Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Negócios
Cade faz acordo com Booking, Decolar e Expedia sobre preço de hotel

Hoteis poderão oferecer preços mais baixos do que os dos sites dessas agências online

Terça, 27/3/2018 13:56.

Publicidade

LAÍS ALEGRETTI
BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) assinou um acordo com as empresas Booking, Decolar e Expedia para flexibilizar a regra que impede os hotéis de ofertarem preços menores do que aqueles que aparecem nos sites dessas agências.

Aplicada pelas três agências de viagem online, a chamada cláusula de paridade é o mecanismo que garante que elas ofereçam preços melhores aos consumidores do que aqueles ofertados pelos próprios hotéis em seus canais de venda.

O acordo prevê que essa cláusula não poderá ser aplicada para proibir ofertas dos hotéis nos canais de venda offline, como contato por telefone, agências de turismo físicas e balcão de reservas.

A exigência de paridade continua permitida, contudo, para os preços que os hotéis ofertam em seus sites.

Isso é justificável, segundo o Cade, para evitar o chamado efeito carona -quando os vendedores e compradores se conectam pela plataforma dessas agências, mas fecham o negócio fora do site da agência de turismo online.

Para o Cade, a imposição de cláusulas de paridade limita a concorrência entre as agências e dificulta a entrada de novos players no mercado.

Com o acordo, o objetivo é que ocorra um aumento da competição entre as agências de viagem online.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3

Cade faz acordo com Booking, Decolar e Expedia sobre preço de hotel

Hoteis poderão oferecer preços mais baixos do que os dos sites dessas agências online

Publicidade

Terça, 27/3/2018 13:56.

LAÍS ALEGRETTI
BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) assinou um acordo com as empresas Booking, Decolar e Expedia para flexibilizar a regra que impede os hotéis de ofertarem preços menores do que aqueles que aparecem nos sites dessas agências.

Aplicada pelas três agências de viagem online, a chamada cláusula de paridade é o mecanismo que garante que elas ofereçam preços melhores aos consumidores do que aqueles ofertados pelos próprios hotéis em seus canais de venda.

O acordo prevê que essa cláusula não poderá ser aplicada para proibir ofertas dos hotéis nos canais de venda offline, como contato por telefone, agências de turismo físicas e balcão de reservas.

A exigência de paridade continua permitida, contudo, para os preços que os hotéis ofertam em seus sites.

Isso é justificável, segundo o Cade, para evitar o chamado efeito carona -quando os vendedores e compradores se conectam pela plataforma dessas agências, mas fecham o negócio fora do site da agência de turismo online.

Para o Cade, a imposição de cláusulas de paridade limita a concorrência entre as agências e dificulta a entrada de novos players no mercado.

Com o acordo, o objetivo é que ocorra um aumento da competição entre as agências de viagem online.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade