Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Operação Reflexo: quatro foram presos em Balneário Camboriú
Polícia Civil

Quinta, 25/8/2016 9:53.

Até a tarde de quarta-feira (24) seis pessoas foram presas em Santa Catarina durante a Operação Reflexo, que está sendo deflagrada pela Polícia Civil e visa combater o tráfico de drogas sintéticas em casas noturnas brasileiras. Quatro das prisões aconteceram em Balneário Camboriú, uma em Itajaí e uma em Navegantes. As drogas vinham do Uruguai, Argentina e Paraguai e eram produzidas na Europa.

Segundo informações da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic) as investigações continuam. Além das prisões, foram emitidos 12 mandados de busca e apreensão e 10 prisões temporárias em municípios catarinenses. As restantes devem ser feitas em Camboriú.

Contra cinco pessoas havia mandados de prisão temporária. Quatro foram detidas em flagrante com drogas (ecstasy, skank, maconha e haxixe), munições de armas de fogo e com documentos falsos. Uma delas não possuía mandado de prisão contra si, mas foi flagrada com documentos falsos. Os presos foram levados para a sede da Deic, em Florianópolis. Como houve flagrante de alguns com drogas, estes foram encaminhados para o Complexo Penitenciário do Vale do Itajaí, que fica no Bairro Canhanduba, em Itajaí.

Os mandados de busca e apreensão da Reflexo aconteceram em residências e no escritório de uma casa noturna de Balneário. Ainda na quarta-feira funcionários desse escritório disseram ao Página 3 que nada foi encontrado e que não sabem o motivo da batida policial e que querem saber quem pagará os prejuízos materiais causas pelos agentes que ‘varejaram’ o local.

Estão sendo cumpridos 81 mandados em 15 cidades do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Goiás, Mato Grosso do Sul e São Paulo. 47 são de busca e apreensão e 34 de prisão temporária. Em SC, a Deic está apoiando, mas quem realiza a investigação em nível nacional é a Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc), do RS, porque vários traficantes são gaúchos.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Operação Reflexo: quatro foram presos em Balneário Camboriú

Polícia Civil
Quinta, 25/8/2016 9:53.

Até a tarde de quarta-feira (24) seis pessoas foram presas em Santa Catarina durante a Operação Reflexo, que está sendo deflagrada pela Polícia Civil e visa combater o tráfico de drogas sintéticas em casas noturnas brasileiras. Quatro das prisões aconteceram em Balneário Camboriú, uma em Itajaí e uma em Navegantes. As drogas vinham do Uruguai, Argentina e Paraguai e eram produzidas na Europa.

Segundo informações da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic) as investigações continuam. Além das prisões, foram emitidos 12 mandados de busca e apreensão e 10 prisões temporárias em municípios catarinenses. As restantes devem ser feitas em Camboriú.

Contra cinco pessoas havia mandados de prisão temporária. Quatro foram detidas em flagrante com drogas (ecstasy, skank, maconha e haxixe), munições de armas de fogo e com documentos falsos. Uma delas não possuía mandado de prisão contra si, mas foi flagrada com documentos falsos. Os presos foram levados para a sede da Deic, em Florianópolis. Como houve flagrante de alguns com drogas, estes foram encaminhados para o Complexo Penitenciário do Vale do Itajaí, que fica no Bairro Canhanduba, em Itajaí.

Os mandados de busca e apreensão da Reflexo aconteceram em residências e no escritório de uma casa noturna de Balneário. Ainda na quarta-feira funcionários desse escritório disseram ao Página 3 que nada foi encontrado e que não sabem o motivo da batida policial e que querem saber quem pagará os prejuízos materiais causas pelos agentes que ‘varejaram’ o local.

Estão sendo cumpridos 81 mandados em 15 cidades do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Goiás, Mato Grosso do Sul e São Paulo. 47 são de busca e apreensão e 34 de prisão temporária. Em SC, a Deic está apoiando, mas quem realiza a investigação em nível nacional é a Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc), do RS, porque vários traficantes são gaúchos.

 

Publicidade

Publicidade