Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Geral
Grupo Solidariedade e Amor pede apoio da comunidade de Balneário Camboriú

Terça, 24/3/2020 9:47.

Publicidade

O Grupo Solidariedade e Amor, que ajuda famílias carentes de Balneário Camboriú e região, está com uma ‘vaquinha solidária’ online e pede a contribuição dos moradores da cidade. A renda do Grupo, destinada para comprar alimentos, medicamentos, dentre outros produtos necessários, vem de bazares e com o Coronavírus esses eventos não podem ser realizados.

No atual cenário, muitas das famílias assistidas pelo Solidariedade e Amor precisam de ainda mais ajuda (seja com alimentos, remédios, fraldas, ração, etc.).

Para minimizar o problema, a coordenação criou uma ‘vaquinha solidária’ e pede que a população ajude com qualquer valor que puder. Com o valor arrecadado, o Grupo irá comprar pela internet os produtos necessários, assim não manterão o contato físico com as famílias, mas garantirão comida na mesa de muitos moradores da cidade e seus arredores neste momento tão delicado.

Se você quiser contribuir com esta causa, acesse o link: clique aqui.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3

Grupo Solidariedade e Amor pede apoio da comunidade de Balneário Camboriú

Publicidade

Terça, 24/3/2020 9:47.

O Grupo Solidariedade e Amor, que ajuda famílias carentes de Balneário Camboriú e região, está com uma ‘vaquinha solidária’ online e pede a contribuição dos moradores da cidade. A renda do Grupo, destinada para comprar alimentos, medicamentos, dentre outros produtos necessários, vem de bazares e com o Coronavírus esses eventos não podem ser realizados.

No atual cenário, muitas das famílias assistidas pelo Solidariedade e Amor precisam de ainda mais ajuda (seja com alimentos, remédios, fraldas, ração, etc.).

Para minimizar o problema, a coordenação criou uma ‘vaquinha solidária’ e pede que a população ajude com qualquer valor que puder. Com o valor arrecadado, o Grupo irá comprar pela internet os produtos necessários, assim não manterão o contato físico com as famílias, mas garantirão comida na mesa de muitos moradores da cidade e seus arredores neste momento tão delicado.

Se você quiser contribuir com esta causa, acesse o link: clique aqui.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade