Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Dado Cherem assume a presidência do TCE/SC
Divulgação TCE

Sexta, 3/2/2017 8:35.

“A Justiça é uma balança, não uma espada. Legalidade e razoabilidade não se chocam, se completam. Por isso, há de se separar o joio do trigo, o desvio de verbas da mera irregularidade e o milhão do tostão”. As palavras fizeram parte do discurso de Luiz Eduardo Cherem (Dado), na posse dele na presidência do Tribunal de Contas do Estado, na quarta-feira (1º).

Ele acentuou que sua gestão está pronta para enfrentar os desafios impostos pela realidade econômica e política do país.“Que seja duro com a desonestidade, defenda com afinco a ordem jurídica, mas que seja também, um Tribunal justo”.

Cherem argumenta que o TCE/SC é um órgão de fiscalização e não parceiro dos jurisdicionados. Durante o biênio, serão priorizadas as atividades de prevenção, aliada ao pensamento estratégico, à atuação seletiva, resposta a consultas, orientação, informação, correção. “E, se necessário, sancionar”, completou. Segundo ele, são ideias que expressam o sentimento do que a sociedade espera do Tribunal de Contas.

Na mesma solenidade foram empossados também os conselheiros Adircélio de Moraes Ferreira Júnior e Wilson Rogério Wan-Dall nos cargos vice-presidente e corregedor-geral, respectivamente, do TCE/SC. Os três conselheiros empossados foram eleitos na sessão extraordinária do Pleno do dia 16 de dezembro.

Veja o perfil dos empossados:

Presidente – Conselheiro Luiz Eduardo Cherem

  • Natural de Brusque (SC), o conselheiro Luiz Eduardo Cherem tem 58 anos.
  • Tomou posse no TCE/SC em 16 de julho de 2014. Foi designado supervisor do Instituto de Contas (ICON), em 9 de setembro de 2014, cargo que ocupa até hoje.
  • É bacharel em Odontologia pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e pós-graduado em Cirurgia e Traumatologia Bucofacial (PUC/RS).
  • Antes de assumir no TCE/SC, exerceu o mandato de deputado estadual por três legislaturas (2003 – 2006, 2007-2010, 2011-2014). Na Assembleia Legislativa, foi presidente da Comissão de Turismo e Meio Ambiente (2006); vice-presidente da Comissão de Constituição e Justiça (2012) e presidente da Comissão de Relacionamento Institucional, Comunicação, Relações Internacionais e do Mercosul (2014).
  • Foi secretário de Estado da Saúde de 2004-2006, 2007-2008 e em 2009.
  • Exerceu mandato de vereador na Câmara de Balneário Camboriú (SC), no período de 1989-1992.
  • Na prefeitura de Balneário Camboriú (SC), foi vice-prefeito (1993-1995), prefeito interino (1996), secretário municipal de Governo, secretário municipal de Obras e secretário municipal de Saúde (1997-2002).

Vice-presidente – Conselheiro Adircélio de Moraes Ferreira Júnior

  • Natural de Belo Horizonte (MG), o conselheiro Adircélio de Moraes Ferreira Júnior tem 43 anos.
  • Tomou posse no cargo de conselheiro em 13 de maio de 2010. Foi nomeado na única vaga reservada constitucionalmente aos auditores substitutos de conselheiro — exerceu a função de 2008 a 2010, após aprovação no concurso público em 5º lugar —, a partir de lista tríplice formada, segundo os critérios de antiguidade e merecimento, por ocupantes deste cargo.
  • É o atual vice-presidente (biênio 2015-2016). Foi supervisor do Instituto de Contas (ICON) de 2010-2013.
  • Foi vice-presidente suplente do Instituto Rui Barbosa (2012-2013), 2º vice-presidente da Associação Nacional dos Auditores (Ministros e Conselheiros Substitutos) dos Tribunais de Contas (Audicon), no período de 2014 e 2015.
  • É Mestre em Direito pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC); bacharel em Direito pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS); bacharel em Ciências Contábeis pela Universidade Federal de Pernambuco; especialista em Contabilidade e Auditoria (UFRGS); doutorando em Direito (UFSC).
  • Foi auditor fiscal da Receita Federal do Brasil na Delegacia de Porto Alegre (1999-2008); auditor fiscal de tributos municipais na Prefeitura de Fortaleza (1998-1999); e auditor fiscal de tributos estaduais no Governo do Maranhão (1998).
  • Foi aprovado nos concursos públicos para auditor fiscal de tributos do Estado de Santa Catarina (1998) e perito criminal da Polícia Federal – Área Contábil (2002).
  • Foi auditor independente na Deloitte Touche Tohmatsu Auditores Independentes S/C (1992-1998).
  • Recebeu o Colar do Mérito da Corte de Contas Ministro José Maria de Alkmin (TCE/MG)

