Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Mundo
Nascem primeiros filhotes de leão gerados por inseminação artificial

Quinta, 13/9/2018 10:46.
Divulgação
Isabel e Victor são os primeiros filhotes da espécie nascidos por inseminação artificial

Publicidade

(FOLHAPRESS)

Eles ainda são pequenos, mas já anunciam boas notícias! Dois filhotes de leão gerados por inseminação artificial nasceram no Centro de Conservação e Banco Genético Ukutula, na África do Sul, no dia 25 de agosto.

Os filhotes passaram as duas primeiras semanas de vida sob observação médica. Eles foram batizados em homenagem à veterinária responsável pelo projeto, Isabel Callealta e seu noivo, Victor.

O projeto foi o primeiro a utilizar sêmen fresco coletado do leão pai para a inseminação não cirúrgica na fêmea. O material foi introduzido na leoa através de um pequeno cano, sem que fosse necessário nenhum corte.

Segundo uma pesquisa do Centro de Conservação e Banco Genético Ukutula (UCC & Biobank, em inglês), a população de leões reduziu de 1.2 milhão no século 19 para apenas 18 mil em 2018. Embora a espécie consiga se reproduzir bem em cativeiro, a diminuição da espécie na natureza e a morte dos leões mais velhos que vivem em zoológicos pode ser uma ameaça à reprodução natural.

A intenção é que o protocolo desenvolvido para a inseminação artificial em leões com o caso de Isabel e Victor possa ser uma carta na manga para evitar a extinção da espécie. O próximo passo é tentar aprimorar as técnicas e considerar o congelamento de sêmen, que pode facilitar o processo à distância.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
Divulgação
Isabel e Victor são os primeiros filhotes da espécie nascidos por inseminação artificial
Isabel e Victor são os primeiros filhotes da espécie nascidos por inseminação artificial

Nascem primeiros filhotes de leão gerados por inseminação artificial

Publicidade

Quinta, 13/9/2018 10:46.

(FOLHAPRESS)

Eles ainda são pequenos, mas já anunciam boas notícias! Dois filhotes de leão gerados por inseminação artificial nasceram no Centro de Conservação e Banco Genético Ukutula, na África do Sul, no dia 25 de agosto.

Os filhotes passaram as duas primeiras semanas de vida sob observação médica. Eles foram batizados em homenagem à veterinária responsável pelo projeto, Isabel Callealta e seu noivo, Victor.

O projeto foi o primeiro a utilizar sêmen fresco coletado do leão pai para a inseminação não cirúrgica na fêmea. O material foi introduzido na leoa através de um pequeno cano, sem que fosse necessário nenhum corte.

Segundo uma pesquisa do Centro de Conservação e Banco Genético Ukutula (UCC & Biobank, em inglês), a população de leões reduziu de 1.2 milhão no século 19 para apenas 18 mil em 2018. Embora a espécie consiga se reproduzir bem em cativeiro, a diminuição da espécie na natureza e a morte dos leões mais velhos que vivem em zoológicos pode ser uma ameaça à reprodução natural.

A intenção é que o protocolo desenvolvido para a inseminação artificial em leões com o caso de Isabel e Victor possa ser uma carta na manga para evitar a extinção da espécie. O próximo passo é tentar aprimorar as técnicas e considerar o congelamento de sêmen, que pode facilitar o processo à distância.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade