Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Prejuízos invisíveis da ressaca são os maiores na Atlântica
George Varela.
Ressaca acabou, só ficou o prejuízo

Segunda, 31/10/2016 9:15.

Equipes da prefeitura prosseguiram na manhã desta segunda-feira com a limpeza na Avenida Atlântica, atingida por ressacas desde sexta-feira, mas os maiores prejuízos ainda não foram avaliados.

Como sempre ocorre nessas ocasiões, uma grande quantidade de areia do mar foi depositada sobre a avenida e está sendo levada por caminhões, desfalcando o estoque já deficiente de areia na enseada da praia central.

A enseada, segundo especialistas, é um sistema quase fechado, não entra areia nova, apenas sai devido ao uso da praia, da técnica de limpeza errada, com tratores, adotada no governo Edson Piriquito e por ação das ressacas periódicas.

Repor essa areia é uma tarefa tecnicamente complicada e cara, mas cada vez mais necessária porque a faixa está cada vez menor.

Outro prejuízo de grande monta é o entupimento do sistema pluvial. É certo que a galeria que corre ao longo de toda a Avenida Atlântica está entupida com areia fina, lixo etc. e é necessário limpá-la antes das chuvas de verão que se avizinham.

Limpeza

A limpeza da Avenida Atlântica iniciou na manhã desta segunda-feira (31) e segundo o diretor da Secretaria de Obras, Rômulo Fabrício Notari, há duas equipes da Emasa e de Obras atuando entre as ruas 4.500 e 3.700, o trecho mais atingido pela ressaca.

“Além de atuarmos na via, também estamos na areia da praia, retirando alguns restos de madeira”, explicou o diretor. Na Barra Sul a circulação de veículos está sendo liberada apenas para moradores porque há máquinas e caminhões na via, o trânsito está fluindo pela Avenida Normando Tedesco (Beira Rio) até a Rua 3700 onde retorna à Atlântica.

Também há equipes atuando entre o Calçadão da Avenida Central e a Barra Norte, lavando rua e calçadas.

Rômulo acredita que até a próxima quarta-feira devem terminar a limpeza e comemora que não há previsão de mais ressacas.

Fotos:

Foto Marlise Schneider Cezar


  Foto Alexandra Gonzalez 

 

Foto:Marlise Schneider Cezar

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Prejuízos invisíveis da ressaca são os maiores na Atlântica

George Varela.
Ressaca acabou, só ficou o prejuízo
Ressaca acabou, só ficou o prejuízo
Segunda, 31/10/2016 9:15.

Equipes da prefeitura prosseguiram na manhã desta segunda-feira com a limpeza na Avenida Atlântica, atingida por ressacas desde sexta-feira, mas os maiores prejuízos ainda não foram avaliados.

Como sempre ocorre nessas ocasiões, uma grande quantidade de areia do mar foi depositada sobre a avenida e está sendo levada por caminhões, desfalcando o estoque já deficiente de areia na enseada da praia central.

A enseada, segundo especialistas, é um sistema quase fechado, não entra areia nova, apenas sai devido ao uso da praia, da técnica de limpeza errada, com tratores, adotada no governo Edson Piriquito e por ação das ressacas periódicas.

Repor essa areia é uma tarefa tecnicamente complicada e cara, mas cada vez mais necessária porque a faixa está cada vez menor.

Outro prejuízo de grande monta é o entupimento do sistema pluvial. É certo que a galeria que corre ao longo de toda a Avenida Atlântica está entupida com areia fina, lixo etc. e é necessário limpá-la antes das chuvas de verão que se avizinham.

Limpeza

A limpeza da Avenida Atlântica iniciou na manhã desta segunda-feira (31) e segundo o diretor da Secretaria de Obras, Rômulo Fabrício Notari, há duas equipes da Emasa e de Obras atuando entre as ruas 4.500 e 3.700, o trecho mais atingido pela ressaca.

“Além de atuarmos na via, também estamos na areia da praia, retirando alguns restos de madeira”, explicou o diretor. Na Barra Sul a circulação de veículos está sendo liberada apenas para moradores porque há máquinas e caminhões na via, o trânsito está fluindo pela Avenida Normando Tedesco (Beira Rio) até a Rua 3700 onde retorna à Atlântica.

Também há equipes atuando entre o Calçadão da Avenida Central e a Barra Norte, lavando rua e calçadas.

Rômulo acredita que até a próxima quarta-feira devem terminar a limpeza e comemora que não há previsão de mais ressacas.

Fotos:

Foto Marlise Schneider Cezar


  Foto Alexandra Gonzalez 

 

Foto:Marlise Schneider Cezar

Publicidade

Publicidade