Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Justiça
Governo entrega vídeo de reunião ministerial com Moro; Celso de Mello põe sigilo

Sábado, 9/5/2020 8:00.

Publicidade

Rafael Moraes Moura
A Advocacia-Geral da União (AGU) entregou ao Supremo Tribunal Federal (STF) o vídeo da reunião ministerial em que o presidente Jair Bolsonaro ameaçou demitir o então titular da pasta da Justiça, Sérgio Moro. O decano da Corte, ministro Celso de Melo, decidiu colocar sigilo sobre o material.

"Determino que incida, em caráter temporário, a nota de sigilo sobre o HD externo encaminhado a esta Corte, no dia de hoje, pelo Senhor Advogado-Geral da União, mediante petição protocolada sob o nº 29.860/2020", determinou o ministro.

"Esse sigilo, que tem caráter pontual e temporário - autorizado pela cláusula inscrita no art. 5º, inciso LX, da Constituição da República, cuja possibilidade de aplicação expressamente ressalvei na decisão proferida no dia 05/05/2020 -, será por mim levantado, em momento oportuno", observou Celso de Melo.

O encontro foi citado por Moro como o momento em que o presidente Jair Bolsonaro teria ameaçado demiti-lo caso se recusasse a trocar o comando da Polícia Federal.

A AGU pede, desde anteontem que o decano revise a ordem de entrega da gravação, inicialmente afirmando se tratar de uma reunião que tratou de assuntos sensíveis. Ontem a defesa do governo pediu para enviar somente trechos do vídeo e hoje pediu pra saber quem teria acesso à gravação quando as imagens fossem enviadas à Corte.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3

Governo entrega vídeo de reunião ministerial com Moro; Celso de Mello põe sigilo

Publicidade

Sábado, 9/5/2020 8:00.

Rafael Moraes Moura
A Advocacia-Geral da União (AGU) entregou ao Supremo Tribunal Federal (STF) o vídeo da reunião ministerial em que o presidente Jair Bolsonaro ameaçou demitir o então titular da pasta da Justiça, Sérgio Moro. O decano da Corte, ministro Celso de Melo, decidiu colocar sigilo sobre o material.

"Determino que incida, em caráter temporário, a nota de sigilo sobre o HD externo encaminhado a esta Corte, no dia de hoje, pelo Senhor Advogado-Geral da União, mediante petição protocolada sob o nº 29.860/2020", determinou o ministro.

"Esse sigilo, que tem caráter pontual e temporário - autorizado pela cláusula inscrita no art. 5º, inciso LX, da Constituição da República, cuja possibilidade de aplicação expressamente ressalvei na decisão proferida no dia 05/05/2020 -, será por mim levantado, em momento oportuno", observou Celso de Melo.

O encontro foi citado por Moro como o momento em que o presidente Jair Bolsonaro teria ameaçado demiti-lo caso se recusasse a trocar o comando da Polícia Federal.

A AGU pede, desde anteontem que o decano revise a ordem de entrega da gravação, inicialmente afirmando se tratar de uma reunião que tratou de assuntos sensíveis. Ontem a defesa do governo pediu para enviar somente trechos do vídeo e hoje pediu pra saber quem teria acesso à gravação quando as imagens fossem enviadas à Corte.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade