Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Mundo
China reage e impõe tarifas a 128 produtos norte-americanos

Segunda, 2/4/2018 5:45.

Publicidade

FOLHAPRESS) - A China reagiu em relação às tarifas aprovadas pelo governo do presidente Donald Trump sobre as importações de aço e alumínio. O país asiático anunciou, neste domingo (1º), que vai impor novas taxas a 128 produtos americanos.

A nova política começa a valer nesta segunda-feira, segundo o ministério de Finanças da China, e amplia a disputa comercial entre os dois países.

A China deve impor, por exemplo, uma tarifa de importação de 25% para carne suína. Frutas e vinhos também estão entre os produtos afetados de acordo com as novas medidas. As taxas devem afetar cerca de US$ 3 bilhões de produtos.

A retaliação da China se deve à resolução assinada no dia 22 de março por Trump. A medida dos Estados Unidos prevê até US$ 60 bilhões em tarifas sobre importações de produtos da China, além de restringir transferências de tecnologia e aquisições feitas por empresas de capital chinês.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3

China reage e impõe tarifas a 128 produtos norte-americanos

Publicidade

Segunda, 2/4/2018 5:45.

FOLHAPRESS) - A China reagiu em relação às tarifas aprovadas pelo governo do presidente Donald Trump sobre as importações de aço e alumínio. O país asiático anunciou, neste domingo (1º), que vai impor novas taxas a 128 produtos americanos.

A nova política começa a valer nesta segunda-feira, segundo o ministério de Finanças da China, e amplia a disputa comercial entre os dois países.

A China deve impor, por exemplo, uma tarifa de importação de 25% para carne suína. Frutas e vinhos também estão entre os produtos afetados de acordo com as novas medidas. As taxas devem afetar cerca de US$ 3 bilhões de produtos.

A retaliação da China se deve à resolução assinada no dia 22 de março por Trump. A medida dos Estados Unidos prevê até US$ 60 bilhões em tarifas sobre importações de produtos da China, além de restringir transferências de tecnologia e aquisições feitas por empresas de capital chinês.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade