Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Fornecedor da Câmara devolve R$ 60 mil indevidamente recebidos

Sexta, 17/2/2017 16:05.

A empresa Cesc Edificações e Construções Ltda. devolveu há dois dias para a Câmara de Vereadores R$ 59.685,75 recebidos indevidamente.

Essa empresa faturou R$ 316 mil na Câmara de Vereadores no ano passado, com reformas.

O que despertou a atenção da nova direção do legislativo foram conversas de corredor que insinuavam cobrança por serviços não executados.

Por isso o presidente Roberto Souza Jr. pediu ajuda ao Observatório Social que enviou um engenheiro para executar medições e constatar que foram efetuados, na gestão do presidente anterior, Nilson Probst, pagamentos irregulares.

Agora será aberta sindicância para esclarecer esses cerca de 20% pagos indevidamente.

A Cesc Edificações e Construções Ltda. se deu bem com o grupo político que governou a cidade até 2016, na prefeitura faturou mais de R$ 5 milhões nos últimos anos.

Outros serviços na Câmara, como a troca do telhado -o que não impediu que continuasse chovendo dentro- estão sob desconfiança.

Este serviço não foi executado pela Cesc e sim pela Ramsés Engenharia.

É provável que seja contratada uma auditoria especializada para examinar o assunto.

Não foi possível contato com a direção da Cesc Edificações e Construções Ltda. No número fornecido por seu contador (Contabilidade Pioneira) não atenderam nenhum dos vários telefonemas feitos pela reportagem.
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Fornecedor da Câmara devolve R$ 60 mil indevidamente recebidos

Sexta, 17/2/2017 16:05.

A empresa Cesc Edificações e Construções Ltda. devolveu há dois dias para a Câmara de Vereadores R$ 59.685,75 recebidos indevidamente.

Essa empresa faturou R$ 316 mil na Câmara de Vereadores no ano passado, com reformas.

O que despertou a atenção da nova direção do legislativo foram conversas de corredor que insinuavam cobrança por serviços não executados.

Por isso o presidente Roberto Souza Jr. pediu ajuda ao Observatório Social que enviou um engenheiro para executar medições e constatar que foram efetuados, na gestão do presidente anterior, Nilson Probst, pagamentos irregulares.

Agora será aberta sindicância para esclarecer esses cerca de 20% pagos indevidamente.

A Cesc Edificações e Construções Ltda. se deu bem com o grupo político que governou a cidade até 2016, na prefeitura faturou mais de R$ 5 milhões nos últimos anos.

Outros serviços na Câmara, como a troca do telhado -o que não impediu que continuasse chovendo dentro- estão sob desconfiança.

Este serviço não foi executado pela Cesc e sim pela Ramsés Engenharia.

É provável que seja contratada uma auditoria especializada para examinar o assunto.

Não foi possível contato com a direção da Cesc Edificações e Construções Ltda. No número fornecido por seu contador (Contabilidade Pioneira) não atenderam nenhum dos vários telefonemas feitos pela reportagem.
 

Publicidade

Publicidade