Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Selo Verde em Itajaí para construtoras que adotam práticas sustentáveis
Marcos Porto.

Terça, 19/2/2019 8:03.

(Vizzotto Editora) - Os primeiros empreendimentos contemplados com o Selo Verde da Famai (Fundação do Meio Ambiente de Itajaí) já receberam a certificação. A iniciativa é inédita na cidade e alcançou todas as construtoras interessadas em adotar práticas sustentáveis em seus processos produtivos. Redução do consumo de água e energia elétrica, gerenciamento dos resíduos sólidos e proteção dos recursos naturais foram alguns processos considerados para concessão do certificado. O programa foi lançado em setembro do ano passado e representa um avanço no campo do estímulo à conscientização ambiental no setor produtivo.

Neste primeiro ano, os empreendimentos certificados foram Brava Hill Residence (CN Construtora e Incorporadora), Dourado do Mar (Êxito Construtora e Incorporadora) e Residencial Piemonte (Clarus Construtora e Incorporadora). A proposta do município ao criar o Selo Verde para a construção civil é estimular o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU), por meio do reconhecimento de entidades públicas, empresas e organizações que realizam práticas socioambientais. O primeiro setor produtivo escolhido para estrear o programa foi a construção civil e, a partir de agora, outros setores serão convidados a participar.

Para a construtora Êxito que inscreveu o residencial Dourado do Mar (rua Franklin Máximo Pereira, centro), a certificação é o reconhecimento dos esforços que a empresa já faz há alguns anos em nome da sustentabilidade. Conforme explica Gustavo Felipe Bernardi, engenheiro de controle de automação da Êxito, além do caráter evidente da responsabilidade ambiental, a construtora também busca economia dos recursos naturais e do custeio mensal para os moradores. “Este empreendimento tem aquecimento de água por placas solares nos banheiros e na cozinha, além de aproveitamento da água da chuva para as descargas de todos os sanitários e também para a limpeza das áreas comuns”, revela o engenheiro.

O Brava Hill Residence, na Praia Brava, tem previsão de entrega para junho de 2021. De acordo com a arquiteta Ana Carolina das Neves Andrade, coordenadora de projetos da CN Construtora, o Brava Hill, dentre outros diferenciais, prevê captação da água da chuva para a limpeza das áreas comuns, aquecimento solar nas áreas de lazer e um car wash sustentável, também utilizando água da chuva. “A construtora sempre adotou práticas sustentáveis, não somente nos empreendimentos mas também no nosso dia a dia”, explica a arquiteta Ana Carolina. “Não usamos copos plásticos, reciclamos papel e economizamos energia e água. Esta certificação é o reconhecimento do nosso compromisso ambiental”, completa.

As três empresas agraciadas são associadas ao Sinduscon da Foz do Rio Itajaí. O presidente da entidade, Bruno Pereira, elogia a iniciativa do poder público e o engajamento das empresas participantes. A Famai já sinalizou sua intenção em promover o Selo Verde todos os anos. “A conquista do selo representa mais um passo em direção ao uso consciente dos recursos não somente a quem produz, mas também a quem irá utilizar os empreendimentos, criando uma cadeia positiva de ações interligadas e focadas num futuro melhor para todos. A semente está plantada”, finaliza. 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Selo Verde em Itajaí para construtoras que adotam práticas sustentáveis

Marcos Porto.

Publicidade

Terça, 19/2/2019 8:03.

(Vizzotto Editora) - Os primeiros empreendimentos contemplados com o Selo Verde da Famai (Fundação do Meio Ambiente de Itajaí) já receberam a certificação. A iniciativa é inédita na cidade e alcançou todas as construtoras interessadas em adotar práticas sustentáveis em seus processos produtivos. Redução do consumo de água e energia elétrica, gerenciamento dos resíduos sólidos e proteção dos recursos naturais foram alguns processos considerados para concessão do certificado. O programa foi lançado em setembro do ano passado e representa um avanço no campo do estímulo à conscientização ambiental no setor produtivo.

Neste primeiro ano, os empreendimentos certificados foram Brava Hill Residence (CN Construtora e Incorporadora), Dourado do Mar (Êxito Construtora e Incorporadora) e Residencial Piemonte (Clarus Construtora e Incorporadora). A proposta do município ao criar o Selo Verde para a construção civil é estimular o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU), por meio do reconhecimento de entidades públicas, empresas e organizações que realizam práticas socioambientais. O primeiro setor produtivo escolhido para estrear o programa foi a construção civil e, a partir de agora, outros setores serão convidados a participar.

Para a construtora Êxito que inscreveu o residencial Dourado do Mar (rua Franklin Máximo Pereira, centro), a certificação é o reconhecimento dos esforços que a empresa já faz há alguns anos em nome da sustentabilidade. Conforme explica Gustavo Felipe Bernardi, engenheiro de controle de automação da Êxito, além do caráter evidente da responsabilidade ambiental, a construtora também busca economia dos recursos naturais e do custeio mensal para os moradores. “Este empreendimento tem aquecimento de água por placas solares nos banheiros e na cozinha, além de aproveitamento da água da chuva para as descargas de todos os sanitários e também para a limpeza das áreas comuns”, revela o engenheiro.

O Brava Hill Residence, na Praia Brava, tem previsão de entrega para junho de 2021. De acordo com a arquiteta Ana Carolina das Neves Andrade, coordenadora de projetos da CN Construtora, o Brava Hill, dentre outros diferenciais, prevê captação da água da chuva para a limpeza das áreas comuns, aquecimento solar nas áreas de lazer e um car wash sustentável, também utilizando água da chuva. “A construtora sempre adotou práticas sustentáveis, não somente nos empreendimentos mas também no nosso dia a dia”, explica a arquiteta Ana Carolina. “Não usamos copos plásticos, reciclamos papel e economizamos energia e água. Esta certificação é o reconhecimento do nosso compromisso ambiental”, completa.

As três empresas agraciadas são associadas ao Sinduscon da Foz do Rio Itajaí. O presidente da entidade, Bruno Pereira, elogia a iniciativa do poder público e o engajamento das empresas participantes. A Famai já sinalizou sua intenção em promover o Selo Verde todos os anos. “A conquista do selo representa mais um passo em direção ao uso consciente dos recursos não somente a quem produz, mas também a quem irá utilizar os empreendimentos, criando uma cadeia positiva de ações interligadas e focadas num futuro melhor para todos. A semente está plantada”, finaliza. 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade