Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Banco do Brasil e Previ vendem participação na Kepler Weber

Sexta, 10/2/2017 7:32.

TÁSSIA KASTNER
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Banco do Brasil e seu fundo de pensão Previ venderam participação na Kepler Weber para a americana AGCO.

A Kepler Weber tem como principal negócio a construção de silos para armazenagem de grãos e cresceu nos últimos anos com o plano do governo que liberava crédito subsidiado para que produtores construíssem armazéns em suas propriedades, amenizando os problemas de escoamento de safra.

Já a americana é dona de empresas de máquinas agrícolas vendidas sob as marcas Massey Fergusson e Valtra no país.

O banco e a Previ receberão R$ 22 por ação, acima do valor de fechamento dos papéis da Kepler, que terminaram o dia cotadas a R$ 17,50.

A operação avalia a Kepler Weber em cerca de R$ 579 milhões, sendo que o BB tinha 17,45% da Kepler, e a Previ, 17,48%.

DESINVESTIMENTO

O Banco do Brasil havia anunciado o plano de deixar negócios que não eram diretamente ligados à principal do banco.

O objetivo é levantar recursos para elevar capital para cumprir as regras do acordo de basileia 3.

Em entrevista à Folha de S.Paulo, o presidente do banco, Paulo Caffarelli, afirmou que a decisão de fechar agências e reduzir o quadro de funcionários também tinha o objetivo de melhorar números do banco.

A AGCO afirmou que planeja fechar o capital da Kepler Weber, por isso fará uma OPA (oferta pública de aquisição) para comprar as demais ações da companhia. 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Cidade

O acordo põe fim a anos de insegurança e desgaste jurídico


Cidade

Sem a colaboração da população não existe medida que dê jeito


Cidade

Isso explica a redução drástica do nível na captação


Geral

É o terceiro município mais transparente de Santa Catarina


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Banco do Brasil e Previ vendem participação na Kepler Weber

Sexta, 10/2/2017 7:32.

TÁSSIA KASTNER
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Banco do Brasil e seu fundo de pensão Previ venderam participação na Kepler Weber para a americana AGCO.

A Kepler Weber tem como principal negócio a construção de silos para armazenagem de grãos e cresceu nos últimos anos com o plano do governo que liberava crédito subsidiado para que produtores construíssem armazéns em suas propriedades, amenizando os problemas de escoamento de safra.

Já a americana é dona de empresas de máquinas agrícolas vendidas sob as marcas Massey Fergusson e Valtra no país.

O banco e a Previ receberão R$ 22 por ação, acima do valor de fechamento dos papéis da Kepler, que terminaram o dia cotadas a R$ 17,50.

A operação avalia a Kepler Weber em cerca de R$ 579 milhões, sendo que o BB tinha 17,45% da Kepler, e a Previ, 17,48%.

DESINVESTIMENTO

O Banco do Brasil havia anunciado o plano de deixar negócios que não eram diretamente ligados à principal do banco.

O objetivo é levantar recursos para elevar capital para cumprir as regras do acordo de basileia 3.

Em entrevista à Folha de S.Paulo, o presidente do banco, Paulo Caffarelli, afirmou que a decisão de fechar agências e reduzir o quadro de funcionários também tinha o objetivo de melhorar números do banco.

A AGCO afirmou que planeja fechar o capital da Kepler Weber, por isso fará uma OPA (oferta pública de aquisição) para comprar as demais ações da companhia. 

Publicidade

Publicidade