Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Sargento da PM de Camboriú é preso pela Deic

Quarta, 31/8/2016 11:48.

Um sargento do Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT) de Camboriú foi preso no início da manhã desta quarta-feira (31). Ele é acusado de porte ilegal de arma de fogo. Quem é responsável pela investigação que culminou com a prisão dele é a Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic), de Florianópolis.

O Página 3 apurou que houve mandado de busca e apreensão em três endereços, inclusive no quartel da PM de Camboriú. O policial, que não teve o nome divulgado, foi preso por porte ilegal de arma de fogo. Ele estava com um revólver calibre 38 com a numeração raspada, e que suspeita-se de que ele tenha sido tirado de um criminoso.

O comandante do 12º Batalhão de Polícia Militar (BPM), o qual Camboriú pertence, Evaldo Hoffmann, disse à reportagem que acompanhou toda a ação, que iniciou às 6h. “A investigação é da Deic e é sigilosa, então não posso dar muitas informações a respeito, mas confirmo que a prisão aconteceu”, disse.

Hoffmann salienta que o mandado aconteceu na residência do sargento e no armário dele no quartel de Camboriú. Na casa foram apreendidos um notebook, um HD externo e um pendrive. Já no armário foi localizado o revólver e munições calibre 9mm. “Ele foi conduzido pela Deic até Florianópolis e será autuado em flagrante por porte ilegal de arma de fogo”, acrescenta. Há informações que ele pode responder ainda por extorsão e prevaricação.

O sargento, por ser policial militar, até o julgamento ficará preso no batalhão da PM de Balneário, para preservar a vida dele. Hoffmann explica que o futuro dele na polícia depende do decorrer do processo: ele pode voltar a trabalhar, como também pode ser afastado.
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Sargento da PM de Camboriú é preso pela Deic

Quarta, 31/8/2016 11:48.

Um sargento do Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT) de Camboriú foi preso no início da manhã desta quarta-feira (31). Ele é acusado de porte ilegal de arma de fogo. Quem é responsável pela investigação que culminou com a prisão dele é a Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic), de Florianópolis.

O Página 3 apurou que houve mandado de busca e apreensão em três endereços, inclusive no quartel da PM de Camboriú. O policial, que não teve o nome divulgado, foi preso por porte ilegal de arma de fogo. Ele estava com um revólver calibre 38 com a numeração raspada, e que suspeita-se de que ele tenha sido tirado de um criminoso.

O comandante do 12º Batalhão de Polícia Militar (BPM), o qual Camboriú pertence, Evaldo Hoffmann, disse à reportagem que acompanhou toda a ação, que iniciou às 6h. “A investigação é da Deic e é sigilosa, então não posso dar muitas informações a respeito, mas confirmo que a prisão aconteceu”, disse.

Hoffmann salienta que o mandado aconteceu na residência do sargento e no armário dele no quartel de Camboriú. Na casa foram apreendidos um notebook, um HD externo e um pendrive. Já no armário foi localizado o revólver e munições calibre 9mm. “Ele foi conduzido pela Deic até Florianópolis e será autuado em flagrante por porte ilegal de arma de fogo”, acrescenta. Há informações que ele pode responder ainda por extorsão e prevaricação.

O sargento, por ser policial militar, até o julgamento ficará preso no batalhão da PM de Balneário, para preservar a vida dele. Hoffmann explica que o futuro dele na polícia depende do decorrer do processo: ele pode voltar a trabalhar, como também pode ser afastado.
 

Publicidade

Publicidade