Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Opinião
Leitor diz que temporada é boa para quem oferece qualidade e preço justo

"Não tente enrolar um brasileiro divulgando uma coisa e entregando outra"

Quinta, 17/1/2019 6:06.
JC Drones

Publicidade

"Primeiro dizer que sou leitor assíduo do Jornal Página 3 e eu acho que vocês estão de parabéns ao fazer, de maneira isenta, essa discussão a respeito da “qualidade da temporada” em Balneário Camboriú. Meu nome é Bruno Pamplona, sou catarinense e empresário.

Creio que vocês devem estar recebendo uma enxurrada de mensagens e comentários a respeito do polêmico tema que está se discutindo desde ontem, a “qualidade da temporada 18/19”.

Concordo com o prefeito Fabrício, e como morador acho que está sendo uma das melhores temporadas dos últimos anos; nunca vi tantos policiais nas ruas, a queima de fogos foi espetacular, a decoração de Natal inovadora e belíssima, a limpeza, organização, os serviços aparentemente todos funcionando.

Moro num prédio alto, vejo diariamente os serviços do SAMU, PM, Bombeiros e Guarda Municipal nas ruas, não tivemos falta de água, de energia, ficou maravilhosa a obra do prolongamento da 4º avenida, acabamos de ganhar um super centro de eventos, de padrão internacional, teremos o alargamento da faixa da areia da praia central, enfim, acho que as coisas estão indo bem sim! Como morador, tenho mais a elogiar do que a reclamar!

A respeito deste tema sobre a Argentina, é um verdadeiro absurdo essa discussão! Vejo diversos proprietários de imóveis, hotéis, pousadas e restaurantes que tem um lixo de estabelecimento, reclamando aos ventos.

Estes locais eram muito frequentados pelos argentinos, que com a crise desapareceram do verão catarinense. Agora vejam os mesmos estabelecimentos (imóveis de aluguel de temporada, hotéis, pousadas e restaurantes) que possuem excelentes instalações e serviços, preços justos, estão todos lotados de brasileiros. Conheço hotéis (excelentes) que estão com 97% da ocupação neste meio de semana.

Então o problema não são os argentinos e sim a qualidade do que se oferece. Querem cobrar muito e entregar pouco, não funciona! Não tendo argentinos, vem os brasileiros e brasileiro é exigente, gosta de qualidade, não aceita qualquer coisa, o “meia-boca” não funciona, não tente enrolar um brasileiro divulgando uma coisa e entregando outra, é problema na certa! Acho que quem reclama da qualidade da temporada é quem não tem um estabelecimento a altura da exigência do turista brasileiro!

Todos sabemos que Balneário Camboriú sofre de alguns problemas antigos e que passam longe da crise na Argentina. Também penso que a maioria dos problemas que a cidade enfrenta não é mérito desta administração e vejo boa vontade do profeito e sua equipe em tentar resolvê-los. Vou elencar alguns;

- Contaminação da água e areia na praia central (talvez o maior dos problemas)

- 2 rios muito poluídos, que despejam toneladas de esgoto todos os dias na praia central.

- Quiosques da praia com restrita e péssima qualidade de alimentos.

- Falta do serviço de praia por parte dos restaurantes (a exemplo da praia Brava de Itajaí).

- Muitas ruas esburacadas (isso é o mal de quase toda cidade).

- Muito trânsito na BR-101 por conta da falta das duas pontes das marginais.

- Transito dos ônibus pela cidade. (fácil de resolver).

- Falta de ações, investimentos, divulgação e fomento das praias agrestes. Muitos turistas nem sabem que existem. Isso deixa tudo muito concentrado na Praia Central. Penso que a prefeitura deveria fazer ações de incentivo para que empresários invistam na região da Interpraias. Lá tem muito espaço para a abertura de novos hotéis, pousadas, restaurantes, shoppings, enfim. Vejam o exemplo da Praia Brava, como não era quase explorada e agora está se desenvolvendo aceleradamente, não vejo o mesmo engajamento com as belíssimas praias agrestes.

Enfim, agradeço pelo espaço que dão aos leitores, isto torna a discussão democrática!

