Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Geral
Há previsão de mais vento, frio e ressaca para Balneário Camboriú

Quarta, 1/7/2020 10:02.
Divulgação/PMBC

Publicidade

A ventania que atingiu Santa Catarina na terça-feira (30) chegou em Balneário Camboriú no final da tarde e assustou a população, causando quedas de árvores e destelhamentos de casas e em prédios. Segundo a Defesa Civil, o vento chegou a 95km/h.
Ninguém ficou ferido, mas no Estado quatro pessoas morreram. Há previsão de mais vendaval na cidade e em Santa Catarina nesta quarta-feira, além de ressaca no mar.

A temperatura deve despencar, com previsão de frio intenso em Santa Catarina, com chance de nevar em cidades como São Joaquim e Urubici.

O diretor da Defesa Civil de Balneário Camboriú, Fabrício Melo, explica que não há registro na Defesa Civil municipal de um evento maior do que a ventania que atingiu a cidade nesta terça-feira. “Em 17 de janeiro de 2018 foi parecido, mas esse de agora foi pior. Em 2018 o vento ficou entre 80 e 90km/h, e dessa vez chegamos a 95km/h, o impacto foi visivelmente pior. Foi assustador, tanto para a comunidade como para nós que trabalhamos”, afirmou.

Segundo Fabrício, foram contabilizados 25 destelhamentos (os moradores atingidos receberam lonas), 30 quedas de árvores de médio a grande porte – que interditaram ruas, arrebentaram a fiação elétrica e danificaram casas, carros e motos.
O alerta continua
O diretor aproveita para lembrar que a Defesa Civil segue em alerta até à meia-noite de quinta-feira (2) e que durante esse período ‘pode ter um evento mais forte’, parecido com o de terça-feira. “Pedimos que a comunidade fique em local seguro, abrigada, e cuide com coisas que podem se desprender, como placas, outdoors e até andaimes. Em qualquer situação de emergência, podem contar com a Defesa Civil”, completou.
A Defesa Civil atende também pelo número de emergência: 99232-4928, já que durante o ciclone as centrais foram afetadas.

Duas unidades de saúde de Balneário Camboriú, o Pronto Atendimento (PA) do Bairro da Barra e a Unidade Básica de Saúde (UBS) do Bairro Ariribá, foram afetadas pelo ciclone e estão recebendo manutenção por parte da prefeitura, não atendendo ao público até o momento.

Quem necessitar de atendimento deve procurar a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Bairro das Nações ou o Pronto Socorro do Hospital Municipal Ruth Cardoso.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Divulgação/PMBC

Há previsão de mais vento, frio e ressaca para Balneário Camboriú

Publicidade

Quarta, 1/7/2020 10:02.

A ventania que atingiu Santa Catarina na terça-feira (30) chegou em Balneário Camboriú no final da tarde e assustou a população, causando quedas de árvores e destelhamentos de casas e em prédios. Segundo a Defesa Civil, o vento chegou a 95km/h.
Ninguém ficou ferido, mas no Estado quatro pessoas morreram. Há previsão de mais vendaval na cidade e em Santa Catarina nesta quarta-feira, além de ressaca no mar.

A temperatura deve despencar, com previsão de frio intenso em Santa Catarina, com chance de nevar em cidades como São Joaquim e Urubici.

O diretor da Defesa Civil de Balneário Camboriú, Fabrício Melo, explica que não há registro na Defesa Civil municipal de um evento maior do que a ventania que atingiu a cidade nesta terça-feira. “Em 17 de janeiro de 2018 foi parecido, mas esse de agora foi pior. Em 2018 o vento ficou entre 80 e 90km/h, e dessa vez chegamos a 95km/h, o impacto foi visivelmente pior. Foi assustador, tanto para a comunidade como para nós que trabalhamos”, afirmou.

Segundo Fabrício, foram contabilizados 25 destelhamentos (os moradores atingidos receberam lonas), 30 quedas de árvores de médio a grande porte – que interditaram ruas, arrebentaram a fiação elétrica e danificaram casas, carros e motos.
O alerta continua
O diretor aproveita para lembrar que a Defesa Civil segue em alerta até à meia-noite de quinta-feira (2) e que durante esse período ‘pode ter um evento mais forte’, parecido com o de terça-feira. “Pedimos que a comunidade fique em local seguro, abrigada, e cuide com coisas que podem se desprender, como placas, outdoors e até andaimes. Em qualquer situação de emergência, podem contar com a Defesa Civil”, completou.
A Defesa Civil atende também pelo número de emergência: 99232-4928, já que durante o ciclone as centrais foram afetadas.

Duas unidades de saúde de Balneário Camboriú, o Pronto Atendimento (PA) do Bairro da Barra e a Unidade Básica de Saúde (UBS) do Bairro Ariribá, foram afetadas pelo ciclone e estão recebendo manutenção por parte da prefeitura, não atendendo ao público até o momento.

Quem necessitar de atendimento deve procurar a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Bairro das Nações ou o Pronto Socorro do Hospital Municipal Ruth Cardoso.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade