Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Opinião
Opinião: arquiteta Giovana Castellano fala sobre a realidade da profissão

A realidade da Arquitetura, por Giovana Castellano

Sexta, 22/11/2019 15:40.
Divulgação/Arquivo Pessoal

Publicidade

“Quando falamos sobre arquitetura o que vem na nossa cabeça são aqueles projetos maravilhosos, com uma iluminação perfeita, móveis lindos e tudo na mais perfeita harmonia! Sim, o objetivo é esse: deixarmos a casa do cliente linda e digna de uma foto de revista! Mas não existe um projeto perfeito sem uma boa execução! E é aí que eu quero chegar: a execução!

Sou uma arquiteta com o pé na engenharia, e como já diria um professor meu lá em 2000: “vocês são engenheiros também”. Não temos como projetar e deixar ambientes lindos sem pensar em como isso vai ser executado! Desde que me formei encarei o grande desafio de acompanhar como tudo aquilo que havia colocado no papel seria feito e ali me deparei com a realidade da arquitetura e mudei a minha forma de pensar.

Pela primeira vez entendi que papel aceita tudo e que era ali que morava o meu grande desafio... fazer com que a minha criatividade fosse possível! Se engana quem acha que os programas de televisão que transformam em um passe de mágica sua casa em 48 horas seja tão simples assim. Sim, impossível não é, mas para isso é necessário um planejamento enorme, uma equipe incrível e uma boa programação financeira, dependemos de fornecedores e prestadores de serviço com disponibilidade para que tudo seja possível!

Costumo dar exemplos na prática do nosso dia a dia: ninguém come uma salada sem antes escolher o que quer que vá nela, comprar os ingredientes, lava, montar para depois apreciar e na arquitetura não é diferente! Tudo precisa de um processo, as coisas precisam acontecer em uma ordem para que saia perfeito. Porém não podemos esquecer que estamos falando de pessoas, elas não são máquinas e isso faz com que nem sempre tudo saia tão perfeito como nas fotos de revistas que um bom Photoshop é capaz de esconder.

Então você que está planejando contratar um arquiteto para deixar a sua casa do jeito que sempre sonhou tenha em mente que os problemas vão sim aparecer e que os arquitetos estão ‘aqui’ para ajudar, mas para isso é necessário paciência para que no final saia conforme planejado! Então vai aí um conselho: diminua expectativa que a realidade será muito mais prazerosa!”

Saiba mais

Giovana Castellano é formada em Arquitetura e Urbanismo pela Unicenp (hoje Universidade Positivo) e cursou Design de Moda no Centro Europeu. Ela trabalha na área da arquitetura desde o primeiro ano de faculdade, ainda em 2000. Desde 2004 ela possui escritório em Curitiba e atualmente divide-se entre projetos na capital paranaense, no Estado de São Paulo e na região de Balneário Camboriú. Ao longo dos anos, sempre procurou se atualizar e fez inúmeros cursos como Gestão de Mercado de Luxo, Gerenciamento de Obra, Hospitalar, Interiores, Desenho Técnico, Vitrinismo, Visual Merchandising e Iluminação.

Gigi Castellano, como é conhecida, assinou nesse ano, a convite da Lipmgt, o cenário do bakstage do Pátio Batel Fashion Walk (PBFW), que é o terceiro maior evento de Moda do Brasil – com curadoria da Vogue. Ela também participou por cinco anos da Casa Cor - Curitiba.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Divulgação/Arquivo Pessoal

Opinião: arquiteta Giovana Castellano fala sobre a realidade da profissão

A realidade da Arquitetura, por Giovana Castellano

Publicidade

Sexta, 22/11/2019 15:40.

“Quando falamos sobre arquitetura o que vem na nossa cabeça são aqueles projetos maravilhosos, com uma iluminação perfeita, móveis lindos e tudo na mais perfeita harmonia! Sim, o objetivo é esse: deixarmos a casa do cliente linda e digna de uma foto de revista! Mas não existe um projeto perfeito sem uma boa execução! E é aí que eu quero chegar: a execução!

Sou uma arquiteta com o pé na engenharia, e como já diria um professor meu lá em 2000: “vocês são engenheiros também”. Não temos como projetar e deixar ambientes lindos sem pensar em como isso vai ser executado! Desde que me formei encarei o grande desafio de acompanhar como tudo aquilo que havia colocado no papel seria feito e ali me deparei com a realidade da arquitetura e mudei a minha forma de pensar.

Pela primeira vez entendi que papel aceita tudo e que era ali que morava o meu grande desafio... fazer com que a minha criatividade fosse possível! Se engana quem acha que os programas de televisão que transformam em um passe de mágica sua casa em 48 horas seja tão simples assim. Sim, impossível não é, mas para isso é necessário um planejamento enorme, uma equipe incrível e uma boa programação financeira, dependemos de fornecedores e prestadores de serviço com disponibilidade para que tudo seja possível!

Costumo dar exemplos na prática do nosso dia a dia: ninguém come uma salada sem antes escolher o que quer que vá nela, comprar os ingredientes, lava, montar para depois apreciar e na arquitetura não é diferente! Tudo precisa de um processo, as coisas precisam acontecer em uma ordem para que saia perfeito. Porém não podemos esquecer que estamos falando de pessoas, elas não são máquinas e isso faz com que nem sempre tudo saia tão perfeito como nas fotos de revistas que um bom Photoshop é capaz de esconder.

Então você que está planejando contratar um arquiteto para deixar a sua casa do jeito que sempre sonhou tenha em mente que os problemas vão sim aparecer e que os arquitetos estão ‘aqui’ para ajudar, mas para isso é necessário paciência para que no final saia conforme planejado! Então vai aí um conselho: diminua expectativa que a realidade será muito mais prazerosa!”

Saiba mais

Giovana Castellano é formada em Arquitetura e Urbanismo pela Unicenp (hoje Universidade Positivo) e cursou Design de Moda no Centro Europeu. Ela trabalha na área da arquitetura desde o primeiro ano de faculdade, ainda em 2000. Desde 2004 ela possui escritório em Curitiba e atualmente divide-se entre projetos na capital paranaense, no Estado de São Paulo e na região de Balneário Camboriú. Ao longo dos anos, sempre procurou se atualizar e fez inúmeros cursos como Gestão de Mercado de Luxo, Gerenciamento de Obra, Hospitalar, Interiores, Desenho Técnico, Vitrinismo, Visual Merchandising e Iluminação.

Gigi Castellano, como é conhecida, assinou nesse ano, a convite da Lipmgt, o cenário do bakstage do Pátio Batel Fashion Walk (PBFW), que é o terceiro maior evento de Moda do Brasil – com curadoria da Vogue. Ela também participou por cinco anos da Casa Cor - Curitiba.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade