Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Geral
Morador de Balneário Camboriú está caminhando até o Uruguai limpando praias

Quarta, 12/8/2020 10:44.
Mathias na praia central

Publicidade

Mathias Ferreira Alvez, 23 anos, é uruguaio, mas mora em Balneário Camboriú há cinco anos. Ele veio para o Brasil a pé, e agora retorna para o seu país de origem novamente caminhando. Nesses 2.000km que percorrerá, passará por 58 praias entre Santa Catarina e o Rio Grande do Sul recolhendo o lixo que encontrar pelo caminho, com a proteção adequada, macacão, e máscara de proteção como as usadas na Segunda Guerra Mundial.

‘Renasceu’ em Balneário Camboriú

O viajante esteve nesta quarta-feira (12) em Garopaba e conversou com a reportagem do Página 3 por telefone. Mathias conta que há cinco anos, quando decidiu vir do Uruguai para o Brasil, sofreu um acidente de moto e passou 30 dias em coma. O ‘renascimento’, como costuma dizer, foi a motivação para vir para Balneário Camboriú. No início, morou na rua e contou com o auxílio de moradores da cidade. Com o passar do tempo encontrou oportunidade para trabalhar como segurança privado, garçom na Praia do Pinho, e recepcionista.

Meio-ambiente se tornou seu propósito

Foi no Pinho onde encontrou o seu ‘propósito’ com o meio-ambiente.Trabalhando em um bar, incentivava os clientes e naturistas a cuidarem da praia e separarem o lixo produzido ali. Bitucas de cigarro foram a inspiração para que ele fizesse mais: criou porta copos, cinzeiros, mini lixeiras de garrafa pet e bambu, e camisetas com material sustentável com o intuito de reduzir o impacto ambiental e promover uma mudança de consciência.

A viagem

Aliado a isso e indignado com os altos números de lixo produzido no Brasil (11.355.220 milhões de toneladas de lixo, somente plástico/ano – segundo dados do O Globo) e que via nas praias, Mathias sentiu ainda necessidade de visitar a família no Uruguai; nascia então o projeto @SlonClothing.BR. Ele carrega uma mochila com 25kg e pelas praias onde passa coleta o lixo e os separa, contabilizando no final do dia.

Mathias esteve nesta quarta-feira (12) em Garopaba, e espera chegar no Uruguai até o final de agosto, retornando para Balneário Camboriú em novembro. Ele já planeja uma viagem para o México, com o objetivo de percorrer toda a costa brasileira e parte da América Central.

Ajude o Mathias

Empresas que quiserem patrociná-lo ou pessoas que queiram ajudá-lo diretamente com hospedagem e/ou comida podem entrar em contato diretamente com ele: Instagram @slonclothing.br ou e-mail [email protected]

Lixo na praia central
Mathias na praia do Estaleiro


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
Mathias na praia central
Mathias na praia central

Morador de Balneário Camboriú está caminhando até o Uruguai limpando praias

Publicidade

Quarta, 12/8/2020 10:44.

Mathias Ferreira Alvez, 23 anos, é uruguaio, mas mora em Balneário Camboriú há cinco anos. Ele veio para o Brasil a pé, e agora retorna para o seu país de origem novamente caminhando. Nesses 2.000km que percorrerá, passará por 58 praias entre Santa Catarina e o Rio Grande do Sul recolhendo o lixo que encontrar pelo caminho, com a proteção adequada, macacão, e máscara de proteção como as usadas na Segunda Guerra Mundial.

‘Renasceu’ em Balneário Camboriú

O viajante esteve nesta quarta-feira (12) em Garopaba e conversou com a reportagem do Página 3 por telefone. Mathias conta que há cinco anos, quando decidiu vir do Uruguai para o Brasil, sofreu um acidente de moto e passou 30 dias em coma. O ‘renascimento’, como costuma dizer, foi a motivação para vir para Balneário Camboriú. No início, morou na rua e contou com o auxílio de moradores da cidade. Com o passar do tempo encontrou oportunidade para trabalhar como segurança privado, garçom na Praia do Pinho, e recepcionista.

Meio-ambiente se tornou seu propósito

Foi no Pinho onde encontrou o seu ‘propósito’ com o meio-ambiente.Trabalhando em um bar, incentivava os clientes e naturistas a cuidarem da praia e separarem o lixo produzido ali. Bitucas de cigarro foram a inspiração para que ele fizesse mais: criou porta copos, cinzeiros, mini lixeiras de garrafa pet e bambu, e camisetas com material sustentável com o intuito de reduzir o impacto ambiental e promover uma mudança de consciência.

A viagem

Aliado a isso e indignado com os altos números de lixo produzido no Brasil (11.355.220 milhões de toneladas de lixo, somente plástico/ano – segundo dados do O Globo) e que via nas praias, Mathias sentiu ainda necessidade de visitar a família no Uruguai; nascia então o projeto @SlonClothing.BR. Ele carrega uma mochila com 25kg e pelas praias onde passa coleta o lixo e os separa, contabilizando no final do dia.

Mathias esteve nesta quarta-feira (12) em Garopaba, e espera chegar no Uruguai até o final de agosto, retornando para Balneário Camboriú em novembro. Ele já planeja uma viagem para o México, com o objetivo de percorrer toda a costa brasileira e parte da América Central.

Ajude o Mathias

Empresas que quiserem patrociná-lo ou pessoas que queiram ajudá-lo diretamente com hospedagem e/ou comida podem entrar em contato diretamente com ele: Instagram @slonclothing.br ou e-mail [email protected]

Lixo na praia central
Mathias na praia do Estaleiro

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade