Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Castanheira faz novas mudanças para aumentar presença da GM nas ruas
Divulgação

Quarta, 8/2/2017 11:04.

“Os guardas municipais estão nas ruas, atuando, interagindo e a população está vendo e começando a ligar mais para o 153 e quando acionam, eles aparecem rapidamente”, disse nesta terça-feira o secretário de segurança Gabriel Castanheira, atribuindo esta mudança de procedimento ao número de ocorrências registradas em janeiro: quase 2 mil.

Segundo ele, os pontos fixos, agora servem somente para um almoço rápido ou troca de guarnição e esta semana uma nova determinação do comando decidiu que não pára mais de uma guarnição para descansar.

“Às vezes paravam duas, três guarnições na mesma hora e as ruas ficavam descobertas. Isso não pode”, reafirmou. Em cada turno atuam em média 30 guardas e nos finais de semana há um reforço, uma convocação extra, porque o movimento aumenta muito.

Números e resultados

Em janeiro foram 1.910 atendidas pela Guarda Municipal, via telefone ou através de abordagens pessoais. Entre elas, 127 prisões, das quais 22 eram mandados de prisão e sete veículos recuperados.

“Esses mandados em aberto não seriam tão notados se não tivéssemos adotado essa filosofia de abordagem”, afirmou Castanheira (D).

Também foram flagradas muitas ocorrências de tráfico de drogas, mas ele citou um novo posicionamento da secretaria que comanda com relação ao pequeno tráfico. “Eles estão circulando no centro, se espalham em vários pontos e vão comercializando e como são pequenas quantidades, muitas vezes passava. Nós não estamos deixando passar, estamos muito vigilantes sobre esse pequeno tráfico”, disse o secretário.

Integração

A Guarda Municipal também agiu em operações integradas com as polícias Federal, Rodoviária Federal, Civil, Militar e Conselho Tutelar, realizadas na Rodoviária, no Calçadão da Central, na praia e nas principais vias de acesso ao município.

O trabalho também contou com o apoio da Guarnição K9, que conta com o cão Black, um pastor alemão que fareja armas e drogas. O cão auxiliou no mês de janeiro em operações de vistoria nos presídios de Joinville e de Itajaí (Canhanduba).

Carnaval

Até o Carnaval o trabalho vai seguir nessa linha de atuação, com reforço do Grupo de Operações Especiais (GOP), principalmente nos fins de semana, com rondas nas entradas e saídas de casas noturnas, com foco especial na venda ilegal de bebidas alcoólicas e drogas a menores.

Depois a Guarda municipal atuará com mais força nos bairros também, mas nunca desprotegendo o centro.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Castanheira faz novas mudanças para aumentar presença da GM nas ruas

Divulgação
Quarta, 8/2/2017 11:04.

“Os guardas municipais estão nas ruas, atuando, interagindo e a população está vendo e começando a ligar mais para o 153 e quando acionam, eles aparecem rapidamente”, disse nesta terça-feira o secretário de segurança Gabriel Castanheira, atribuindo esta mudança de procedimento ao número de ocorrências registradas em janeiro: quase 2 mil.

Segundo ele, os pontos fixos, agora servem somente para um almoço rápido ou troca de guarnição e esta semana uma nova determinação do comando decidiu que não pára mais de uma guarnição para descansar.

“Às vezes paravam duas, três guarnições na mesma hora e as ruas ficavam descobertas. Isso não pode”, reafirmou. Em cada turno atuam em média 30 guardas e nos finais de semana há um reforço, uma convocação extra, porque o movimento aumenta muito.

Números e resultados

Em janeiro foram 1.910 atendidas pela Guarda Municipal, via telefone ou através de abordagens pessoais. Entre elas, 127 prisões, das quais 22 eram mandados de prisão e sete veículos recuperados.

“Esses mandados em aberto não seriam tão notados se não tivéssemos adotado essa filosofia de abordagem”, afirmou Castanheira (D).

Também foram flagradas muitas ocorrências de tráfico de drogas, mas ele citou um novo posicionamento da secretaria que comanda com relação ao pequeno tráfico. “Eles estão circulando no centro, se espalham em vários pontos e vão comercializando e como são pequenas quantidades, muitas vezes passava. Nós não estamos deixando passar, estamos muito vigilantes sobre esse pequeno tráfico”, disse o secretário.

Integração

A Guarda Municipal também agiu em operações integradas com as polícias Federal, Rodoviária Federal, Civil, Militar e Conselho Tutelar, realizadas na Rodoviária, no Calçadão da Central, na praia e nas principais vias de acesso ao município.

O trabalho também contou com o apoio da Guarnição K9, que conta com o cão Black, um pastor alemão que fareja armas e drogas. O cão auxiliou no mês de janeiro em operações de vistoria nos presídios de Joinville e de Itajaí (Canhanduba).

Carnaval

Até o Carnaval o trabalho vai seguir nessa linha de atuação, com reforço do Grupo de Operações Especiais (GOP), principalmente nos fins de semana, com rondas nas entradas e saídas de casas noturnas, com foco especial na venda ilegal de bebidas alcoólicas e drogas a menores.

Depois a Guarda municipal atuará com mais força nos bairros também, mas nunca desprotegendo o centro.

Publicidade

Publicidade