monitorando 24h por dia.

Publicidade

Publicidade