Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Foi esfaqueado e diz que não lembra de nada

Quinta, 3/11/2016 9:56.

Um homem de 28 anos foi esfaqueado na madrugada desta quinta-feira (3), no Bairro dos Municípios, em Balneário Camboriú. O irônico é que ele disse não lembrar de nada, apenas que estava na Rua Canelinha.

Segundo informações da assessoria da Polícia Militar, Rodrigo Brito foi atingido por dois golpes de faca, um na perna esquerda e outro de raspão na cabeça.

Os policiais o questionaram sobre a possível motivação e quem o atacou, mas ele disse se lembrar apenas que quando foi ferido estava na Rua Canelinha.

Rodrigo foi socorrido e encaminhado ao Hospital Municipal Ruth Cardoso. Ele já possuía 22 passagens pela polícia por crimes como furto, posse e tráfico de drogas, roubo, lesão corporal dolosa contra mulher, ameaça contra homem e contra mulher e desobediência a decisão judicial.

A Polícia Civil investigará o caso para saber o que de fato aconteceu.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Cidade

ATUALIZADO às 7h de 15/12/2018.


Cidade

Balneário Camboriú passa a ser a cidade brasileira com mais bandeiras azuis


Justiça

Ele considera ilegal a lei municipal que permitiu o empreendimento 


Rapidinhas


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Foi esfaqueado e diz que não lembra de nada

Quinta, 3/11/2016 9:56.

Um homem de 28 anos foi esfaqueado na madrugada desta quinta-feira (3), no Bairro dos Municípios, em Balneário Camboriú. O irônico é que ele disse não lembrar de nada, apenas que estava na Rua Canelinha.

Segundo informações da assessoria da Polícia Militar, Rodrigo Brito foi atingido por dois golpes de faca, um na perna esquerda e outro de raspão na cabeça.

Os policiais o questionaram sobre a possível motivação e quem o atacou, mas ele disse se lembrar apenas que quando foi ferido estava na Rua Canelinha.

Rodrigo foi socorrido e encaminhado ao Hospital Municipal Ruth Cardoso. Ele já possuía 22 passagens pela polícia por crimes como furto, posse e tráfico de drogas, roubo, lesão corporal dolosa contra mulher, ameaça contra homem e contra mulher e desobediência a decisão judicial.

A Polícia Civil investigará o caso para saber o que de fato aconteceu.

Publicidade

Publicidade