Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Colombo confirma em Brasília que adiantará dinheiro do centro de eventos
SECOM/Governo do Estado de SC
Colombo, o ministro interino e assessores

Sexta, 4/3/2016 9:04.

Em reunião ontem em Brasília com o ministro interino do turismo, Alberto Alves, o governador Raimundo Colombo reafirmou que enquanto o governo federal não repassar os R$ 55 milhões que são de sua responsabilidade na construção do centro de eventos de Balneário Camboriú, o governo estadual cobrirá os pagamentos para evitar que a obra pare.

Na verdade a prefeitura já vinha fazendo isto, mas a disposição de Colombo garante, em tese, que a obra possa ser concluída, independente de Brasília e dentro do prazo que termina depois do próximo verão.

O investimento previsto na obra é de R$ 107 milhões, sendo R$ 55 milhões do Governo Federal. Deste valor, já deveriam ter sido repassados R$ 5,7 milhões, montante que o Ministério do Turismo se comprometeu em liberar em breve.

Na última terça-feira o deputado Leonel Pavan já havia arrancado do governador o compromisso do estado colocar o dinheiro para cobrir o governo federal. O partido de Pavan (PSDB) e o governador andam em lua de mel, clima que favorece o atendimento de reivindicações da base política do deputado.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Colombo confirma em Brasília que adiantará dinheiro do centro de eventos

SECOM/Governo do Estado de SC
Colombo, o ministro interino e assessores
Colombo, o ministro interino e assessores
Sexta, 4/3/2016 9:04.

Em reunião ontem em Brasília com o ministro interino do turismo, Alberto Alves, o governador Raimundo Colombo reafirmou que enquanto o governo federal não repassar os R$ 55 milhões que são de sua responsabilidade na construção do centro de eventos de Balneário Camboriú, o governo estadual cobrirá os pagamentos para evitar que a obra pare.

Na verdade a prefeitura já vinha fazendo isto, mas a disposição de Colombo garante, em tese, que a obra possa ser concluída, independente de Brasília e dentro do prazo que termina depois do próximo verão.

O investimento previsto na obra é de R$ 107 milhões, sendo R$ 55 milhões do Governo Federal. Deste valor, já deveriam ter sido repassados R$ 5,7 milhões, montante que o Ministério do Turismo se comprometeu em liberar em breve.

Na última terça-feira o deputado Leonel Pavan já havia arrancado do governador o compromisso do estado colocar o dinheiro para cobrir o governo federal. O partido de Pavan (PSDB) e o governador andam em lua de mel, clima que favorece o atendimento de reivindicações da base política do deputado.

 

Publicidade

Publicidade