Corregedor-Geral – Conselheiro Wilson Rogério Wan-Dall

  • Natural de Gaspar (SC), o conselheiro Wilson Rogério Wan-Dall tem 61 anos.
  • Tomou posse no TCE/SC em 16 de fevereiro de 2000. Foi designado supervisor da Ouvidoria em 16 de outubro de 2014, cargo que ocupa até hoje.
  • Foi presidente em 2010; vice-presidente (biênio 2007-2008) e 2009; corregedor-Geral (biênio 2005-2006); supervisor da Ouvidoria (2012-2013 e 2015-2016).
  • Antes de assumir no TCE/SC, exerceu o mandato de deputado estadual por quatro legislaturas (1987-1990, 1991-1994, 1995-1998, 1999-2002). Na Assembleia Legislativa, foi 2º secretário da Mesa Diretora; presidente da Comissão de Redação de Leis; integrante das comissões de Finanças, Orçamento e Contas do Estado, de Educação, Cultura e Desporto, do Trabalho, Administração e Serviço Público, de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor, e de Saúde e Meio Ambiente; representante no Fórum Catarinense de Desenvolvimento, no Fórum de Desenvolvimento Regional do Médio Vale do Itajaí e no Comitê da Bacia do Vale do Itajaí.
  • Exerceu o mandato de vereador na Câmara de Blumenau (SC), no período 1983-1986.
  • Recebeu a Comenda do Legislativo Catarinense (Alesc); o título de Cidadão Blumenauense (Câmara Municipal); título de Emérito de Gaspar (SC) - Câmara Municipal; o Colar do Mérito da Corte de Contas Ministro José Maria Alckmin (TCE/MG).

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Dado Cherem assume a presidência do TCE/SC

Divulgação TCE
Sexta, 3/2/2017 8:35.

“A Justiça é uma balança, não uma espada. Legalidade e razoabilidade não se chocam, se completam. Por isso, há de se separar o joio do trigo, o desvio de verbas da mera irregularidade e o milhão do tostão”. As palavras fizeram parte do discurso de Luiz Eduardo Cherem (Dado), na posse dele na presidência do Tribunal de Contas do Estado, na quarta-feira (1º).

Ele acentuou que sua gestão está pronta para enfrentar os desafios impostos pela realidade econômica e política do país.“Que seja duro com a desonestidade, defenda com afinco a ordem jurídica, mas que seja também, um Tribunal justo”.

Cherem argumenta que o TCE/SC é um órgão de fiscalização e não parceiro dos jurisdicionados. Durante o biênio, serão priorizadas as atividades de prevenção, aliada ao pensamento estratégico, à atuação seletiva, resposta a consultas, orientação, informação, correção. “E, se necessário, sancionar”, completou. Segundo ele, são ideias que expressam o sentimento do que a sociedade espera do Tribunal de Contas.

Na mesma solenidade foram empossados também os conselheiros Adircélio de Moraes Ferreira Júnior e Wilson Rogério Wan-Dall nos cargos vice-presidente e corregedor-geral, respectivamente, do TCE/SC. Os três conselheiros empossados foram eleitos na sessão extraordinária do Pleno do dia 16 de dezembro.

Veja o perfil dos empossados:

Presidente – Conselheiro Luiz Eduardo Cherem

  • Natural de Brusque (SC), o conselheiro Luiz Eduardo Cherem tem 58 anos.
  • Tomou posse no TCE/SC em 16 de julho de 2014. Foi designado supervisor do Instituto de Contas (ICON), em 9 de setembro de 2014, cargo que ocupa até hoje.
  • É bacharel em Odontologia pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e pós-graduado em Cirurgia e Traumatologia Bucofacial (PUC/RS).
  • Antes de assumir no TCE/SC, exerceu o mandato de deputado estadual por três legislaturas (2003 – 2006, 2007-2010, 2011-2014). Na Assembleia Legislativa, foi presidente da Comissão de Turismo e Meio Ambiente (2006); vice-presidente da Comissão de Constituição e Justiça (2012) e presidente da Comissão de Relacionamento Institucional, Comunicação, Relações Internacionais e do Mercosul (2014).
  • Foi secretário de Estado da Saúde de 2004-2006, 2007-2008 e em 2009.
  • Exerceu mandato de vereador na Câmara de Balneário Camboriú (SC), no período de 1989-1992.
  • Na prefeitura de Balneário Camboriú (SC), foi vice-prefeito (1993-1995), prefeito interino (1996), secretário municipal de Governo, secretário municipal de Obras e secretário municipal de Saúde (1997-2002).

Vice-presidente – Conselheiro Adircélio de Moraes Ferreira Júnior

  • Natural de Belo Horizonte (MG), o conselheiro Adircélio de Moraes Ferreira Júnior tem 43 anos.
  • Tomou posse no cargo de conselheiro em 13 de maio de 2010. Foi nomeado na única vaga reservada constitucionalmente aos auditores substitutos de conselheiro — exerceu a função de 2008 a 2010, após aprovação no concurso público em 5º lugar —, a partir de lista tríplice formada, segundo os critérios de antiguidade e merecimento, por ocupantes deste cargo.
  • É o atual vice-presidente (biênio 2015-2016). Foi supervisor do Instituto de Contas (ICON) de 2010-2013.
  • Foi vice-presidente suplente do Instituto Rui Barbosa (2012-2013), 2º vice-presidente da Associação Nacional dos Auditores (Ministros e Conselheiros Substitutos) dos Tribunais de Contas (Audicon), no período de 2014 e 2015.
  • É Mestre em Direito pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC); bacharel em Direito pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS); bacharel em Ciências Contábeis pela Universidade Federal de Pernambuco; especialista em Contabilidade e Auditoria (UFRGS); doutorando em Direito (UFSC).
  • Foi auditor fiscal da Receita Federal do Brasil na Delegacia de Porto Alegre (1999-2008); auditor fiscal de tributos municipais na Prefeitura de Fortaleza (1998-1999); e auditor fiscal de tributos estaduais no Governo do Maranhão (1998).
  • Foi aprovado nos concursos públicos para auditor fiscal de tributos do Estado de Santa Catarina (1998) e perito criminal da Polícia Federal – Área Contábil (2002).
  • Foi auditor independente na Deloitte Touche Tohmatsu Auditores Independentes S/C (1992-1998).
  • Recebeu o Colar do Mérito da Corte de Contas Ministro José Maria de Alkmin (TCE/MG)

Corregedor-Geral – Conselheiro Wilson Rogério Wan-Dall

  • Natural de Gaspar (SC), o conselheiro Wilson Rogério Wan-Dall tem 61 anos.
  • Tomou posse no TCE/SC em 16 de fevereiro de 2000. Foi designado supervisor da Ouvidoria em 16 de outubro de 2014, cargo que ocupa até hoje.
  • Foi presidente em 2010; vice-presidente (biênio 2007-2008) e 2009; corregedor-Geral (biênio 2005-2006); supervisor da Ouvidoria (2012-2013 e 2015-2016).
  • Antes de assumir no TCE/SC, exerceu o mandato de deputado estadual por quatro legislaturas (1987-1990, 1991-1994, 1995-1998, 1999-2002). Na Assembleia Legislativa, foi 2º secretário da Mesa Diretora; presidente da Comissão de Redação de Leis; integrante das comissões de Finanças, Orçamento e Contas do Estado, de Educação, Cultura e Desporto, do Trabalho, Administração e Serviço Público, de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor, e de Saúde e Meio Ambiente; representante no Fórum Catarinense de Desenvolvimento, no Fórum de Desenvolvimento Regional do Médio Vale do Itajaí e no Comitê da Bacia do Vale do Itajaí.
  • Exerceu o mandato de vereador na Câmara de Blumenau (SC), no período 1983-1986.
  • Recebeu a Comenda do Legislativo Catarinense (Alesc); o título de Cidadão Blumenauense (Câmara Municipal); título de Emérito de Gaspar (SC) - Câmara Municipal; o Colar do Mérito da Corte de Contas Ministro José Maria Alckmin (TCE/MG).

Publicidade

Publicidade