Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Homem que matou travesti é preso pela DIC

Quarta, 7/12/2016 8:49.

A Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Balneário Camboriú prendeu na tarde de ontem (6) o homem acusado de matar uma travesti no dia 31 de outubro, em um apartamento na Rua 1.600, no Centro de Balneário.

Segundo informações da DIC, o sujeito foi preso temporariamente e, após interrogatório, confessou em detalhes o crime. A Polícia Civil não informou o nome do homem, pois haverá ainda hoje (7) uma coletiva de imprensa, onde serão passados mais detalhes.

Relembre o caso

A travesti de 27 anos foi encontrada sem vida em um apartamento na Rua 1.600, esquina com a Avenida Brasil, no Centro de Balneário, na noite de 31 de outubro.

Segundo informações da Polícia Militar, um dos vizinhos da vítima ouviu dois homens brigando e achou que eles estavam muito alterados, por isso decidiu chamar a polícia.

Os militares foram até o local indicado e tentaram contato com o proprietário, porém, não conseguiram e tiveram que arrombar a porta. Lá, eles encontraram a travesti caída no chão com um cinto no pescoço. A polícia não soube informar o nome que ela utilizava, apenas o de registro, Cristian Pinto Toledo.

A PM chamou o SAMU, que confirmou a morte da vítima. Ela tinha 27 anos e era do Rio Grande do Sul. No apartamento não foi encontrado nenhuma outra pessoa. Porém, um homem foi visto pelas câmeras de segurança do edifício onde a vítima residia, com as vestes sujas de sangue.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Homem que matou travesti é preso pela DIC

Quarta, 7/12/2016 8:49.

A Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Balneário Camboriú prendeu na tarde de ontem (6) o homem acusado de matar uma travesti no dia 31 de outubro, em um apartamento na Rua 1.600, no Centro de Balneário.

Segundo informações da DIC, o sujeito foi preso temporariamente e, após interrogatório, confessou em detalhes o crime. A Polícia Civil não informou o nome do homem, pois haverá ainda hoje (7) uma coletiva de imprensa, onde serão passados mais detalhes.

Relembre o caso

A travesti de 27 anos foi encontrada sem vida em um apartamento na Rua 1.600, esquina com a Avenida Brasil, no Centro de Balneário, na noite de 31 de outubro.

Segundo informações da Polícia Militar, um dos vizinhos da vítima ouviu dois homens brigando e achou que eles estavam muito alterados, por isso decidiu chamar a polícia.

Os militares foram até o local indicado e tentaram contato com o proprietário, porém, não conseguiram e tiveram que arrombar a porta. Lá, eles encontraram a travesti caída no chão com um cinto no pescoço. A polícia não soube informar o nome que ela utilizava, apenas o de registro, Cristian Pinto Toledo.

A PM chamou o SAMU, que confirmou a morte da vítima. Ela tinha 27 anos e era do Rio Grande do Sul. No apartamento não foi encontrado nenhuma outra pessoa. Porém, um homem foi visto pelas câmeras de segurança do edifício onde a vítima residia, com as vestes sujas de sangue.

Publicidade

Publicidade