Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Geral
Mutirão de castração social da Viva Bicho teve mais de 600 pedidos, mas somente metade será possível atender

Em parceria com a prefeitura de Balneário Camboriú, a ONG Viva Bicho vai realizar 300 castrações sociais de cães e gatos de famílias de baixa renda que residem na cidade.

Quinta, 13/8/2020 13:43.
Divulgação

Publicidade

As vagas já foram todas preenchidas, e a procura foi o dobro do número de castrações que serão feitas neste projeto. Uma centena dos aprovados já recebeu o encaminhamento para clínicas veterinárias de Balneário que farão os procedimentos. As demais castrações deverão ocorrer ao longo dos meses de agosto e setembro.

Mais de 600 pedidos

A ONG Viva Bicho comunica que as 300 vagas do mutirão de castração de cães e gatos foram preenchidas por famílias de baixa renda e também por protetoras comunitárias que resgatam animais de rua.

O cadastramento abriu em 5 de agosto e, já no primeiro dia, a ONG recebeu 500 solicitações. A iniciativa é da prefeitura por meio de um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) entre o município e um condomínio.

Ao total, segundo a diretoria da Viva Bicho, a ONG recebeu mais de 600 pedidos e continuam recebendo, porque o abrigo também realiza castrações sociais. Dos 300 cadastros aprovados (todas as solicitações passaram por triagem onde foi verificado se os dados se enquadravam nos critérios do mutirão).

Fila de espera

Os cadastros excedentes aguardarão em fila de espera para serem beneficiados nas castrações mensais disponibilizadas pela prefeitura em parceria com a ONG. Porém, essas castrações são em menor volume, porque a prioridade são os animais resgatados. Se no mês o número de resgate for menor, a Viva Bicho chama os animais da lista de espera.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
Divulgação

Mutirão de castração social da Viva Bicho teve mais de 600 pedidos, mas somente metade será possível atender

Em parceria com a prefeitura de Balneário Camboriú, a ONG Viva Bicho vai realizar 300 castrações sociais de cães e gatos de famílias de baixa renda que residem na cidade.

Publicidade

Quinta, 13/8/2020 13:43.

As vagas já foram todas preenchidas, e a procura foi o dobro do número de castrações que serão feitas neste projeto. Uma centena dos aprovados já recebeu o encaminhamento para clínicas veterinárias de Balneário que farão os procedimentos. As demais castrações deverão ocorrer ao longo dos meses de agosto e setembro.

Mais de 600 pedidos

A ONG Viva Bicho comunica que as 300 vagas do mutirão de castração de cães e gatos foram preenchidas por famílias de baixa renda e também por protetoras comunitárias que resgatam animais de rua.

O cadastramento abriu em 5 de agosto e, já no primeiro dia, a ONG recebeu 500 solicitações. A iniciativa é da prefeitura por meio de um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) entre o município e um condomínio.

Ao total, segundo a diretoria da Viva Bicho, a ONG recebeu mais de 600 pedidos e continuam recebendo, porque o abrigo também realiza castrações sociais. Dos 300 cadastros aprovados (todas as solicitações passaram por triagem onde foi verificado se os dados se enquadravam nos critérios do mutirão).

Fila de espera

Os cadastros excedentes aguardarão em fila de espera para serem beneficiados nas castrações mensais disponibilizadas pela prefeitura em parceria com a ONG. Porém, essas castrações são em menor volume, porque a prioridade são os animais resgatados. Se no mês o número de resgate for menor, a Viva Bicho chama os animais da lista de espera.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade