Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Geral
Emasa investe em melhorias nas Estações Elevatórias

Segunda, 18/5/2020 17:01.
Divulgação/Emasa

Publicidade

A Empresa Municipal de Água e Saneamento (Emasa) está trabalhando na segunda etapa de manutenções e reformas das Estações Elevatórias de Efluentes da região central, entre as avenidas Brasil e Alvin Bauer, além da Estação de Recalque na Rua 3700.

Na substituição de equipamentos do sistema de retenção de sólidos, as estações estão recebendo novos cestos que contarão com uma tecnologia de içamento automatizado, o que aliviará o trabalho de remoção manual dos profissionais, que é pesado e demorado.

Este sistema é responsável por conter materiais como restos da construção civil, madeira, plástico, papelão, sacos e ainda, papel higiênico, fio dental, absorventes, cabelo, cotonetes e fraldas, evitando que estes resíduos cheguem à Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) e comprometam as etapas de tratamento do efluente. Periodicamente, o conjunto passa por limpeza, para garantir a eficiência no tratamento de efluentes.

O engenheiro do departamento de Manutenção de Esgoto, Erivan James Rodrigues explicou que com a implantação desta tecnologia, é possível aumentar a frequência das limpezas, além de proporcionar mais segurança aos colaboradores.

Além do sistema automatizado de içamento dos cestos, serão instaladas novas comportas também mais modernas, operando através de sistema hidráulico para abertura e fechamento, sendo utilizadas para interromper o fluxo de esgoto quando são feitas manutenções e limpezas preventivas.

Na primeira etapa da reforma, essas elevatórias receberam a instalação de novas tampas, pintura e substituição de alguns equipamentos com desgaste, como o conjunto de moto bombas, barriletes - conexões e válvulas que unem os conjuntos motobombas à tubulação de recalque - e as válvulas de retenção do barrilete, responsáveis por evitar o retorno do esgoto bombeado.

Balneário Camboriú tem 23 Estações Elevatórias em funcionamento, que recebem a contribuição das redes de esgoto de suas proximidades e têm como principal função, transportar o efluente que recebem de uma cota normalmente mais baixa, para uma cota mais elevada, até chegar na Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), no Bairro Nova Esperança.

Informações - Emasa (47) 3261-0000


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Divulgação/Emasa

Emasa investe em melhorias nas Estações Elevatórias

Publicidade

Segunda, 18/5/2020 17:01.

A Empresa Municipal de Água e Saneamento (Emasa) está trabalhando na segunda etapa de manutenções e reformas das Estações Elevatórias de Efluentes da região central, entre as avenidas Brasil e Alvin Bauer, além da Estação de Recalque na Rua 3700.

Na substituição de equipamentos do sistema de retenção de sólidos, as estações estão recebendo novos cestos que contarão com uma tecnologia de içamento automatizado, o que aliviará o trabalho de remoção manual dos profissionais, que é pesado e demorado.

Este sistema é responsável por conter materiais como restos da construção civil, madeira, plástico, papelão, sacos e ainda, papel higiênico, fio dental, absorventes, cabelo, cotonetes e fraldas, evitando que estes resíduos cheguem à Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) e comprometam as etapas de tratamento do efluente. Periodicamente, o conjunto passa por limpeza, para garantir a eficiência no tratamento de efluentes.

O engenheiro do departamento de Manutenção de Esgoto, Erivan James Rodrigues explicou que com a implantação desta tecnologia, é possível aumentar a frequência das limpezas, além de proporcionar mais segurança aos colaboradores.

Além do sistema automatizado de içamento dos cestos, serão instaladas novas comportas também mais modernas, operando através de sistema hidráulico para abertura e fechamento, sendo utilizadas para interromper o fluxo de esgoto quando são feitas manutenções e limpezas preventivas.

Na primeira etapa da reforma, essas elevatórias receberam a instalação de novas tampas, pintura e substituição de alguns equipamentos com desgaste, como o conjunto de moto bombas, barriletes - conexões e válvulas que unem os conjuntos motobombas à tubulação de recalque - e as válvulas de retenção do barrilete, responsáveis por evitar o retorno do esgoto bombeado.

Balneário Camboriú tem 23 Estações Elevatórias em funcionamento, que recebem a contribuição das redes de esgoto de suas proximidades e têm como principal função, transportar o efluente que recebem de uma cota normalmente mais baixa, para uma cota mais elevada, até chegar na Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), no Bairro Nova Esperança.

Informações - Emasa (47) 3261-0000


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade