Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Geral
Dia do Professor: apesar de tudo tem muito para comemorar

Rede municipal tem 1.700 professores que ensinam 15 mil alunos em 44 escolas

Segunda, 15/10/2018 15:14.
Ivan Raupp
Secretária da Educação abrindo a terceira Formação Continuada

Publicidade

A rede municipal de ensino tem atualmente 1.700 professores, dos quais 1.100 efetivos e 600 em contrato temporário. Eles ensinam 15 mil alunos, dos quais cinco mil na educação infantil e 10 mil no ensino fundamental em 44 unidades escolares do municipio.

Nesta segunda-feira, Dia do Professor, cada unidade está fazendo sua comemoração interna e a secretária da Educação que comanda toda essa grande equipe, Rosângela Percegona Borba, professora aposentada, que lecionou na educação infantil, no ensino fundamental e no universitário, diz que apesar de tudo, e aí entra a questão salarial, a falta de estrutura e o lento avanço tecnológico, é preciso comemorar esta data.

“Estou falando em termos de país, a valorização financeira exige avanços, as escolas precisam de mais estruturas, precisam avançar tecnologicamente, para motivar os professores. O poder público em todos os níveis precisa olhar o professor dentro de todo este contexto, porque cada vez mais professores estão trocando de profissão. Ainda sem falar em agressões dentro e fora das escolas, tudo muito triste. Nós aqui em Balneário Camboriú estamos fazendo a nossa parte”, disse.

Formação Continuada

Quando diz que Balneário Camboriú está fazendo a sua parte, Rosângela está falando de Formação Continuada para os professores. São grupos de estudo separados por faixa etária, por disciplina, para atender os interesses específicos de cada grupo.

“É importante trazer esse olhar para o professor. Fizemos parceria com universidades por três anos para trabalhar essa metodologia em sala de aula. Até agora já realizamos três destas Formações. Há uma verba específica para isso. É um compromisso do Plano Municipal de Educação que estamos cumprindo e se não fizermos, o Tribunal de Contas nos cobrará. Não tenho dúvidas que após três anos estaremos ainda melhores, por causa destas Formações”, assegura Rosângela.

O peso emocional

Segundo a secretária, também é altamente preocupante a questão emocional e é preciso investir muito para que os professores tenham esse acolhimento.

“Fazemos isso com palestras. Não são terapias. Nem trabalhos terapêuticos. Trazemos palestrantes que mostram como melhorar como pessoa e desta forma poder transmitir isso aos alunos. Já fizemos três e a última trabalhou muito essa questão da agressividade, da violência do aluno com o professor em sala de aula ou vice-versa”, segue.

Valorização financeira

Sempre que se refere à valorização financeira da classe, que exige avanços, a secretária da Educação faz questão de lembrar que a atividade não se limita a ‘estar’ em sala de aula, tem a preparação, é uma espécie de antes, durante e depois. O professor precisa se atualizar, preparar suas aulas, ministrar o conhecimento aos alunos, corrigir provas etc.

O piso salarial em Balneário Camboriú é de R$ 3.020,00 para professores com graduação; R$ 3700,00 com pós-graduação e R$ 4,5 mil com mestrado.

“O Plano de Carreira é bem importante nesse sentido. Cada professor da Rede tem uma regência até 30% do piso de acordo com sua graduação, mas somente aqueles que estão em sala de aula, sejam eles efetivos ou ACT´s. A cada 10 anos essa regência incorpora no salário, sempre falando de professores em sala de aula”, acrescentou.

Apesar de tudo...

Com base em sua própria experiência, Rosângela diz que ‘olhar para trás e ver toda essa caminhada, dá orgulho’.

“Muitos professores fazem muito por amor à profissão, Isso é real. Isso nos faz acreditar de verdade na força desta profissão”, concluiu.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Ivan Raupp
Secretária da Educação abrindo a terceira Formação Continuada
Secretária da Educação abrindo a terceira Formação Continuada

Dia do Professor: apesar de tudo tem muito para comemorar

Rede municipal tem 1.700 professores que ensinam 15 mil alunos em 44 escolas

Publicidade

Segunda, 15/10/2018 15:14.

A rede municipal de ensino tem atualmente 1.700 professores, dos quais 1.100 efetivos e 600 em contrato temporário. Eles ensinam 15 mil alunos, dos quais cinco mil na educação infantil e 10 mil no ensino fundamental em 44 unidades escolares do municipio.

Nesta segunda-feira, Dia do Professor, cada unidade está fazendo sua comemoração interna e a secretária da Educação que comanda toda essa grande equipe, Rosângela Percegona Borba, professora aposentada, que lecionou na educação infantil, no ensino fundamental e no universitário, diz que apesar de tudo, e aí entra a questão salarial, a falta de estrutura e o lento avanço tecnológico, é preciso comemorar esta data.

“Estou falando em termos de país, a valorização financeira exige avanços, as escolas precisam de mais estruturas, precisam avançar tecnologicamente, para motivar os professores. O poder público em todos os níveis precisa olhar o professor dentro de todo este contexto, porque cada vez mais professores estão trocando de profissão. Ainda sem falar em agressões dentro e fora das escolas, tudo muito triste. Nós aqui em Balneário Camboriú estamos fazendo a nossa parte”, disse.

Formação Continuada

Quando diz que Balneário Camboriú está fazendo a sua parte, Rosângela está falando de Formação Continuada para os professores. São grupos de estudo separados por faixa etária, por disciplina, para atender os interesses específicos de cada grupo.

“É importante trazer esse olhar para o professor. Fizemos parceria com universidades por três anos para trabalhar essa metodologia em sala de aula. Até agora já realizamos três destas Formações. Há uma verba específica para isso. É um compromisso do Plano Municipal de Educação que estamos cumprindo e se não fizermos, o Tribunal de Contas nos cobrará. Não tenho dúvidas que após três anos estaremos ainda melhores, por causa destas Formações”, assegura Rosângela.

O peso emocional

Segundo a secretária, também é altamente preocupante a questão emocional e é preciso investir muito para que os professores tenham esse acolhimento.

“Fazemos isso com palestras. Não são terapias. Nem trabalhos terapêuticos. Trazemos palestrantes que mostram como melhorar como pessoa e desta forma poder transmitir isso aos alunos. Já fizemos três e a última trabalhou muito essa questão da agressividade, da violência do aluno com o professor em sala de aula ou vice-versa”, segue.

Valorização financeira

Sempre que se refere à valorização financeira da classe, que exige avanços, a secretária da Educação faz questão de lembrar que a atividade não se limita a ‘estar’ em sala de aula, tem a preparação, é uma espécie de antes, durante e depois. O professor precisa se atualizar, preparar suas aulas, ministrar o conhecimento aos alunos, corrigir provas etc.

O piso salarial em Balneário Camboriú é de R$ 3.020,00 para professores com graduação; R$ 3700,00 com pós-graduação e R$ 4,5 mil com mestrado.

“O Plano de Carreira é bem importante nesse sentido. Cada professor da Rede tem uma regência até 30% do piso de acordo com sua graduação, mas somente aqueles que estão em sala de aula, sejam eles efetivos ou ACT´s. A cada 10 anos essa regência incorpora no salário, sempre falando de professores em sala de aula”, acrescentou.

Apesar de tudo...

Com base em sua própria experiência, Rosângela diz que ‘olhar para trás e ver toda essa caminhada, dá orgulho’.

“Muitos professores fazem muito por amor à profissão, Isso é real. Isso nos faz acreditar de verdade na força desta profissão”, concluiu.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade