Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Geral
Vereadora denuncia antigos bombeiros voluntários de Camboriú por suposta fraude

Quarta, 28/2/2018 15:01.
Divulgação.
A vereadora Jane.

Publicidade

O Ministério Público de Camboriú está investigando a denúncia formulada pela vereadora Jane Stefenn que a Associação Corpo de Bombeiros Voluntários daquela cidade continuou recebendo doações da comunidade através da conta da Celesc, pelo menos três anos após o encerramento das suas atividades.

Jane disse hoje (28) a o Página 3 que a última atividade pública dos bombeiros voluntários ocorreu em 2013, mas as doações continuaram sendo lançadas até maio de 2017.

A vereadora estima que dos R$ 255 mil arrecadados entre 2012 e 2017 pelo menos R$ 200 mil são irregulares.

Esses valores foram informados pela Celesc, após requerimento da vereadora.

O MP provavelmente pedirá à justiça a abertura do sigilo da conta bancária para identificar quem movimentava a conta.

O Página 3 não conseguiu identificar o responsável pelos bombeiros voluntários.

O demonstrativo dos depósitos fornecido pela Celesc.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Divulgação.
A vereadora Jane.
A vereadora Jane.

Vereadora denuncia antigos bombeiros voluntários de Camboriú por suposta fraude

Publicidade

Quarta, 28/2/2018 15:01.

O Ministério Público de Camboriú está investigando a denúncia formulada pela vereadora Jane Stefenn que a Associação Corpo de Bombeiros Voluntários daquela cidade continuou recebendo doações da comunidade através da conta da Celesc, pelo menos três anos após o encerramento das suas atividades.

Jane disse hoje (28) a o Página 3 que a última atividade pública dos bombeiros voluntários ocorreu em 2013, mas as doações continuaram sendo lançadas até maio de 2017.

A vereadora estima que dos R$ 255 mil arrecadados entre 2012 e 2017 pelo menos R$ 200 mil são irregulares.

Esses valores foram informados pela Celesc, após requerimento da vereadora.

O MP provavelmente pedirá à justiça a abertura do sigilo da conta bancária para identificar quem movimentava a conta.

O Página 3 não conseguiu identificar o responsável pelos bombeiros voluntários.

O demonstrativo dos depósitos fornecido pela Celesc.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade