Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Camboriú registra dois homicídios em quatro horas

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Segunda, 4/4/2016 9:14.

O ano começou violento para Camboriú, município que tinha como meta diminuir o número de homicídios em 2016. Só neste final de semana, nos dias 1º e 2, aconteceram dois assassinatos, com quatro horas de diferença entre eles.

Esfaqueado

O primeiro foi às 21h50 de sexta-feira. Jackson Fernandes de Lima, 36 anos, foi morto com três facadas, na Rua Monte Pouso Alto, no Bairro Monte Alegre. O assassino o esfaqueou duas vezes no tórax e uma no pescoço.

Populares presenciaram a briga, que seria por uma suposta dívida, e que terminou com a morte de Jackson. Eles conseguiram conter seu suposto assassino, A. V., 30 anos.

A. já possuía passagens pela polícia por crimes como posso de drogas, lesão corporal leve e dolosa, ato obsceno, violência doméstica, dano e furto. Ele foi encaminhado à delegacia.

Morto a tiros

Quatro horas depois, à 1h40 de sábado, Guilherme de Liz Lima foi morto a tiros no bar G-Lanches, que fica na Rua Flamboyant, também no Monte Alegre. Ele possuía passagens criminais por furto, dano, porte ilegal de arma e adulteração de chassi.

Populares que lá estavam relataram à Polícia Militar que dois homens em uma motocicleta passaram pelo local e o carona atirou contra o bar, acertando o proprietário do estabelecimento na bunda e Guilherme no pescoço e no rosto.

Guilherme correu até a Rua Azaleia, ao lado da Flamboyant, onde caiu, já morto. O dono do bar foi encaminhado ao Hospital Municipal Ruth Cardoso e passa bem. Ninguém foi preso.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade