Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Mundo
Evo Morales buscou asilo político no México

Terça, 12/11/2019 7:04.
EBC.

Publicidade

Associated Press
Um dia após renunciar à presidência da Bolívia, Evo Morales informou na noite desta segunda-feira, 11, que embarcou para o México, país que lhe ofereceu asilo político. "Irmãs e irmãos, parto rumo ao México, agradecido pelo desprendimento do governo desse povo irmão que nos concedeu asilo para proteger nossas vidas. Dói sair do país por razões políticas, mas sempre estarei à disposição. Em breve, voltarei com mais força e energia", escreveu Evo.

Evo renunciou ao cargo no domingo, 10, após 20 dias de crise provocada por um conturbado processo eleitoral. O então presidente concorria ao quarto mandato consecutivo e chegou a ser anunciado como vencedor em primeiro turno, mas a oposição denunciou fraude no pleito. Após uma auditoria confirmar irregularidades, no domingo, Evo deixou a presidência e se disse vítima de um "golpe de Estado".

O anúncio de que o ex-presidente embarcou para o México ocorreu logo após a imprensa local informar que um avião militar mexicano havia pousado na região central de Cochabamba. "Evo Morales já está no avião do Governo do México enviado para garantir sua transferência segura para nosso país", confirmou o chanceler mexicano, Marcelo Ebrard, no Twitter, na noite da segunda.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
EBC.

Evo Morales buscou asilo político no México

Publicidade

Terça, 12/11/2019 7:04.

Associated Press
Um dia após renunciar à presidência da Bolívia, Evo Morales informou na noite desta segunda-feira, 11, que embarcou para o México, país que lhe ofereceu asilo político. "Irmãs e irmãos, parto rumo ao México, agradecido pelo desprendimento do governo desse povo irmão que nos concedeu asilo para proteger nossas vidas. Dói sair do país por razões políticas, mas sempre estarei à disposição. Em breve, voltarei com mais força e energia", escreveu Evo.

Evo renunciou ao cargo no domingo, 10, após 20 dias de crise provocada por um conturbado processo eleitoral. O então presidente concorria ao quarto mandato consecutivo e chegou a ser anunciado como vencedor em primeiro turno, mas a oposição denunciou fraude no pleito. Após uma auditoria confirmar irregularidades, no domingo, Evo deixou a presidência e se disse vítima de um "golpe de Estado".

O anúncio de que o ex-presidente embarcou para o México ocorreu logo após a imprensa local informar que um avião militar mexicano havia pousado na região central de Cochabamba. "Evo Morales já está no avião do Governo do México enviado para garantir sua transferência segura para nosso país", confirmou o chanceler mexicano, Marcelo Ebrard, no Twitter, na noite da segunda.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade