Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Dólar sobe a R$ 3,23 com exterior; Bolsa avança, impulsionada pela Vale

Terça, 17/1/2017 6:52.

EULINA OLIVEIRA
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Em dia de baixa liquidez por causa do feriado nos Estados Unidos, o dólar subiu frente à maior parte das moedas nesta segunda-feira (16), incluindo o real.

Os investidores mantiveram-se cautelosos, à espera do discurso desta terça-feira (17) da primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, sobre o brexit, ou seja, a saída do país da União Europeia.

A libra foi uma das moedas que mais se desvalorizaram nesta sessão, com especulações de que a premiê estaria planejando uma saída abrupta da UE.

Outro motivo para cautela é a posse do presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, nesta sexta-feira (20).

No Brasil, o dólar à vista, referência no mercado financeiro, avançou 0,61%, a R$ 3,2311; o dólar comercial, utilizado em contratos de comércio exterior, subiu 0,49%, a R$ 3,2390.

Após o encerramento do pregão, o Banco Central anunciou que iniciará nesta terça-feira (17) a rolagem dos contratos de swap cambial tradicional que vencem no próximo dia 1º de fevereiro. A operação equivale à venda futura de dólares ao mercado.

Apesar da alta do dólar, o mercado de juros futuros operou em baixa nesta segunda-feira, ainda ajustando-se à queda da taxa básica de juros (Selic). O contrato de DI (Depósito Interfinanceiro) para janeiro de 2018 caiu de 11,060% para 11,025% ao ano; o contrato de DI para janeiro de 2021 recuou de 10,800% para 10,760%; e o contrato de DI para janeiro de 2026 cedeu de 11,220% para 11,175%.

Os economistas consultados na pesquisa semanal Focus, do Banco Central, passaram a ver a taxa básica de juros em um dígito neste ano depois de o BC ter reduzido a Selic a 13% ao ano.

O levantamento divulgado nesta segunda-feira apontou que a expectativa é de que a taxa básica de juros termine 2017 em 9,75%. Na semana anterior, a projeção era de 10,25%.

No mercado de juros futuros, investidores buscam proteção contra flutuações dos juros negociando contratos para diferentes vencimentos.

Os investidores também esperam a divulgação da ata da última reunião do Copom (Comitê de Política Monetária) do BC, nesta terça-feira (17). O documento poderá trazer mais sinalizações sobre o ciclo de queda dos juros.

BOLSA

Sem a Bolsa de Nova York como referência, o Ibovespa fechou em alta de 0,28%, aos 63.831,28 pontos. O giro financeiro foi de R$ 7,2 bilhões, engordado pelo vencimento de opções sobre ações, que movimentou R$ 2,99 bilhões.

Impulsionadas pela alta do minério de ferro na China, as ações da Vale foram destaque de alta na Bolsa, com ganho de 3,26% no papel PNA e de 2,67% no ON.

Entre as siderúrgicas, Usiminas PNA teve alta de 5,05% e Metalúrgica Gerdau, +2,84%.

As ações preferenciais da Petrobras subiram 0,44% e as ordinárias avançaram 0,16%.

No setor financeiro, Itaú Unibanco PN ganhou 0,08%; Bradesco PN, +0,19%; Bradesco ON, +0,39%; Banco do Brasil ON, +0,07%; e Santander unit, +1,53%.


Números do mercado financeiro

DÓLAR
compra/venda
Câmbio livre BC - R$ 3,2228 / R$ 3,2234 **
Câmbio livre mercado - R$ 3,2370 / R$ 3,2390 *
Turismo - R$ 3,0800 / R$ 3,4000

(*) cotação média do mercado
(**) cotação do Banco Central

Variação do câmbio livre mercado
no dia: 0,49%

OURO BM&F
R$ 124

BOLSAS
Bovespa (Ibovespa)
Variação: 0,28%
Pontos: 63.831
Volume financeiro: R$ 7,220 bilhões
Maiores altas: Usiminas PNA (5,05%), Bradespar PN (3,76%), Vale PNA (3,27%)
Maiores baixas: JBS ON (-2,80%), Eletrobras ON (-2,16%), Natura ON (-1,81%)

Dow Jones (Nova York): -0,03%
Nasdaq (Nova York): 0,48%
CAC 40 (Paris): -0,82%
Dax 30 (Frankfurt): -0,64%
Financial 100 (Londres): -0,15%
Nikkei 225 (Tóquio): -1,00%
Hang Seng (Hong Kong): -0,96%
Shanghai Composite (Xangai): -0,30%
Merval (Buenos Aires): 0,59%
IPC (México): -0,98%

POUPANÇA
Depósitos feitos até 3 de maio de 2012 (Lei 12.703/2012)
Aniversário - Rendimento (%)
27/12 = 0,6615
28/12 = 0,6890
29/12 = 0,6858
30/12 = 0,6858
31/12 = 0,6858
1º/1 = 0,6858
2/1 = 0,6922
3/1 = 0,6732
4/1 = 0,7106
5/1 = 0,7271
6/1 = 0,7112
7/1 = 0,7085
8/1 = 0,6880
9/1 = 0,6666
10/1 = 0,6766
11/1 = 0,7141
12/1 = 0,7526
13/1 = 0,7150
14/1 = 0,7150
15/1 = 0,6784
16/1 = 0,6680
17/1 = 0,6660
18/1 = 0,6926
19/1 = 0,7269
20/1 = 0,7117
21/1 = 0,7109
22/1 = 0,6665
23/1 = 0,6509
24/1 = 0,6553
25/1 = 0,6914
26/1 = 0,7223
27/1 = 0,7197

NOVA POUPANÇA
Depósitos feitos a partir de 4 de maio de 2012 (Lei 12.703/2012)
Aniversário - Rendimento (%)
27/12 = 0,6615
28/12 = 0,6890
29/12 = 0,6858
30/12 = 0,6858
31/12 = 0,6858
1º/1 = 0,6858
2/1 = 0,6922
3/1 = 0,6732
4/1 = 0,7106
5/1 = 0,7271
6/1 = 0,7112
7/1 = 0,7085
8/1 = 0,6880
9/1 = 0,6666
10/1 = 0,6766
11/1 = 0,7141
12/1 = 0,7526
13/1 = 0,7150
14/1 = 0,7150
15/1 = 0,6784
16/1 = 0,6680
17/1 = 0,6660
18/1 = 0,6926
19/1 = 0,7269
20/1 = 0,7117
21/1 = 0,7109
22/1 = 0,6665
23/1 = 0,6509
24/1 = 0,6553
25/1 = 0,6914
26/1 = 0,7223
27/1 = 0,7197

ÍNDICES DE INFLAÇÃO
IPCA/IBGE
Dezembro 2015: 0,96%
Janeiro 2016: 1,27%
Fevereiro 2016: 0,90%
Março 2016: 0,43%
Abril 2016: 0,61%
Maio 2016: 0,78%
Junho 2016: 0,35%
Julho 2016: 0,52%
Agosto 2016: 0,44%
Setembro 2016: 0,08%
Outubro 2016: 0,26%
Novembro 2016: 0,18%
Dezembro 2016: 0,30%

INPC/IBGE
Dezembro 2015: 0,90%
Janeiro 2016: 1,51%
Fevereiro 2016: 0,95%
Março 2016: 0,44%
Abril 2016: 0,64%
Maio 2016: 0,98%
Junho 2016: 0,47%
Julho 2016: 0,64%
Agosto 2016: 0,31%
Setembro 2016: 0,08%
Outubro 2016: 0,17%
Novembro 2016: 0,07%
Dezembro 2016: 0,14%

IPC/Fipe
Dezembro 2015: 0,82%
Janeiro 2016: 1,37%
Fevereiro 2016: 0,89%
Março 2016: 0,97%
Abril 2016: 0,46%
Maio 2016: 0,57%
Junho 2016: 0,65%
Julho 2016: 0,35%
Agosto 2016: 0,11%
Setembro 2016: -0,14
Outubro 2016: 0,27%
Novembro 2016: 0,15%
Dezembro 2016: 0,72%

IGP-M/FGV
Dezembro 2015: 0,49%
Janeiro 2016: 1,14%
Fevereiro 2016: 1,29%
Março 2016: 0,51%
Abril 2016: 0,33%
Maio 2016: 0,82%
Junho 2016: 1,69%
Julho 2016: 0,18%
Agosto 2016: 0,15%
Setembro 2016: 0,20%
Outubro 2016: 0,16%
Novembro 2016: -0,03%
Dezembro 2016: 0,54%

IGP-DI/FGV
Dezembro 2015: 0,44%
Janeiro 2016: 1,53%
Fevereiro 2016: 0,79%
Março 2016: 0,43%
Abril 2016: 0,36%
Maio 2016: 1,13%
Junho 2016: 1,63%
Julho 2016: -0,39%
Agosto 2016: 0,43%
Setembro 2016: 0,03%
Outubro 2016: 0,13%
Novembro 2016: 0,05%
Dezembro 2016: 0,83%

SALÁRIO MÍNIMO
Janeiro 2017: R$ 937,00

SALÁRIO FAMÍLIA
Janeiro 2016
Até R$ 806,80: R$ 41,37
de R$ 806,81 até R$ 1.212,64: R$ 29,16 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade


Publicidade


Política


Saúde

Evento é especial para mulheres e inscrições estão abertas


Publicidade

Revestimento que já foi sucesso é tendência novamente


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Dólar sobe a R$ 3,23 com exterior; Bolsa avança, impulsionada pela Vale

Terça, 17/1/2017 6:52.

EULINA OLIVEIRA
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Em dia de baixa liquidez por causa do feriado nos Estados Unidos, o dólar subiu frente à maior parte das moedas nesta segunda-feira (16), incluindo o real.

Os investidores mantiveram-se cautelosos, à espera do discurso desta terça-feira (17) da primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, sobre o brexit, ou seja, a saída do país da União Europeia.

A libra foi uma das moedas que mais se desvalorizaram nesta sessão, com especulações de que a premiê estaria planejando uma saída abrupta da UE.

Outro motivo para cautela é a posse do presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, nesta sexta-feira (20).

No Brasil, o dólar à vista, referência no mercado financeiro, avançou 0,61%, a R$ 3,2311; o dólar comercial, utilizado em contratos de comércio exterior, subiu 0,49%, a R$ 3,2390.

Após o encerramento do pregão, o Banco Central anunciou que iniciará nesta terça-feira (17) a rolagem dos contratos de swap cambial tradicional que vencem no próximo dia 1º de fevereiro. A operação equivale à venda futura de dólares ao mercado.

Apesar da alta do dólar, o mercado de juros futuros operou em baixa nesta segunda-feira, ainda ajustando-se à queda da taxa básica de juros (Selic). O contrato de DI (Depósito Interfinanceiro) para janeiro de 2018 caiu de 11,060% para 11,025% ao ano; o contrato de DI para janeiro de 2021 recuou de 10,800% para 10,760%; e o contrato de DI para janeiro de 2026 cedeu de 11,220% para 11,175%.

Os economistas consultados na pesquisa semanal Focus, do Banco Central, passaram a ver a taxa básica de juros em um dígito neste ano depois de o BC ter reduzido a Selic a 13% ao ano.

O levantamento divulgado nesta segunda-feira apontou que a expectativa é de que a taxa básica de juros termine 2017 em 9,75%. Na semana anterior, a projeção era de 10,25%.

No mercado de juros futuros, investidores buscam proteção contra flutuações dos juros negociando contratos para diferentes vencimentos.

Os investidores também esperam a divulgação da ata da última reunião do Copom (Comitê de Política Monetária) do BC, nesta terça-feira (17). O documento poderá trazer mais sinalizações sobre o ciclo de queda dos juros.

BOLSA

Sem a Bolsa de Nova York como referência, o Ibovespa fechou em alta de 0,28%, aos 63.831,28 pontos. O giro financeiro foi de R$ 7,2 bilhões, engordado pelo vencimento de opções sobre ações, que movimentou R$ 2,99 bilhões.

Impulsionadas pela alta do minério de ferro na China, as ações da Vale foram destaque de alta na Bolsa, com ganho de 3,26% no papel PNA e de 2,67% no ON.

Entre as siderúrgicas, Usiminas PNA teve alta de 5,05% e Metalúrgica Gerdau, +2,84%.

As ações preferenciais da Petrobras subiram 0,44% e as ordinárias avançaram 0,16%.

No setor financeiro, Itaú Unibanco PN ganhou 0,08%; Bradesco PN, +0,19%; Bradesco ON, +0,39%; Banco do Brasil ON, +0,07%; e Santander unit, +1,53%.


Números do mercado financeiro

DÓLAR
compra/venda
Câmbio livre BC - R$ 3,2228 / R$ 3,2234 **
Câmbio livre mercado - R$ 3,2370 / R$ 3,2390 *
Turismo - R$ 3,0800 / R$ 3,4000

(*) cotação média do mercado
(**) cotação do Banco Central

Variação do câmbio livre mercado
no dia: 0,49%

OURO BM&F
R$ 124

BOLSAS
Bovespa (Ibovespa)
Variação: 0,28%
Pontos: 63.831
Volume financeiro: R$ 7,220 bilhões
Maiores altas: Usiminas PNA (5,05%), Bradespar PN (3,76%), Vale PNA (3,27%)
Maiores baixas: JBS ON (-2,80%), Eletrobras ON (-2,16%), Natura ON (-1,81%)

Dow Jones (Nova York): -0,03%
Nasdaq (Nova York): 0,48%
CAC 40 (Paris): -0,82%
Dax 30 (Frankfurt): -0,64%
Financial 100 (Londres): -0,15%
Nikkei 225 (Tóquio): -1,00%
Hang Seng (Hong Kong): -0,96%
Shanghai Composite (Xangai): -0,30%
Merval (Buenos Aires): 0,59%
IPC (México): -0,98%

POUPANÇA
Depósitos feitos até 3 de maio de 2012 (Lei 12.703/2012)
Aniversário - Rendimento (%)
27/12 = 0,6615
28/12 = 0,6890
29/12 = 0,6858
30/12 = 0,6858
31/12 = 0,6858
1º/1 = 0,6858
2/1 = 0,6922
3/1 = 0,6732
4/1 = 0,7106
5/1 = 0,7271
6/1 = 0,7112
7/1 = 0,7085
8/1 = 0,6880
9/1 = 0,6666
10/1 = 0,6766
11/1 = 0,7141
12/1 = 0,7526
13/1 = 0,7150
14/1 = 0,7150
15/1 = 0,6784
16/1 = 0,6680
17/1 = 0,6660
18/1 = 0,6926
19/1 = 0,7269
20/1 = 0,7117
21/1 = 0,7109
22/1 = 0,6665
23/1 = 0,6509
24/1 = 0,6553
25/1 = 0,6914
26/1 = 0,7223
27/1 = 0,7197

NOVA POUPANÇA
Depósitos feitos a partir de 4 de maio de 2012 (Lei 12.703/2012)
Aniversário - Rendimento (%)
27/12 = 0,6615
28/12 = 0,6890
29/12 = 0,6858
30/12 = 0,6858
31/12 = 0,6858
1º/1 = 0,6858
2/1 = 0,6922
3/1 = 0,6732
4/1 = 0,7106
5/1 = 0,7271
6/1 = 0,7112
7/1 = 0,7085
8/1 = 0,6880
9/1 = 0,6666
10/1 = 0,6766
11/1 = 0,7141
12/1 = 0,7526
13/1 = 0,7150
14/1 = 0,7150
15/1 = 0,6784
16/1 = 0,6680
17/1 = 0,6660
18/1 = 0,6926
19/1 = 0,7269
20/1 = 0,7117
21/1 = 0,7109
22/1 = 0,6665
23/1 = 0,6509
24/1 = 0,6553
25/1 = 0,6914
26/1 = 0,7223
27/1 = 0,7197

ÍNDICES DE INFLAÇÃO
IPCA/IBGE
Dezembro 2015: 0,96%
Janeiro 2016: 1,27%
Fevereiro 2016: 0,90%
Março 2016: 0,43%
Abril 2016: 0,61%
Maio 2016: 0,78%
Junho 2016: 0,35%
Julho 2016: 0,52%
Agosto 2016: 0,44%
Setembro 2016: 0,08%
Outubro 2016: 0,26%
Novembro 2016: 0,18%
Dezembro 2016: 0,30%

INPC/IBGE
Dezembro 2015: 0,90%
Janeiro 2016: 1,51%
Fevereiro 2016: 0,95%
Março 2016: 0,44%
Abril 2016: 0,64%
Maio 2016: 0,98%
Junho 2016: 0,47%
Julho 2016: 0,64%
Agosto 2016: 0,31%
Setembro 2016: 0,08%
Outubro 2016: 0,17%
Novembro 2016: 0,07%
Dezembro 2016: 0,14%

IPC/Fipe
Dezembro 2015: 0,82%
Janeiro 2016: 1,37%
Fevereiro 2016: 0,89%
Março 2016: 0,97%
Abril 2016: 0,46%
Maio 2016: 0,57%
Junho 2016: 0,65%
Julho 2016: 0,35%
Agosto 2016: 0,11%
Setembro 2016: -0,14
Outubro 2016: 0,27%
Novembro 2016: 0,15%
Dezembro 2016: 0,72%

IGP-M/FGV
Dezembro 2015: 0,49%
Janeiro 2016: 1,14%
Fevereiro 2016: 1,29%
Março 2016: 0,51%
Abril 2016: 0,33%
Maio 2016: 0,82%
Junho 2016: 1,69%
Julho 2016: 0,18%
Agosto 2016: 0,15%
Setembro 2016: 0,20%
Outubro 2016: 0,16%
Novembro 2016: -0,03%
Dezembro 2016: 0,54%

IGP-DI/FGV
Dezembro 2015: 0,44%
Janeiro 2016: 1,53%
Fevereiro 2016: 0,79%
Março 2016: 0,43%
Abril 2016: 0,36%
Maio 2016: 1,13%
Junho 2016: 1,63%
Julho 2016: -0,39%
Agosto 2016: 0,43%
Setembro 2016: 0,03%
Outubro 2016: 0,13%
Novembro 2016: 0,05%
Dezembro 2016: 0,83%

SALÁRIO MÍNIMO
Janeiro 2017: R$ 937,00

SALÁRIO FAMÍLIA
Janeiro 2016
Até R$ 806,80: R$ 41,37
de R$ 806,81 até R$ 1.212,64: R$ 29,16 

Publicidade

Publicidade