Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Desaparecimento de Ícaro completa seis meses
Reprodução

Terça, 9/8/2016 10:07.

Hoje (9) faz seis meses do desaparecimento do garoto Ícaro Alexandre Pereira, 7 anos, que sumiu do apartamento onde vivia com a mãe, Ariane Pereira, e com o padrasto Alois Gebauer, na Rua 3.450, no Centro de Balneário Camboriú. O sumiço do menino repercutiu na região e ainda é um mistério.

O Página 3 conversou com o advogado da família, Frederico Goedert Gebauer na manhã desta terça-feira (9) e ele relatou que não há nenhuma novidade nas investigações e que o caso está difícil porque as perícias dos computadores, tablets e celulares ainda não ficaram prontas.

Recentemente ele postou um texto no Facebook onde desabafou sobre o assunto, salientando que no mínimo quatro delegados atuaram caso, uma pessoa (o padrasto Alois e irmão de Frederico) foi presa e solta e mesmo assim o desaparecimento de Ícaro continua sem respostas.

Frederico destacou que até o Conselho Tutelar de Camboriú está ajudando a família nas buscas pelo garoto, inclusive com camiseta personalizada para auxiliar no caso. Também houve manifestação na Praia Central e mesmo assim, não há sinal de Ícaro. “Sem falar na internet, que todos os dias investigadores autônomos lançam as mais variadas teses e informações, contudo, não se dão o trabalho de ir até a delegacia e falar tudo que sabem, se é que realmente sabem de algo. Tudo muito estranho”, escreveu.

A família continua aguardando uma resposta. Frederico lembra que isto é um dever do Estado. Ariane e Alois ainda residem em Balneário e se negam a dar entrevistas para a imprensa, pois segundo o advogado, o casal “acredita nas instituições, na Polícia Civil, no Ministério Público e no Judiciário” e porque eles não querem se expor.

Se você viu Ícaro ou sabe onde ele está ligue para 181.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Desaparecimento de Ícaro completa seis meses

Reprodução

Hoje (9) faz seis meses do desaparecimento do garoto Ícaro Alexandre Pereira, 7 anos, que sumiu do apartamento onde vivia com a mãe, Ariane Pereira, e com o padrasto Alois Gebauer, na Rua 3.450, no Centro de Balneário Camboriú. O sumiço do menino repercutiu na região e ainda é um mistério.

O Página 3 conversou com o advogado da família, Frederico Goedert Gebauer na manhã desta terça-feira (9) e ele relatou que não há nenhuma novidade nas investigações e que o caso está difícil porque as perícias dos computadores, tablets e celulares ainda não ficaram prontas.

Recentemente ele postou um texto no Facebook onde desabafou sobre o assunto, salientando que no mínimo quatro delegados atuaram caso, uma pessoa (o padrasto Alois e irmão de Frederico) foi presa e solta e mesmo assim o desaparecimento de Ícaro continua sem respostas.

Frederico destacou que até o Conselho Tutelar de Camboriú está ajudando a família nas buscas pelo garoto, inclusive com camiseta personalizada para auxiliar no caso. Também houve manifestação na Praia Central e mesmo assim, não há sinal de Ícaro. “Sem falar na internet, que todos os dias investigadores autônomos lançam as mais variadas teses e informações, contudo, não se dão o trabalho de ir até a delegacia e falar tudo que sabem, se é que realmente sabem de algo. Tudo muito estranho”, escreveu.

A família continua aguardando uma resposta. Frederico lembra que isto é um dever do Estado. Ariane e Alois ainda residem em Balneário e se negam a dar entrevistas para a imprensa, pois segundo o advogado, o casal “acredita nas instituições, na Polícia Civil, no Ministério Público e no Judiciário” e porque eles não querem se expor.

Se você viu Ícaro ou sabe onde ele está ligue para 181.

Publicidade

Publicidade