Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Sargento da PM preso estaria envolvido com estelionato

Quinta, 1/9/2016 9:01.

O sargento do Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT) de Camboriú preso pela Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic) na manhã de quarta-feira (31), é suspeito de envolvimento com um estelionatário foragido e com um ourives, que supostamente teria o contratado para cobrar uma dívida. O nome do sargento ainda não foi confirmado oficialmente pela polícia.

A Deic suspeita que o revólver calibre 38 com a numeração raspada, que foi encontrado no armário do sargento no quartel da Polícia Militar de Camboriú, tenha sido tomado de um criminoso que age na região. Foram cumpridos três mandados de busca e apreensão, entre eles no quartel e na residência do policial.

O sargento teria sido contratado pelo ourives para cobrar uma dívida superior a R$ 1 milhão. O devedor é um estelionatário que possui um mandado de prisão em aberto (foi condenado a nove anos). O policial deveria cumprir o mandado, mas teria tentado extorquir o foragido para evitar a prisão dele.

Além da arma de fogo e munições calibre 9mm, foram apreendidos um notebook, um HD externo e um pendrive.

O comandante do 12º Batalhão de Polícia Militar (BPM), o qual Camboriú pertence, Evaldo Hoffmann, disse que acompanhou toda a ação, que iniciou às 6h. Ele salientou que o sargento, por ser policial militar, até o julgamento ficará preso no batalhão da PM de Balneário, para preservar a vida dele. O futuro dele na polícia depende do decorrer do processo: ele pode voltar a trabalhar como também pode ser afastado.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade


Publicidade


Divulgação

Excelente opção para os micro empreendedores, pequenas empresas e freelancers.


Editais

Renovação de Licença Ambiental de Operação


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Sargento da PM preso estaria envolvido com estelionato

Quinta, 1/9/2016 9:01.

O sargento do Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT) de Camboriú preso pela Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic) na manhã de quarta-feira (31), é suspeito de envolvimento com um estelionatário foragido e com um ourives, que supostamente teria o contratado para cobrar uma dívida. O nome do sargento ainda não foi confirmado oficialmente pela polícia.

A Deic suspeita que o revólver calibre 38 com a numeração raspada, que foi encontrado no armário do sargento no quartel da Polícia Militar de Camboriú, tenha sido tomado de um criminoso que age na região. Foram cumpridos três mandados de busca e apreensão, entre eles no quartel e na residência do policial.

O sargento teria sido contratado pelo ourives para cobrar uma dívida superior a R$ 1 milhão. O devedor é um estelionatário que possui um mandado de prisão em aberto (foi condenado a nove anos). O policial deveria cumprir o mandado, mas teria tentado extorquir o foragido para evitar a prisão dele.

Além da arma de fogo e munições calibre 9mm, foram apreendidos um notebook, um HD externo e um pendrive.

O comandante do 12º Batalhão de Polícia Militar (BPM), o qual Camboriú pertence, Evaldo Hoffmann, disse que acompanhou toda a ação, que iniciou às 6h. Ele salientou que o sargento, por ser policial militar, até o julgamento ficará preso no batalhão da PM de Balneário, para preservar a vida dele. O futuro dele na polícia depende do decorrer do processo: ele pode voltar a trabalhar como também pode ser afastado.

Publicidade

Publicidade