Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

PGR denuncia 7 do PP por suposta corrupção

Quinta, 31/3/2016 7:28.

A Procuradoria-Geral da República denunciou ontem (30) ao Supremo Tribunal Federal (STF) sete políticos do PP implicados na Operação Lava Jato, dentre eles o ex-deputado federal catarinense João Pizzolatti. Ele é ficha suja, por isso foi impedido de concorrer na eleição de 2014.

Os outros denunciados pela Procuradoria são o deputado federal Roberto Britto (BA); Mário Negromonte Jr (BA); o ex-deputado Mário Negromonte (BA) e os deputados Arthur Lira (AL); Luiz Fernando Faria (MG) e José Otávio Germano (RS).

O inquérito inicial investigava Pizzolatti por propinas no Petrolão, mas se estendeu para o resto da turma. Segundo a Procuradoria “todos os políticos denunciados são alvos de outros procedimentos já instaurados no STF no âmbito da Lava Jato e mencionados no inquérito como "quadrilhão", que investiga parlamentares, ex-parlamentares e operadores do esquema”.

Pizzolatti é alvo de quatro inquéritos, Lira de três, Germano de dois e os demais de um inquérito. Atualmente, o PP é o partido com o maior número de políticos investigados no esquema de corrupção da estatal, com 32 no total.
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Cidade

O acordo põe fim a anos de insegurança e desgaste jurídico


Cidade

Sem a colaboração da população não existe medida que dê jeito


Cidade

Isso explica a redução drástica do nível na captação


Geral

É o terceiro município mais transparente de Santa Catarina


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

PGR denuncia 7 do PP por suposta corrupção

Quinta, 31/3/2016 7:28.

A Procuradoria-Geral da República denunciou ontem (30) ao Supremo Tribunal Federal (STF) sete políticos do PP implicados na Operação Lava Jato, dentre eles o ex-deputado federal catarinense João Pizzolatti. Ele é ficha suja, por isso foi impedido de concorrer na eleição de 2014.

Os outros denunciados pela Procuradoria são o deputado federal Roberto Britto (BA); Mário Negromonte Jr (BA); o ex-deputado Mário Negromonte (BA) e os deputados Arthur Lira (AL); Luiz Fernando Faria (MG) e José Otávio Germano (RS).

O inquérito inicial investigava Pizzolatti por propinas no Petrolão, mas se estendeu para o resto da turma. Segundo a Procuradoria “todos os políticos denunciados são alvos de outros procedimentos já instaurados no STF no âmbito da Lava Jato e mencionados no inquérito como "quadrilhão", que investiga parlamentares, ex-parlamentares e operadores do esquema”.

Pizzolatti é alvo de quatro inquéritos, Lira de três, Germano de dois e os demais de um inquérito. Atualmente, o PP é o partido com o maior número de políticos investigados no esquema de corrupção da estatal, com 32 no total.
 

Publicidade

Publicidade