Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Mundo
Após homenagens, McCain será enterrado no próximo domingo

Segunda, 27/8/2018 7:10.
EBC.

Publicidade

WASHINGTON, EUA (FOLHAPRESS) - O senador republicano e herói de guerra John McCain, que morreu vítima de um câncer no sábado (25), receberá homenagens ao longo desta semana e será enterrado domingo (2).

Na quarta-feira (29), quando McCain completaria 82 anos, seu corpo será velado na Assembleia Legislativa do Arizona, estado pelo qual ele exerceu seis mandatos seguidos no Senado.

Na sexta (31), a homenagem será feita no Capitólio (Congresso dos EUA), em Washington.

No domingo (2), está previsto o funeral apenas para familiares e amigos na capela da Academia Naval dos EUA, em Annapolis, Maryland –McCain se formou na instituição em 1958. O senador será enterrado logo depois, no cemitério da academia.

Dezenas de políticos lamentaram a morte de McCain. O ex-presidente Barack Obama -que o derrotou nas eleições de 2008– divulgou nota dizendo que "poucos de nós foram testados da forma como John foi, ou instigados a mostrar a coragem que ele teve".

O também ex-presidente George W. Bush afirmou que McCain foi "um patriota da mais alta ordem" e "um servidor público das melhores tradições do país". Ele e Obama deverão discursar nas cerimônias no Arizona e em Washington.

O atual mandatário, Donald Trump, ofereceu à família de McCain seus "mais profundos sentimentos e respeito". No entanto, o senador era um crítico contundente do presidente, e os parentes já haviam expressado o desejo dele de que Trump não compareça ao funeral.

Até este domingo não se sabia ainda se Trump participaria da cerimônia, mas o mais provável, segundo assessores da Casa Branca, é que o vice, Mike Pence, represente a Casa Branca.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
EBC.

Após homenagens, McCain será enterrado no próximo domingo

Publicidade

Segunda, 27/8/2018 7:10.

WASHINGTON, EUA (FOLHAPRESS) - O senador republicano e herói de guerra John McCain, que morreu vítima de um câncer no sábado (25), receberá homenagens ao longo desta semana e será enterrado domingo (2).

Na quarta-feira (29), quando McCain completaria 82 anos, seu corpo será velado na Assembleia Legislativa do Arizona, estado pelo qual ele exerceu seis mandatos seguidos no Senado.

Na sexta (31), a homenagem será feita no Capitólio (Congresso dos EUA), em Washington.

No domingo (2), está previsto o funeral apenas para familiares e amigos na capela da Academia Naval dos EUA, em Annapolis, Maryland –McCain se formou na instituição em 1958. O senador será enterrado logo depois, no cemitério da academia.

Dezenas de políticos lamentaram a morte de McCain. O ex-presidente Barack Obama -que o derrotou nas eleições de 2008– divulgou nota dizendo que "poucos de nós foram testados da forma como John foi, ou instigados a mostrar a coragem que ele teve".

O também ex-presidente George W. Bush afirmou que McCain foi "um patriota da mais alta ordem" e "um servidor público das melhores tradições do país". Ele e Obama deverão discursar nas cerimônias no Arizona e em Washington.

O atual mandatário, Donald Trump, ofereceu à família de McCain seus "mais profundos sentimentos e respeito". No entanto, o senador era um crítico contundente do presidente, e os parentes já haviam expressado o desejo dele de que Trump não compareça ao funeral.

Até este domingo não se sabia ainda se Trump participaria da cerimônia, mas o mais provável, segundo assessores da Casa Branca, é que o vice, Mike Pence, represente a Casa Branca.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade