Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

PM realiza segunda fase da Operação Ressaca, na Avenida Atlântica
Divulgação PM

Segunda, 21/11/2016 9:26.

Mais uma ação contra o tráfico e posse de drogas ocorreu na Avenida Atlântica de Balneário Camboriú. A Operação Ressaca II, da Polícia Militar, ocorreu na noite de sexta-feira (18), e teve objetivo de combater crimes e infrações no passeio mais movimentado da cidade.

Segundo informações do cabo Denício Rosa, foram lavrados 15 termos circunstanciados por posse de drogas e cinco adolescentes foram apreendidos (quatro por posse e um por tráfico de drogas). Essa foi a segunda fase da operação chamada de Ressaca, porque assim como a onda surpresa que ‘varreu tudo’ na Atlântica recentemente, os traficantes e usuários de drogas foram surpreendidos.

A operação contou com o apoio dos policiais militares do expediente administrativo, da ROCAM, dos alunos soldados e do comandante do 12º BPM, Evaldo Hoffmann. Alguns dos PMs atuaram à paisana, para que conseguissem de forma mais eficaz acompanhar a ação dos envolvidos, sem que fossem identificados.

A comunidade costuma fazer denúncias por causa de uso de drogas por adolescentes e jovens no local. Denício destaca que essa ação continuará em dias diversos. “Quando menos esperar, a onda vem”, disse.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

PM realiza segunda fase da Operação Ressaca, na Avenida Atlântica

Divulgação PM
Segunda, 21/11/2016 9:26.

Mais uma ação contra o tráfico e posse de drogas ocorreu na Avenida Atlântica de Balneário Camboriú. A Operação Ressaca II, da Polícia Militar, ocorreu na noite de sexta-feira (18), e teve objetivo de combater crimes e infrações no passeio mais movimentado da cidade.

Segundo informações do cabo Denício Rosa, foram lavrados 15 termos circunstanciados por posse de drogas e cinco adolescentes foram apreendidos (quatro por posse e um por tráfico de drogas). Essa foi a segunda fase da operação chamada de Ressaca, porque assim como a onda surpresa que ‘varreu tudo’ na Atlântica recentemente, os traficantes e usuários de drogas foram surpreendidos.

A operação contou com o apoio dos policiais militares do expediente administrativo, da ROCAM, dos alunos soldados e do comandante do 12º BPM, Evaldo Hoffmann. Alguns dos PMs atuaram à paisana, para que conseguissem de forma mais eficaz acompanhar a ação dos envolvidos, sem que fossem identificados.

A comunidade costuma fazer denúncias por causa de uso de drogas por adolescentes e jovens no local. Denício destaca que essa ação continuará em dias diversos. “Quando menos esperar, a onda vem”, disse.

Publicidade

Publicidade