Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Geral
Camelódromo de Balneário Camboriú se une com entidades para doar máscaras em troca de alimentos

Sexta, 19/6/2020 11:29.
Divulgação

Publicidade

O Camelódromo de Balneário Camboriú iniciou nesta semana uma ação social de prevenção ao Coronavírus, em parceria com entidades filantrópicas da cidade, Lions Clube e Rotary.

Lojistas do camelô conseguiram arrecadar 8,5 mil máscaras, que estão sendo distribuídas ao público mediante a doação de 1kg de alimento não perecível. A temperatura dos clientes e colaboradores que transitam pelo camelô também está sendo conferida. Destas 8,5 mil, cinco mil serão entregues para os Lions e Rotary Clubes, que auxiliarão na distribuição, e as outras 3,5 mil serão distribuídas no Camelódromo.

O síndico do Camelódromo, Nelson Oliveira, explica que a iniciativa partiu dos próprios comerciantes, que viram a necessidade de conscientizar os mais de 600 colaboradores e público que passam pelo espaço diariamente sobre a importância de utilizar máscara, que é uma das principais formas de se prevenir da Covid-19.

“As máscaras serão distribuídas (até duas por pessoa) em troca de 1kg de alimento não perecível. Fechamos também a parceria com o Lions Clube Helen Keller, que reuniu os outros Lions de Balneário e Camboriú, assim como o Rotary, e todos os voluntários nos ajudarão a distribuir as máscaras e arrecadar os alimentos”, diz.

A iniciativa

A ideia surgiu através de uma lojista do Camelódromo, que trabalha com vestuário. Ela procurou o síndico e disse que iria confeccionar e distribuir duas mil máscaras, mas em contrapartida gostaria de arrecadar alimentos, trocando-os por máscaras. A ação teve apoio de outro condômino que trabalha com confecção e também fez uma doação de mais três mil, porém essas máscaras precisavam ser costuradas. O projeto Veste Vida (eles doaram ainda 500 máscaras), que também confecciona itens de proteção ao Coronavírus, indicou uma costureira para fazer esse serviço; ela cobrou R$ 0,20 por cada máscara que precisava ser costurada – valor que foi pago pelos lojistas do camelô. Outro empresário ficou sabendo da iniciativa e doou mais três mil máscaras, chegando ao valor de 8,5 mil.

No Camelódromo a distribuição ao público já rendeu cerca de 300kg de alimento. Na terça-feira (23) as entidades filantrópicas que estão apoiando a iniciativa vão receber e começar a distribuir as suas máscaras.

Quem participa

Integram a ação o Lions Clube Helen Keller, Lions Clube Balneário Camboriú Centro, Lions Clube Barra Sul, Lions Clube Camboriú, Lions Clube Governador Célio Gascho, Rotary Club de Balneário Camboriú, Rotary Club de Balneário Camboriú Norte, Rotary Club de Balneário Camboriú Praia do Atlântico e Rotary Club de Camboriú. Nelson aproveita para salientar a importância da comunidade se unir e se proteger, e que é a partir dessa ideia que o Camelódromo está realizando a ação social.

“Se seguirmos assim, vamos sair muito mais fortes dessa crise de saúde e econômica. Se todos usarmos máscara e nos cuidarmos, vamos mitigar também os impactos na saúde, já que estamos passando por esse problema sério de falta de leitos em Balneário e região”, analisa.

Corrente do Bem

O presidente do Lions Clube Helen Keller, Germano de Oliveira Pereira, conta que optaram por se unirem com outras entidades filantrópicas de Balneário e Camboriú, incluindo os outros Lions e o Rotary Clube.

“Vamos dividir as máscaras e entregar para a comunidade em troca de alimento, que serão repassados ao nosso Banco de Alimentos, para famílias que precisam, de Balneário e Camboriú. Essas famílias se credenciam online e nós as selecionamos após triagem”, acrescenta.

Germano cita ainda que a iniciativa que começou com os comerciantes do Camelódromo é uma ‘corrente do bem’, e aproveita para elogiar, citando que mesmo os lojistas tendo sido uns dos mais afetados pela crise econômica gerada pela pandemia do novo Coronavírus houve essa ação para conscientizar a comunidade da necessidade de se cuidar e ainda ajudar quem precisa.

“É muito bacana, estamos felizes em poder participar dessa ação e esperamos que a comunidade nos apoie, pois quem recebe a máscara está sendo ajudado e também tem a oportunidade de ajudar outra pessoa doando o alimento”, pontua.

As máscaras distribuídas no Camelódromo já podem ser retiradas em troca de 1kg de alimento não perecível no local. As entidades filantrópicas passarão a distribuir as suas em pontos estratégicos de Balneário e Camboriú, como supermercados, a partir de terça-feira (23). A ação segue enquanto durar o estoque das máscaras.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
Divulgação

Camelódromo de Balneário Camboriú se une com entidades para doar máscaras em troca de alimentos

Publicidade

Sexta, 19/6/2020 11:29.

O Camelódromo de Balneário Camboriú iniciou nesta semana uma ação social de prevenção ao Coronavírus, em parceria com entidades filantrópicas da cidade, Lions Clube e Rotary.

Lojistas do camelô conseguiram arrecadar 8,5 mil máscaras, que estão sendo distribuídas ao público mediante a doação de 1kg de alimento não perecível. A temperatura dos clientes e colaboradores que transitam pelo camelô também está sendo conferida. Destas 8,5 mil, cinco mil serão entregues para os Lions e Rotary Clubes, que auxiliarão na distribuição, e as outras 3,5 mil serão distribuídas no Camelódromo.

O síndico do Camelódromo, Nelson Oliveira, explica que a iniciativa partiu dos próprios comerciantes, que viram a necessidade de conscientizar os mais de 600 colaboradores e público que passam pelo espaço diariamente sobre a importância de utilizar máscara, que é uma das principais formas de se prevenir da Covid-19.

“As máscaras serão distribuídas (até duas por pessoa) em troca de 1kg de alimento não perecível. Fechamos também a parceria com o Lions Clube Helen Keller, que reuniu os outros Lions de Balneário e Camboriú, assim como o Rotary, e todos os voluntários nos ajudarão a distribuir as máscaras e arrecadar os alimentos”, diz.

A iniciativa

A ideia surgiu através de uma lojista do Camelódromo, que trabalha com vestuário. Ela procurou o síndico e disse que iria confeccionar e distribuir duas mil máscaras, mas em contrapartida gostaria de arrecadar alimentos, trocando-os por máscaras. A ação teve apoio de outro condômino que trabalha com confecção e também fez uma doação de mais três mil, porém essas máscaras precisavam ser costuradas. O projeto Veste Vida (eles doaram ainda 500 máscaras), que também confecciona itens de proteção ao Coronavírus, indicou uma costureira para fazer esse serviço; ela cobrou R$ 0,20 por cada máscara que precisava ser costurada – valor que foi pago pelos lojistas do camelô. Outro empresário ficou sabendo da iniciativa e doou mais três mil máscaras, chegando ao valor de 8,5 mil.

No Camelódromo a distribuição ao público já rendeu cerca de 300kg de alimento. Na terça-feira (23) as entidades filantrópicas que estão apoiando a iniciativa vão receber e começar a distribuir as suas máscaras.

Quem participa

Integram a ação o Lions Clube Helen Keller, Lions Clube Balneário Camboriú Centro, Lions Clube Barra Sul, Lions Clube Camboriú, Lions Clube Governador Célio Gascho, Rotary Club de Balneário Camboriú, Rotary Club de Balneário Camboriú Norte, Rotary Club de Balneário Camboriú Praia do Atlântico e Rotary Club de Camboriú. Nelson aproveita para salientar a importância da comunidade se unir e se proteger, e que é a partir dessa ideia que o Camelódromo está realizando a ação social.

“Se seguirmos assim, vamos sair muito mais fortes dessa crise de saúde e econômica. Se todos usarmos máscara e nos cuidarmos, vamos mitigar também os impactos na saúde, já que estamos passando por esse problema sério de falta de leitos em Balneário e região”, analisa.

Corrente do Bem

O presidente do Lions Clube Helen Keller, Germano de Oliveira Pereira, conta que optaram por se unirem com outras entidades filantrópicas de Balneário e Camboriú, incluindo os outros Lions e o Rotary Clube.

“Vamos dividir as máscaras e entregar para a comunidade em troca de alimento, que serão repassados ao nosso Banco de Alimentos, para famílias que precisam, de Balneário e Camboriú. Essas famílias se credenciam online e nós as selecionamos após triagem”, acrescenta.

Germano cita ainda que a iniciativa que começou com os comerciantes do Camelódromo é uma ‘corrente do bem’, e aproveita para elogiar, citando que mesmo os lojistas tendo sido uns dos mais afetados pela crise econômica gerada pela pandemia do novo Coronavírus houve essa ação para conscientizar a comunidade da necessidade de se cuidar e ainda ajudar quem precisa.

“É muito bacana, estamos felizes em poder participar dessa ação e esperamos que a comunidade nos apoie, pois quem recebe a máscara está sendo ajudado e também tem a oportunidade de ajudar outra pessoa doando o alimento”, pontua.

As máscaras distribuídas no Camelódromo já podem ser retiradas em troca de 1kg de alimento não perecível no local. As entidades filantrópicas passarão a distribuir as suas em pontos estratégicos de Balneário e Camboriú, como supermercados, a partir de terça-feira (23). A ação segue enquanto durar o estoque das máscaras.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade