Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Geral
Secretária Christina foi à Câmara para falar sobre falso médico, supersalários e atendimentos na pandemia

Quarta, 29/7/2020 14:12.
Kattiúcia Villain

Publicidade

A secretária da Inclusão Social, Christina Barichello ocupou a tribuna da Câmara de Vereadores, na sessão legislativa desta terça-feira (28), a convite do vereador Marcelo Achutti, para explicar questões que envolveram sua pasta e que tiveram forte repercussão na imprensa local: o voluntário Jonathan Reyes, apresentado como médico, com atuação no Abrigo Luz da Vida e posteriormente atuando como estagiário de marketing por um curto período e sobre o super salário recebido por servidoras de sua pasta.

A secretária explicou que passaram pela secretaria quase quatro centenas de estagiários, que preenchem uma ficha. Que Jonathan apresentou comprovante de matrícula em uma faculdade de medicina, ficou quase dois meses no Luz da Vida, depois pediu um estágio, ficou pouco tempo porque não se adaptou e saiu.

Sobre o super salário de uma funcionária que ganha R$ 4.509,00 e em um mês recebeu R$ 21.127,00, a secretária informou que foram horas extras pelo trabalho nos programas Abraço à Vida e Abraço à Mulher que funcionam 24 horas, porque em alguns momentos da pandemia havia apenas duas pessoas trabalhando e que estas servidoras - duas segundo Christina, cobriram com horas extras. A secretária disse que atribui a denúncia a questão pessoal.

“Só foi citado o nome de uma funcionária, porque é ligada à minha pessoa, não citaram a outra que ganhou quase a mesma coisa”, disse.

Números da pandemia

A secretária aproveitou a oportunidade para divulgar aos vereadores o trabalho desenvolvido pela pasta na pandemia e recebeu muitos elogios.

Entre os atendimentos, ela destacou 4.089 abrigamento; 66.400 refeições para moradores de rua, apenados, pessoas em conflito familiar ou em trânsito pela cidade; 3.689 atendimentos pelo Abraço à Vida; 2.235 atendimentos pelo Abraço à Mulher, 123 toneladas de alimentos distribuídos e 127 mil máscaras entregues através da Central de Doações.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
Kattiúcia Villain

Secretária Christina foi à Câmara para falar sobre falso médico, supersalários e atendimentos na pandemia

Publicidade

Quarta, 29/7/2020 14:12.

A secretária da Inclusão Social, Christina Barichello ocupou a tribuna da Câmara de Vereadores, na sessão legislativa desta terça-feira (28), a convite do vereador Marcelo Achutti, para explicar questões que envolveram sua pasta e que tiveram forte repercussão na imprensa local: o voluntário Jonathan Reyes, apresentado como médico, com atuação no Abrigo Luz da Vida e posteriormente atuando como estagiário de marketing por um curto período e sobre o super salário recebido por servidoras de sua pasta.

A secretária explicou que passaram pela secretaria quase quatro centenas de estagiários, que preenchem uma ficha. Que Jonathan apresentou comprovante de matrícula em uma faculdade de medicina, ficou quase dois meses no Luz da Vida, depois pediu um estágio, ficou pouco tempo porque não se adaptou e saiu.

Sobre o super salário de uma funcionária que ganha R$ 4.509,00 e em um mês recebeu R$ 21.127,00, a secretária informou que foram horas extras pelo trabalho nos programas Abraço à Vida e Abraço à Mulher que funcionam 24 horas, porque em alguns momentos da pandemia havia apenas duas pessoas trabalhando e que estas servidoras - duas segundo Christina, cobriram com horas extras. A secretária disse que atribui a denúncia a questão pessoal.

“Só foi citado o nome de uma funcionária, porque é ligada à minha pessoa, não citaram a outra que ganhou quase a mesma coisa”, disse.

Números da pandemia

A secretária aproveitou a oportunidade para divulgar aos vereadores o trabalho desenvolvido pela pasta na pandemia e recebeu muitos elogios.

Entre os atendimentos, ela destacou 4.089 abrigamento; 66.400 refeições para moradores de rua, apenados, pessoas em conflito familiar ou em trânsito pela cidade; 3.689 atendimentos pelo Abraço à Vida; 2.235 atendimentos pelo Abraço à Mulher, 123 toneladas de alimentos distribuídos e 127 mil máscaras entregues através da Central de Doações.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade