Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Gringo é condenado a 14 anos de prisão por morte de guarda-vidas da Brava
Divulgação DIC

Terça, 19/1/2016 9:43.

Um homem acusado pela morte de um guarda-vidas, em 2011, foi preso no Centro de Balneário Camboriú, na tarde de segunda-feira (18). Ele foi condenado a 14 anos de prisão.

Segundo informações da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Balneário Camboriú, Rodrigo Sebastian Triverio, 34 anos, conhecido como ‘Gringo’, é argentino. Ele é acusado pela morte do guarda-vidas civil Maurício Aquino, 41 anos.

O crime aconteceu em fevereiro de 2011, na Praia Brava, em Itajaí. Maurício foi atingido por um tiro na coluna e ficou paraplégico. Ele não resistiu e faleceu dias depois. Maurício apontou Rodrigo como o autor dos disparos, pois os dois haviam se desentendido pouco tempo antes do crime.

Rodrigo foi preso preventivamente por cerca de um ano, mas foi absolvido em abril de 2012. O Ministério Público recorreu da decisão e no último mês foi expedido um novo mandado de prisão contra ele, o condenando a 14 anos.

Ele responde também a outros processos judiciais que estão em andamento. Rodrigo foi preso e encaminhado ao Complexo Penitenciário do Vale do Itajaí.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Cidade


Saúde

 Cidade é área de atenção e apenas 2.500 tomaram a vacina até agora. Doença pode matar.


Saúde

Lei já obriga SAMU e Bombeiros conduzirem pacientes a hospitais particulares.


Educação

Sistema que fechou dezembro com 276 crianças hoje está com mil.


Publicidade


Geral

O Infiltrado - Um Repórter Dentro da Polícia que Mais Mata e Mais Morre no Brasil


Policia

"A organização criminosa se apoderou do Ministério do Trabalho, ocupando os principais cargos da pasta"


Policia


Cidade

Aulas em Camboriú e no Nova Esperança estão suspensas


Publicidade


Economia


Divulgação

Excelente opção para os micro empreendedores, pequenas empresas e freelancers.


Geral

Conselho Comunitário de Segurança Náutica e Cidadania de Balneário Camboriú


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Gringo é condenado a 14 anos de prisão por morte de guarda-vidas da Brava

Divulgação DIC
Terça, 19/1/2016 9:43.

Um homem acusado pela morte de um guarda-vidas, em 2011, foi preso no Centro de Balneário Camboriú, na tarde de segunda-feira (18). Ele foi condenado a 14 anos de prisão.

Segundo informações da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Balneário Camboriú, Rodrigo Sebastian Triverio, 34 anos, conhecido como ‘Gringo’, é argentino. Ele é acusado pela morte do guarda-vidas civil Maurício Aquino, 41 anos.

O crime aconteceu em fevereiro de 2011, na Praia Brava, em Itajaí. Maurício foi atingido por um tiro na coluna e ficou paraplégico. Ele não resistiu e faleceu dias depois. Maurício apontou Rodrigo como o autor dos disparos, pois os dois haviam se desentendido pouco tempo antes do crime.

Rodrigo foi preso preventivamente por cerca de um ano, mas foi absolvido em abril de 2012. O Ministério Público recorreu da decisão e no último mês foi expedido um novo mandado de prisão contra ele, o condenando a 14 anos.

Ele responde também a outros processos judiciais que estão em andamento. Rodrigo foi preso e encaminhado ao Complexo Penitenciário do Vale do Itajaí.

Publicidade

Publicidade