Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Geral
33 guarda-vidas se formaram em Balneário Camboriú e vão atuar na região neste verão

A novidade desta temporada será o uso de drone e de uma ‘viatura’ de resgate

Segunda, 9/12/2019 23:14.
Divulgação/Corpo de Bombeiros

Publicidade

O 13º Batalhão do Corpo de Bombeiros de Balneário Camboriú formou na sexta-feira (6) 33 guarda-vidas civis e 55 jovens guarda-vidas. A novidade é que dos 33 guarda-vidas civis formados 17 são argentinos, e poderão auxiliar atendendo os turistas que falam espanhol e que frequentemente visitam Balneário e seus arredores nesta época do ano. Somente em Balneário Camboriú atuam cerca de 50 guarda-vidas por dia e para manter a escala é preciso de pelo menos 100.

Guarda-vidas civis

O tenente coronel BM Jefferson de Souza, comandante dos bombeiros de Balneário, conta que a formação dos guarda-vidas tem por objetivo que eles trabalhem em todo o litoral do 13º BPM, principalmente em Balneário Camboriú. “17 dos 33 formados são argentinos e isso nos ajudará bastante, já que temos a presença de turistas da língua espanhola nas nossas praias e eles auxiliarão na prevenção, sendo de uma importância muito significativa”, diz.

O comandante lembra que o serviço é voluntário e que os guarda-vidas não precisam trabalhar todos os verões, mas salienta que eles recebem pelo trabalho por dia (cerca de R$ 150).

Os guarda-vidas que atuavam nos outros verões e que queiram trabalhar novamente precisam fazer uma prova de recertificação, por isso a renovação é de extrema importância, podendo ficar até mais tempo trabalhando. O curso, que é gratuito, teve duração de dois meses, com atividades práticas e intensas, segundo o Comandante.

“Algo que abordamos de forma muito forte, que a gente massifica para eles, é que não há mérito em realizar um salvamento que poderia ser evitado. O que buscamos é incutir a cultura da prevenção, para que os guarda-vidas já saíam de sua formação fortalecendo a questão de bandeiras, de instruir os banhistas para que entendam e respeitam as bandeiras, até a prevenção mais efetiva quando um banhista está em uma corrente de retorno que se banhe perto dos postos dos guarda-vidas. Há essa orientação através de apitos, e sempre reforçamos a cada curso”, explica.

Jovens guarda-vidas

Junto aconteceu também a formatura de 55 jovens guarda-vidas, que é um projeto social que ocorre no contraturno escolar. Os adolescentes são selecionados pela prefeitura, e junto com os bombeiros têm disciplinas voltadas para o salvamento aquático e informações de cidadania, civismo, hierarquia, disciplina, ética e sustentabilidade, servindo como multiplicadores e podendo futuramente serem guarda-vidas civis ou até mesmo bombeiros. Apenas Balneário Camboriú desenvolve esse projeto em Santa Catarina, acontecendo há três anos.

“Já é um sucesso, a formatura simboliza a importância desse projeto. Foi bem bacana para nós”, acrescenta o comandante.

Novidades

No fim da temporada passada, o Corpo de Bombeiros fez testes com drones e neste verão irão utilizar essa tecnologia como ferramenta de apoio.

“Testamos até levar a boia de salvamento até a vítima com o drone, mas eles vão servir mais como ferramenta de apoio para identificação de grupos em local de risco, apoio aos guarda-vidas civis e militares que estão na praia, será um grande diferencial”, salienta.

Também para esta temporada os guarda-vidas de Balneário contarão com o apoio de uma embarcação de 33 pés e 10 metros, o ‘Resgate 02’, que atuará principalmente em ocorrências de embarcação à deriva, deslocamento com mais agilidade. Nesse barco cabem pelo menos 10 pessoas e também possui iluminação. A ‘viatura’ está sendo guardada e recebe manutenções através de uma parceria com a Marina Tedesco.

“Essas são as duas principais novidades. Hoje estamos trabalhando com o nosso pelotão de busca e salvamento no Pontal Norte 24h, fica basicamente a equipe náutica nesse quartel, que faz toda a coordenação de praia”, destaca.

Reforços

Os bombeiros de Balneário também receberam o reforço de 20 bombeiros militares da área do batalhão (dois oficiais e 18 praças) e aqueles que vierem do interior vão substituir as equipes que estão nas ambulâncias e no caminhão, fiscalizando as praias.

“Tivemos um incremento no número de bombeiros voluntários e que estão sendo ressarcidos pelos seus serviços prestados (R$ 150 por dia) e apoiam os bombeiros militares, sendo mais 18 voluntários por dia. Todas as praias já possuem guarda-vidas (Balneário, Itapema, Porto Belo e Bombinhas), e temos apoio do Arcanjo 03, que virá para Balneário em 20 de dezembro, ficando até o Carnaval. Ele ficará direto por 15 dias e após isso retornará aos finais de semana, voltando a ficar direto nas proximidades do Carnaval”, diz.

Há à disposição do público o aplicativo Praias Seguras, que pode ser baixado em qualquer smartphone.

“Nesse aplicativo a pessoa pode identificar a condição do mar (bandeiras), sabendo se tem incidência de águas-vivas também, além da balneabilidade (se a praia é própria para banho”, acrescenta.

Em Balneário acontecerá ainda, a partir de janeiro, o Projeto Golfinho (focado nas crianças, com atividades semanais que ensinam sobre os cuidados necessários nas praias e a importância de cuidar da natureza) e também o Praia Acessível (onde cadeirantes podem se banhar com apoio de cadeiras adaptadas e dos guarda-vidas).


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
Divulgação/Corpo de Bombeiros

33 guarda-vidas se formaram em Balneário Camboriú e vão atuar na região neste verão

A novidade desta temporada será o uso de drone e de uma ‘viatura’ de resgate

Publicidade

Segunda, 9/12/2019 23:14.

O 13º Batalhão do Corpo de Bombeiros de Balneário Camboriú formou na sexta-feira (6) 33 guarda-vidas civis e 55 jovens guarda-vidas. A novidade é que dos 33 guarda-vidas civis formados 17 são argentinos, e poderão auxiliar atendendo os turistas que falam espanhol e que frequentemente visitam Balneário e seus arredores nesta época do ano. Somente em Balneário Camboriú atuam cerca de 50 guarda-vidas por dia e para manter a escala é preciso de pelo menos 100.

Guarda-vidas civis

O tenente coronel BM Jefferson de Souza, comandante dos bombeiros de Balneário, conta que a formação dos guarda-vidas tem por objetivo que eles trabalhem em todo o litoral do 13º BPM, principalmente em Balneário Camboriú. “17 dos 33 formados são argentinos e isso nos ajudará bastante, já que temos a presença de turistas da língua espanhola nas nossas praias e eles auxiliarão na prevenção, sendo de uma importância muito significativa”, diz.

O comandante lembra que o serviço é voluntário e que os guarda-vidas não precisam trabalhar todos os verões, mas salienta que eles recebem pelo trabalho por dia (cerca de R$ 150).

Os guarda-vidas que atuavam nos outros verões e que queiram trabalhar novamente precisam fazer uma prova de recertificação, por isso a renovação é de extrema importância, podendo ficar até mais tempo trabalhando. O curso, que é gratuito, teve duração de dois meses, com atividades práticas e intensas, segundo o Comandante.

“Algo que abordamos de forma muito forte, que a gente massifica para eles, é que não há mérito em realizar um salvamento que poderia ser evitado. O que buscamos é incutir a cultura da prevenção, para que os guarda-vidas já saíam de sua formação fortalecendo a questão de bandeiras, de instruir os banhistas para que entendam e respeitam as bandeiras, até a prevenção mais efetiva quando um banhista está em uma corrente de retorno que se banhe perto dos postos dos guarda-vidas. Há essa orientação através de apitos, e sempre reforçamos a cada curso”, explica.

Jovens guarda-vidas

Junto aconteceu também a formatura de 55 jovens guarda-vidas, que é um projeto social que ocorre no contraturno escolar. Os adolescentes são selecionados pela prefeitura, e junto com os bombeiros têm disciplinas voltadas para o salvamento aquático e informações de cidadania, civismo, hierarquia, disciplina, ética e sustentabilidade, servindo como multiplicadores e podendo futuramente serem guarda-vidas civis ou até mesmo bombeiros. Apenas Balneário Camboriú desenvolve esse projeto em Santa Catarina, acontecendo há três anos.

“Já é um sucesso, a formatura simboliza a importância desse projeto. Foi bem bacana para nós”, acrescenta o comandante.

Novidades

No fim da temporada passada, o Corpo de Bombeiros fez testes com drones e neste verão irão utilizar essa tecnologia como ferramenta de apoio.

“Testamos até levar a boia de salvamento até a vítima com o drone, mas eles vão servir mais como ferramenta de apoio para identificação de grupos em local de risco, apoio aos guarda-vidas civis e militares que estão na praia, será um grande diferencial”, salienta.

Também para esta temporada os guarda-vidas de Balneário contarão com o apoio de uma embarcação de 33 pés e 10 metros, o ‘Resgate 02’, que atuará principalmente em ocorrências de embarcação à deriva, deslocamento com mais agilidade. Nesse barco cabem pelo menos 10 pessoas e também possui iluminação. A ‘viatura’ está sendo guardada e recebe manutenções através de uma parceria com a Marina Tedesco.

“Essas são as duas principais novidades. Hoje estamos trabalhando com o nosso pelotão de busca e salvamento no Pontal Norte 24h, fica basicamente a equipe náutica nesse quartel, que faz toda a coordenação de praia”, destaca.

Reforços

Os bombeiros de Balneário também receberam o reforço de 20 bombeiros militares da área do batalhão (dois oficiais e 18 praças) e aqueles que vierem do interior vão substituir as equipes que estão nas ambulâncias e no caminhão, fiscalizando as praias.

“Tivemos um incremento no número de bombeiros voluntários e que estão sendo ressarcidos pelos seus serviços prestados (R$ 150 por dia) e apoiam os bombeiros militares, sendo mais 18 voluntários por dia. Todas as praias já possuem guarda-vidas (Balneário, Itapema, Porto Belo e Bombinhas), e temos apoio do Arcanjo 03, que virá para Balneário em 20 de dezembro, ficando até o Carnaval. Ele ficará direto por 15 dias e após isso retornará aos finais de semana, voltando a ficar direto nas proximidades do Carnaval”, diz.

Há à disposição do público o aplicativo Praias Seguras, que pode ser baixado em qualquer smartphone.

“Nesse aplicativo a pessoa pode identificar a condição do mar (bandeiras), sabendo se tem incidência de águas-vivas também, além da balneabilidade (se a praia é própria para banho”, acrescenta.

Em Balneário acontecerá ainda, a partir de janeiro, o Projeto Golfinho (focado nas crianças, com atividades semanais que ensinam sobre os cuidados necessários nas praias e a importância de cuidar da natureza) e também o Praia Acessível (onde cadeirantes podem se banhar com apoio de cadeiras adaptadas e dos guarda-vidas).


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade