Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Operação After prende e fiscaliza na saída de casas noturnas da região

Segunda, 23/5/2016 8:59.

A Polícia Militar de Porto Belo e Bombinhas realizou a Operação After, na madrugada de sábado (21) nas casas noturnas daquela região. Moradores pedem constantemente que operações do tipo aconteçam em Balneário e Camboriú, mas a PM não costuma fazê-las (se o faz, não divulga).

Segundo informações do comandante da PM de Porto Belo e Bombinhas, tenente Israel Nascimento Damázio, o que motivou a Operação After foi o fato de que para alguns jovens essas festas significam usar drogas, dirigir embriagado, arrumar confusão e ostentar ações criminosas.

Por isso, barreiras e abordagens foram montadas nas entradas e saídas das principais casas noturnas daquela região. Os nomes dos clubes não foram citados.

Na primeira noite de operação, segundo Damázio, dezenas de carros foram abordados. Várias pessoas foram presas por posse e tráfico de drogas. Houve autuações de motoristas por dirigirem embriagadas e veículos recolhidos.

Novas ações como esta devem voltar a acontecer em breve na região.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Cidade

Nível da água piorou de ontem para hoje é possível que continuem os desvios para lavouras 


Geral

É o terceiro município mais transparente de Santa Catarina


Cidade


Equilíbrio

Cerimônia será no Parque Unipraias


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Operação After prende e fiscaliza na saída de casas noturnas da região

Segunda, 23/5/2016 8:59.

A Polícia Militar de Porto Belo e Bombinhas realizou a Operação After, na madrugada de sábado (21) nas casas noturnas daquela região. Moradores pedem constantemente que operações do tipo aconteçam em Balneário e Camboriú, mas a PM não costuma fazê-las (se o faz, não divulga).

Segundo informações do comandante da PM de Porto Belo e Bombinhas, tenente Israel Nascimento Damázio, o que motivou a Operação After foi o fato de que para alguns jovens essas festas significam usar drogas, dirigir embriagado, arrumar confusão e ostentar ações criminosas.

Por isso, barreiras e abordagens foram montadas nas entradas e saídas das principais casas noturnas daquela região. Os nomes dos clubes não foram citados.

Na primeira noite de operação, segundo Damázio, dezenas de carros foram abordados. Várias pessoas foram presas por posse e tráfico de drogas. Houve autuações de motoristas por dirigirem embriagadas e veículos recolhidos.

Novas ações como esta devem voltar a acontecer em breve na região.

Publicidade

Publicidade