Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Geral
Selo Social abre inscrições para edição de combate ao Covid-19

Quarta, 29/4/2020 19:02.
Divulgação
Parte do grupo de trabalho do ano passado

Publicidade

A edição deste ano do Selo Social terá temática específica e reconhecerá iniciativas visando o combate à pandemia do Coronavírus, que já matou milhares de pessoas pelo mundo. A ideia do programa, realizado em parceria com as prefeituras de Balneário Camboriú e Camboriú, o Instituto Federal Catarinense de Camboriú (IFC), ACIBALC e o Instituto Abaçaí Brasil – é reconhecer iniciativas que tragam melhorias para a comunidade, por meio de uma certificação, que neste ano terá como critério a realização de iniciativas relativas a pandemia, para incentivar o maior número de organizações a se mobilizarem em prol desta causa.

As organizações do município que desejam obter o Selo Social podem se inscrever gratuitamente pelo site (clique aqui) até dia 15 de maio. As vagas são limitadas.

Nesta edição, o foco do programa será a valorização das ações de combate ao coronavírus, que acontecerá por meio de uma certificação concedida a empresas, entidades sociais e órgãos públicos que demostrem compromisso social em meio à pandemia.

Segundo a presidente da Acibalc, Maria Pissaia, o trabalho social reconhecido, além de melhorar o mundo, valoriza as organizações.

“Em tempos de concorrência cada vez mais acirrada em todos os níveis, a obtenção do Selo Social engrandece e valoriza a marca da organização, atestando que esta faz parte de uma rede de impacto social local”.

Para motivar os participantes, a presidente do Instituto Abaçaí Brasil, Carina Giunco lembra de alguns benefícios nas cidades em que o Selo Social já foi implantado.

“Esta é uma oportunidade de ser reconhecida como parte de um grupo de pessoas e organizações que potencializam suas ações sociais por meio de parcerias e iniciam uma rede do bem em prol da melhoria da qualidade de vida da sua comunidade”, afirma ela.

Não é necessário pagar nenhuma taxa, pois o custeio do projeto é feito integralmente pelos investidores sociais. Uma vez inscritos, os participantes passam por um processo de mobilização em prol do desenvolvimento social e se preparam para receber o Selo Social. Ao longo de um ciclo, de maio a dezembro deste ano, eles participam de encontros ministrados pela equipe do Instituto, que auxiliam as organizações na obtenção desta certificação. No encerramento, eles ganham o direito de usar a marca Selo Social em sua divulgação institucional. Para informações e detalhes sobre todas as fases da certificação do Selo Social, acesse o site: www.selosocial.com

Investidores Sociais

Os participantes e prefeitura não tem custo algum para fazer parte desta certificação. Empresas locais se comprometeram com a cidade custeando sua implantação e execução, para que este seja gratuito a todos. As empresas que estão investindo no desenvolvimento social de Balneário Camboriú e Camboriú são: Embraed, Green Valley, Alcon, Recibras, Barbieri Litoral, Conjel Contabilidade e Credifoz.

Sobre o Selo Social

O programa, articulado nacionalmente pelo Instituto Abaçaí Brasil, atua na qualificação e mensuração dos resultados de ações, por meio do monitoramento e reconhecimento dos impactos sociais. O programa já foi implantado, com sucesso, em cidades dos estados de São Paulo e Santa Catarina e Distrito Federal. Sua obtenção tem impactado positivamente sobre a credibilidade das organizações, transformando-se em um importante diferencial.

Empresas, entidades sociais e órgãos públicos –– podem se inscrever gratuitamente para participar da certificação do Selo Social. Mais informações em:www.selosocial.com.


Fonte: Na Mídia Assessoria


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
Divulgação
Parte do grupo de trabalho do ano passado
Parte do grupo de trabalho do ano passado

Selo Social abre inscrições para edição de combate ao Covid-19

Publicidade

Quarta, 29/4/2020 19:02.

A edição deste ano do Selo Social terá temática específica e reconhecerá iniciativas visando o combate à pandemia do Coronavírus, que já matou milhares de pessoas pelo mundo. A ideia do programa, realizado em parceria com as prefeituras de Balneário Camboriú e Camboriú, o Instituto Federal Catarinense de Camboriú (IFC), ACIBALC e o Instituto Abaçaí Brasil – é reconhecer iniciativas que tragam melhorias para a comunidade, por meio de uma certificação, que neste ano terá como critério a realização de iniciativas relativas a pandemia, para incentivar o maior número de organizações a se mobilizarem em prol desta causa.

As organizações do município que desejam obter o Selo Social podem se inscrever gratuitamente pelo site (clique aqui) até dia 15 de maio. As vagas são limitadas.

Nesta edição, o foco do programa será a valorização das ações de combate ao coronavírus, que acontecerá por meio de uma certificação concedida a empresas, entidades sociais e órgãos públicos que demostrem compromisso social em meio à pandemia.

Segundo a presidente da Acibalc, Maria Pissaia, o trabalho social reconhecido, além de melhorar o mundo, valoriza as organizações.

“Em tempos de concorrência cada vez mais acirrada em todos os níveis, a obtenção do Selo Social engrandece e valoriza a marca da organização, atestando que esta faz parte de uma rede de impacto social local”.

Para motivar os participantes, a presidente do Instituto Abaçaí Brasil, Carina Giunco lembra de alguns benefícios nas cidades em que o Selo Social já foi implantado.

“Esta é uma oportunidade de ser reconhecida como parte de um grupo de pessoas e organizações que potencializam suas ações sociais por meio de parcerias e iniciam uma rede do bem em prol da melhoria da qualidade de vida da sua comunidade”, afirma ela.

Não é necessário pagar nenhuma taxa, pois o custeio do projeto é feito integralmente pelos investidores sociais. Uma vez inscritos, os participantes passam por um processo de mobilização em prol do desenvolvimento social e se preparam para receber o Selo Social. Ao longo de um ciclo, de maio a dezembro deste ano, eles participam de encontros ministrados pela equipe do Instituto, que auxiliam as organizações na obtenção desta certificação. No encerramento, eles ganham o direito de usar a marca Selo Social em sua divulgação institucional. Para informações e detalhes sobre todas as fases da certificação do Selo Social, acesse o site: www.selosocial.com

Investidores Sociais

Os participantes e prefeitura não tem custo algum para fazer parte desta certificação. Empresas locais se comprometeram com a cidade custeando sua implantação e execução, para que este seja gratuito a todos. As empresas que estão investindo no desenvolvimento social de Balneário Camboriú e Camboriú são: Embraed, Green Valley, Alcon, Recibras, Barbieri Litoral, Conjel Contabilidade e Credifoz.

Sobre o Selo Social

O programa, articulado nacionalmente pelo Instituto Abaçaí Brasil, atua na qualificação e mensuração dos resultados de ações, por meio do monitoramento e reconhecimento dos impactos sociais. O programa já foi implantado, com sucesso, em cidades dos estados de São Paulo e Santa Catarina e Distrito Federal. Sua obtenção tem impactado positivamente sobre a credibilidade das organizações, transformando-se em um importante diferencial.

Empresas, entidades sociais e órgãos públicos –– podem se inscrever gratuitamente para participar da certificação do Selo Social. Mais informações em:www.selosocial.com.


Fonte: Na Mídia Assessoria

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade