Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Geral
Prefeitura de Balneário Camboriú alega que está regular construção que está irregular

Alvará emitido pela prefeitura é residencial, não comercial.

Sexta, 14/2/2020 15:25.

Publicidade

A prefeitura, através da assessoria de comunicação, informou hoje pela manhã que “a respeito da matéria publicada pelo Jornal Página 3, o município esclarece que a obra da Rua 2.300, citada pela reportagem, tem alvará de licença para construção, emitido dia 8 de agosto de 2019, conforme documentações enviadas na manhã desta sexta-feira (14)”.

Em verdade o alvará de construção é para uma residência unifamiliar e no local será instalado o HD-Hospital do Dente, um empreendimento comercial, cujas exigências são completamente diversas das residências.

As exigências são diferentes porque o impacto de uma clínica com uma dezena de consultórios em uma zona residencial é maior do que uma simples moradia.

Por isso, a legislação municipal exige quantidade adequada de vagas de garagem e trata um empreendimento desses como polo gerador de tráfego, com análise do projeto bastante diversa de uma casa.

A transgressão das normas urbanísticas causa danos à toda a comunidade.

Os fatos envolvendo essa obra abrem uma outra linha de investigação para o Ministério Público que é verificar se existe fraude na concessão de alvarás comerciais para imóveis aprovados como residenciais.

Ontem pela manhã, como pode ser visto na foto abaixo, o tapume da obra ostentava cartazes informando que ali se instalará em breve o HD-Hospital do Dente, mas agora à tarde os cartazes desapareceram.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3

Prefeitura de Balneário Camboriú alega que está regular construção que está irregular

Alvará emitido pela prefeitura é residencial, não comercial.

Publicidade

Sexta, 14/2/2020 15:25.

A prefeitura, através da assessoria de comunicação, informou hoje pela manhã que “a respeito da matéria publicada pelo Jornal Página 3, o município esclarece que a obra da Rua 2.300, citada pela reportagem, tem alvará de licença para construção, emitido dia 8 de agosto de 2019, conforme documentações enviadas na manhã desta sexta-feira (14)”.

Em verdade o alvará de construção é para uma residência unifamiliar e no local será instalado o HD-Hospital do Dente, um empreendimento comercial, cujas exigências são completamente diversas das residências.

As exigências são diferentes porque o impacto de uma clínica com uma dezena de consultórios em uma zona residencial é maior do que uma simples moradia.

Por isso, a legislação municipal exige quantidade adequada de vagas de garagem e trata um empreendimento desses como polo gerador de tráfego, com análise do projeto bastante diversa de uma casa.

A transgressão das normas urbanísticas causa danos à toda a comunidade.

Os fatos envolvendo essa obra abrem uma outra linha de investigação para o Ministério Público que é verificar se existe fraude na concessão de alvarás comerciais para imóveis aprovados como residenciais.

Ontem pela manhã, como pode ser visto na foto abaixo, o tapume da obra ostentava cartazes informando que ali se instalará em breve o HD-Hospital do Dente, mas agora à tarde os cartazes desapareceram.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade