Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Ex-deputado Gilmar Knaesel é preso na capital

Terça, 14/6/2016 9:07.

O ex-deputado estadual Gilmar Knaesel (PSDB), foi preso no fim da tarde de segunda-feira (13), em Florianópolis. A motivação da prisão seria uma investigação de desvios e irregularidades em subvenções sociais.

Knaesel foi preso pela Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic). Há outros presos junto dele, mas a polícia não divulgou o nome dessas pessoas.

Em março deste ano, Gilmar já havia sido condenado pelo Tribunal de Contas do Estado, junto do presidente da Associação Amigos do Esporte Amador de Jaraguá do Sul, Sérgio Luís da Silva, por irregularidades na prestação de contas de recursos públicos. Eles tiveram que devolver R$ 190 mil aos cofres públicos. Não se sabe se há ligação entre esse caso com a prisão de segunda-feira.

O político foi deputado estadual por 23 anos (1991-2014) e inclusive presidiu a Assembleia Legislativa (Alesc). Ele também foi secretário de Turismo, Cultura e Esporte do Estado. Hoje ele é vice-presidente da Comissão Executiva estadual do PSDB.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade


Publicidade


Saúde

Evento é especial para mulheres e inscrições estão abertas


Esportes


Publicidade

Revestimento que já foi sucesso é tendência novamente


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Ex-deputado Gilmar Knaesel é preso na capital

Terça, 14/6/2016 9:07.

O ex-deputado estadual Gilmar Knaesel (PSDB), foi preso no fim da tarde de segunda-feira (13), em Florianópolis. A motivação da prisão seria uma investigação de desvios e irregularidades em subvenções sociais.

Knaesel foi preso pela Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic). Há outros presos junto dele, mas a polícia não divulgou o nome dessas pessoas.

Em março deste ano, Gilmar já havia sido condenado pelo Tribunal de Contas do Estado, junto do presidente da Associação Amigos do Esporte Amador de Jaraguá do Sul, Sérgio Luís da Silva, por irregularidades na prestação de contas de recursos públicos. Eles tiveram que devolver R$ 190 mil aos cofres públicos. Não se sabe se há ligação entre esse caso com a prisão de segunda-feira.

O político foi deputado estadual por 23 anos (1991-2014) e inclusive presidiu a Assembleia Legislativa (Alesc). Ele também foi secretário de Turismo, Cultura e Esporte do Estado. Hoje ele é vice-presidente da Comissão Executiva estadual do PSDB.

Publicidade

Publicidade