Forte abraço,

BRUNO PAMPLONA


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
JC Drones

Leitor diz que temporada é boa para quem oferece qualidade e preço justo

"Não tente enrolar um brasileiro divulgando uma coisa e entregando outra"

Publicidade

Quinta, 17/1/2019 6:06.

"Primeiro dizer que sou leitor assíduo do Jornal Página 3 e eu acho que vocês estão de parabéns ao fazer, de maneira isenta, essa discussão a respeito da “qualidade da temporada” em Balneário Camboriú. Meu nome é Bruno Pamplona, sou catarinense e empresário.

Creio que vocês devem estar recebendo uma enxurrada de mensagens e comentários a respeito do polêmico tema que está se discutindo desde ontem, a “qualidade da temporada 18/19”.

Concordo com o prefeito Fabrício, e como morador acho que está sendo uma das melhores temporadas dos últimos anos; nunca vi tantos policiais nas ruas, a queima de fogos foi espetacular, a decoração de Natal inovadora e belíssima, a limpeza, organização, os serviços aparentemente todos funcionando.

Moro num prédio alto, vejo diariamente os serviços do SAMU, PM, Bombeiros e Guarda Municipal nas ruas, não tivemos falta de água, de energia, ficou maravilhosa a obra do prolongamento da 4º avenida, acabamos de ganhar um super centro de eventos, de padrão internacional, teremos o alargamento da faixa da areia da praia central, enfim, acho que as coisas estão indo bem sim! Como morador, tenho mais a elogiar do que a reclamar!

A respeito deste tema sobre a Argentina, é um verdadeiro absurdo essa discussão! Vejo diversos proprietários de imóveis, hotéis, pousadas e restaurantes que tem um lixo de estabelecimento, reclamando aos ventos.

Estes locais eram muito frequentados pelos argentinos, que com a crise desapareceram do verão catarinense. Agora vejam os mesmos estabelecimentos (imóveis de aluguel de temporada, hotéis, pousadas e restaurantes) que possuem excelentes instalações e serviços, preços justos, estão todos lotados de brasileiros. Conheço hotéis (excelentes) que estão com 97% da ocupação neste meio de semana.

Então o problema não são os argentinos e sim a qualidade do que se oferece. Querem cobrar muito e entregar pouco, não funciona! Não tendo argentinos, vem os brasileiros e brasileiro é exigente, gosta de qualidade, não aceita qualquer coisa, o “meia-boca” não funciona, não tente enrolar um brasileiro divulgando uma coisa e entregando outra, é problema na certa! Acho que quem reclama da qualidade da temporada é quem não tem um estabelecimento a altura da exigência do turista brasileiro!

Todos sabemos que Balneário Camboriú sofre de alguns problemas antigos e que passam longe da crise na Argentina. Também penso que a maioria dos problemas que a cidade enfrenta não é mérito desta administração e vejo boa vontade do profeito e sua equipe em tentar resolvê-los. Vou elencar alguns;

- Contaminação da água e areia na praia central (talvez o maior dos problemas)

- 2 rios muito poluídos, que despejam toneladas de esgoto todos os dias na praia central.

- Quiosques da praia com restrita e péssima qualidade de alimentos.

- Falta do serviço de praia por parte dos restaurantes (a exemplo da praia Brava de Itajaí).

- Muitas ruas esburacadas (isso é o mal de quase toda cidade).

- Muito trânsito na BR-101 por conta da falta das duas pontes das marginais.

- Transito dos ônibus pela cidade. (fácil de resolver).

- Falta de ações, investimentos, divulgação e fomento das praias agrestes. Muitos turistas nem sabem que existem. Isso deixa tudo muito concentrado na Praia Central. Penso que a prefeitura deveria fazer ações de incentivo para que empresários invistam na região da Interpraias. Lá tem muito espaço para a abertura de novos hotéis, pousadas, restaurantes, shoppings, enfim. Vejam o exemplo da Praia Brava, como não era quase explorada e agora está se desenvolvendo aceleradamente, não vejo o mesmo engajamento com as belíssimas praias agrestes.

Enfim, agradeço pelo espaço que dão aos leitores, isto torna a discussão democrática!

Forte abraço,

BRUNO PAMPLONA


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade