Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Mulher é morta a pauladas e facadas em Camboriú
Acontece em Camboriú e Região

Quarta, 23/11/2016 9:40.

Uma mulher de 34 anos morreu após ser fortemente agredida na madrugada de ontem (22), na Rua João Justiniano Silva, no Bairro Jardim Paraíso, em Camboriú. 

Segundo informações da Polícia Militar, populares viram a mulher, que estaria agonizando, e chamaram a polícia para conferir o que havia acontecido.

No local, eles encontraram Suilan Priscila. Ela estava com ferimentos na cabeça e no pescoço, que teriam sido causados por dois homens. Ela relatou ter sido agredida a pauladas. O motivo não foi informado, mas há suspeita de envolvimento com drogas.

Conforme o Instituto Médico Legal, suspeita-se que as marcas sejam de pauladas e de golpes de arma branca.

Suilan foi encaminhada à Fundação Hospital de Camboriú, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu horas depois.

Ela já havia sofrido uma tentativa de homicídio em 2012, ocasião em que por uma dívida de drogas foi esfaqueada nas costas.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Mulher é morta a pauladas e facadas em Camboriú

Acontece em Camboriú e Região
Quarta, 23/11/2016 9:40.

Uma mulher de 34 anos morreu após ser fortemente agredida na madrugada de ontem (22), na Rua João Justiniano Silva, no Bairro Jardim Paraíso, em Camboriú. 

Segundo informações da Polícia Militar, populares viram a mulher, que estaria agonizando, e chamaram a polícia para conferir o que havia acontecido.

No local, eles encontraram Suilan Priscila. Ela estava com ferimentos na cabeça e no pescoço, que teriam sido causados por dois homens. Ela relatou ter sido agredida a pauladas. O motivo não foi informado, mas há suspeita de envolvimento com drogas.

Conforme o Instituto Médico Legal, suspeita-se que as marcas sejam de pauladas e de golpes de arma branca.

Suilan foi encaminhada à Fundação Hospital de Camboriú, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu horas depois.

Ela já havia sofrido uma tentativa de homicídio em 2012, ocasião em que por uma dívida de drogas foi esfaqueada nas costas.

Publicidade

Publicidade