Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Mundo
Maradona diz que Ronaldo seria o melhor da história se não tivesse lesões

Sexta, 29/6/2018 8:43.

Publicidade

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Nem Maradona, muito menos Pelé. Diego Armando Maradona considera que Ronaldo Fenômeno seria o maior jogador da história do futebol se não tivesse tantos problemas com lesões. A declaração do ex-jogador argentino foi dada em conversa com o próprio Fenômeno, no programa "De La Mano Del 10", exibido pela emissora argentina Telesur, na quinta-feira.

"Eu tenho que dizer que se não fosse pelas lesões [o Ronaldo] seria o maior da história", disse Maradona, arrancando sorrisos de Ronaldo.
O ex-atacante brasileiro retribuiu o elogio de Maradona. "É uma honra para mim [ouvir esse elogio]. Você é um grande amigo", comentou Ronaldo.

"Diego e Pelé marcaram a história. Eu segui e agora Messi, Cristiano Ronaldo e Neymar deram continuidade", acrescentou o Fenômeno.
Durante a carreira, Ronaldo sofreu graves lesões no joelho. Em 2000, o então atacante da Inter de Milão se contundiu sozinho. A rótula do joelho direito deu um "nó", rompendo todos ligamentos; Ronaldo temeu pelo fim da carreira e ficou mais de um ano parado para recuperação.

Maradona diz se lembrar como se fosse hoje quando viu Ronaldo se contorcendo de dor em partida da Inter contra a Lazio.

"Quando Rony [Ronaldo] teve a infelicidade de romper no estádio Olímpico [em 2000] a dor acertou a todos nós. Quando eu vi a cara dele eu disse: 'Não, Deus, por que tirou a possibilidade de ver um jogador grande como ele'."

Essa lesão de Ronaldo em jogo pela Inter de Milão aconteceu pouco depois de Ronaldo voltar aos campos após ter se recuperado de lesão no joelho direito, que o havia afastado dos campos por cinco meses. Antes, Ronaldo já havia sido submetido a cirurgia no joelho quando defendia o PSV.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3

Maradona diz que Ronaldo seria o melhor da história se não tivesse lesões

Publicidade

Sexta, 29/6/2018 8:43.

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Nem Maradona, muito menos Pelé. Diego Armando Maradona considera que Ronaldo Fenômeno seria o maior jogador da história do futebol se não tivesse tantos problemas com lesões. A declaração do ex-jogador argentino foi dada em conversa com o próprio Fenômeno, no programa "De La Mano Del 10", exibido pela emissora argentina Telesur, na quinta-feira.

"Eu tenho que dizer que se não fosse pelas lesões [o Ronaldo] seria o maior da história", disse Maradona, arrancando sorrisos de Ronaldo.
O ex-atacante brasileiro retribuiu o elogio de Maradona. "É uma honra para mim [ouvir esse elogio]. Você é um grande amigo", comentou Ronaldo.

"Diego e Pelé marcaram a história. Eu segui e agora Messi, Cristiano Ronaldo e Neymar deram continuidade", acrescentou o Fenômeno.
Durante a carreira, Ronaldo sofreu graves lesões no joelho. Em 2000, o então atacante da Inter de Milão se contundiu sozinho. A rótula do joelho direito deu um "nó", rompendo todos ligamentos; Ronaldo temeu pelo fim da carreira e ficou mais de um ano parado para recuperação.

Maradona diz se lembrar como se fosse hoje quando viu Ronaldo se contorcendo de dor em partida da Inter contra a Lazio.

"Quando Rony [Ronaldo] teve a infelicidade de romper no estádio Olímpico [em 2000] a dor acertou a todos nós. Quando eu vi a cara dele eu disse: 'Não, Deus, por que tirou a possibilidade de ver um jogador grande como ele'."

Essa lesão de Ronaldo em jogo pela Inter de Milão aconteceu pouco depois de Ronaldo voltar aos campos após ter se recuperado de lesão no joelho direito, que o havia afastado dos campos por cinco meses. Antes, Ronaldo já havia sido submetido a cirurgia no joelho quando defendia o PSV.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade