Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Receita Federal encontra 300kg de cocaína no Porto de Navegantes
Divulgação

Quarta, 12/10/2016 10:19.

Aproximadamente 300 quilos de cocaína foram encontrados escondidos em bobinas de aço que estavam em um contêiner no Porto de Navegantes, o Portonave. A carga foi descoberta na manhã desta terça-feira (11).

Segundo informações da Receita Federal, as drogas seriam exportadas para a Itália. Através de denúncias foi possível descobri-las. Os profissionais estavam investigando o caso há dias.

Cães farejadores encontraram a carga, que estava escondida em um compartimento dentro de bobinas. Primeiramente foram localizados 150 quilos de cocaína e depois mais 160 dentro de outro cilindro. O carregamento é avaliado em R$ 35 milhões.

A Receita informou ainda que foi necessário utilizar um guindaste para desenrolar as folhas de zinco, onde as drogas estavam.

O exportador (responsável pela carga) é uma empresa de São Paulo, que não teve seu nome divulgado.

Os responsáveis podem responder por tráfico internacional (pena de até 15 anos de prisão) e por organização criminosa (mais oito anos).

A Receita e a Polícia Federal continuam investigando, porque suspeitam que esse caso pode ter ligação com a maior apreensão da história do Portonave, ocorrida em maio desse ano, ocasião em que flagraram um carregamento de mais de 500kg de cocaína, que iria para a Espanha.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade


Publicidade


Política


Saúde

Evento é especial para mulheres e inscrições estão abertas


Publicidade

Revestimento que já foi sucesso é tendência novamente


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Receita Federal encontra 300kg de cocaína no Porto de Navegantes

Divulgação
Quarta, 12/10/2016 10:19.

Aproximadamente 300 quilos de cocaína foram encontrados escondidos em bobinas de aço que estavam em um contêiner no Porto de Navegantes, o Portonave. A carga foi descoberta na manhã desta terça-feira (11).

Segundo informações da Receita Federal, as drogas seriam exportadas para a Itália. Através de denúncias foi possível descobri-las. Os profissionais estavam investigando o caso há dias.

Cães farejadores encontraram a carga, que estava escondida em um compartimento dentro de bobinas. Primeiramente foram localizados 150 quilos de cocaína e depois mais 160 dentro de outro cilindro. O carregamento é avaliado em R$ 35 milhões.

A Receita informou ainda que foi necessário utilizar um guindaste para desenrolar as folhas de zinco, onde as drogas estavam.

O exportador (responsável pela carga) é uma empresa de São Paulo, que não teve seu nome divulgado.

Os responsáveis podem responder por tráfico internacional (pena de até 15 anos de prisão) e por organização criminosa (mais oito anos).

A Receita e a Polícia Federal continuam investigando, porque suspeitam que esse caso pode ter ligação com a maior apreensão da história do Portonave, ocorrida em maio desse ano, ocasião em que flagraram um carregamento de mais de 500kg de cocaína, que iria para a Espanha.

Publicidade

Publicidade