Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Justiça
Corregedoria do MP escuta depoimentos sobre APA da Costa Brava

Sexta, 6/4/2018 9:28.
Arquivo Página 3.

Publicidade

A Corregedoria do Ministério Público ouviu ontem pessoas que residem, tiveram ligação ou conhecimento de episódios envolvendo a Área de Proteção Ambiental (APA da Interpraias) e seu Comitê Gestor.

O Comitê Gestor, um grupo de representantes da comunidade escolhido para traçar as políticas da APA, foi suspenso dias atrás por decisão da justiça federal.

Entendeu o juiz Jurandi Borges Pinheiro, da 2a Vara Federal de Itajaí, que a formação do Comitê Gestor, capitaneada pelo ex-promotor do meio ambiente André Otávio Vieira de Mello deveria ter sido comandada pelo Executivo municipal.

Durante o andamento desse processo na justiça federal um grupo de moradores ingressou na condição de “amicus curiae” (colaboradores do tribunal) com várias denúncias contra o promotor André e conselheiros da APA.

Na ocasião o Página 3 consultou o promotor André antes da publicação da reportagem mas ele só respondeu vários dias depois, negando as acusações e anunciando que iria processar todos os denunciantes inclusive o jornal.

A investigação da Corregedoria corre em sigilo e os resultados só serão conhecidos no futuro.

A assessoria de comunicação do Ministério Público em Florianópolis disse à reportagem que a Corregedoria do órgão não dá informações em casos desse tipo.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
Arquivo Página 3.

Corregedoria do MP escuta depoimentos sobre APA da Costa Brava

Publicidade

Sexta, 6/4/2018 9:28.

A Corregedoria do Ministério Público ouviu ontem pessoas que residem, tiveram ligação ou conhecimento de episódios envolvendo a Área de Proteção Ambiental (APA da Interpraias) e seu Comitê Gestor.

O Comitê Gestor, um grupo de representantes da comunidade escolhido para traçar as políticas da APA, foi suspenso dias atrás por decisão da justiça federal.

Entendeu o juiz Jurandi Borges Pinheiro, da 2a Vara Federal de Itajaí, que a formação do Comitê Gestor, capitaneada pelo ex-promotor do meio ambiente André Otávio Vieira de Mello deveria ter sido comandada pelo Executivo municipal.

Durante o andamento desse processo na justiça federal um grupo de moradores ingressou na condição de “amicus curiae” (colaboradores do tribunal) com várias denúncias contra o promotor André e conselheiros da APA.

Na ocasião o Página 3 consultou o promotor André antes da publicação da reportagem mas ele só respondeu vários dias depois, negando as acusações e anunciando que iria processar todos os denunciantes inclusive o jornal.

A investigação da Corregedoria corre em sigilo e os resultados só serão conhecidos no futuro.

A assessoria de comunicação do Ministério Público em Florianópolis disse à reportagem que a Corregedoria do órgão não dá informações em casos desse tipo.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade